Avaliação negativa do governo Jair Bolsonaro chega a 50%, diz pesquisa XP-Ipespe

Em mudança de postura, Bolsonaro usa máscara e defende vacinas

Pesquisa XP/Ipespe, divulgada nesta sexta-feira (11), registra continuidade na trajetória de alta da avaliação negativa do governo de Jair Bolsonaro, embora outros indicadores, como a percepção sobre os rumos da economia e o temor em relação à pandemia, tenham melhorado. De acordo com o levantamento, hoje, são 50% os que consideram a administração federal ruim ou péssima, um ponto percentual a mais que no levantamento de maio.

A pesquisa é a nona consecutiva em que a tendência de alta se apresenta. Desde outubro, quando o movimento começa, esse grupo saiu de 31% para os 50% atuais. O número é o pior da série desde o início do governo, junto com maio de 2020. Os que acham o governo Jair Bolsonaro ótimo ou bom somam 26% e 22% acreditam que a gestão é regular. Em maio, esses números eram, respectivamente, 29% e 20%. Tanto na última avaliação quanto na atual, 2% não souberam ou não responderam.

‘Meu nome está posto’, diz Marília sobre 2022

PT de PE confirma Marília Arraes para Federal e não coliga com PSB na  proporcional | Rádio Pajeú

A deputada federal Marília Arraes (PT) defendeu nesta sexta-feira, que é a favor do PT ter uma posição mais autônoma em Pernambuco, destacando que esta é a sua opinião para melhor estratégia que o partido deve tomar no estado, “e não é mistério para ninguém”, afirmando também que, caso haja uma candidatura própria ao governo do estado em 2022, o seu nome está posto para disputa. Mas também afirmou que irá respeitar o resultado, caso o seu nome não seja escolhido. Pois, há especulações, ditas pela própria presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, que o nome do senador Humberto Costa também possa estar entre as candidaturas do PT. Todas as declarações foram dadas ao programa Manhã na Clube desta sexta-feira, da Rádio Clube Am 720, apresentado pelo titular da coluna Diario Político, Rhaldney Santos.

Para Marília, Humberto é um grande nome do partido, com isso, este fato pode ser posto em discussão. “Mas se for decidido que o PT deve ter uma candidatura própria, claro que meu nome também está posto, sem nenhum mistério. E a gente vai discutir internamente quem deve encabeçar a chapa”, disse. “Se for escolhido o meu nome ou não, vou trabalhar com muito respeito pelo nome que o PT escolher”, pontuou, caso o nome escolhido seja o do senador. “Então qualquer resultado que se dê da decisão sobre uma candidatura própria do PT, vou estar muito feliz de estar nessa trincheira”, concluiu.

Sobre o cenário nacional, Marília afirmou que o PT tem o presidente que pode “resgatar o país do caos”, (Lula), com isso, tem a obrigação de conversar com todos. Afirmando também que, a conversa que é feita, tem que ser nacional, e depois de consolidar uma situação nacional, se passar para a realidade de cada estado. “Eu acho que Pernambuco não pode se sobrepor aos interesses do país, pois se o país vai bem, Pernambuco vai bem também”, afirmando que de sua parte, irá manter as suas posições.

Após notificação do MPF, município pernambucano corrige informação falsa sobre grupo prioritário de vacinação contra covid-19

Agendamento da vacinação contra Covid para pessoas a partir de 55 anos  começa nesta sexta-feira, diz Ibaneis | Distrito Federal | G1

A partir de notificação do Ministério Público Federal (MPF), o município pernambucano de Manari retirou de suas redes sociais divulgação equivocada de que estaria vacinando prioritariamente advogados por determinação do MPF, informação que não é verdadeira. Também foi providenciado, pelos mesmos canais de comunicação, o esclarecimento de que a notícia sobre a suposta ordem do MPF era falsa. O caso está sob responsabilidade da procuradora da República em Garanhuns Maria Beatriz Ribeiro Gonçalves.

Postagem da prefeitura havia convocado os advogados do município para serem vacinados, sob alegação de que a ordem para inclusão da categoria como preferencial havia partido do MPF. A procuradora da República recomendou também a imediata suspensão da vacinação desse grupo, caso ainda não houvesse sido encerrada.

O MPF está apurando ainda a informação, fornecida pela prefeitura, de que a determinação para vacinação dos advogados teria partido da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Petrolândia.

Butantan entrega mais 800 mil doses da CoronaVac; Instituto ficou quase um mês sem enviar novos lotes por falta de insumos

Butantan entrega mais 800 mil doses da CoronaVac; Instituto ficou quase um mês sem enviar novos lotes por falta de insumos

O Instituto Butantan e o Estado de São Paulo entregaram nesta sexta-feira (11) mais 800 mil doses da CoronaVac para o Plano Nacional de Imunização. A entrega acontece após um intervalo angustiante de quase um mês, após a produção ser interrompida por falta de insumos, presos na China.

“É a vacina da vida”, comemorou o governador de São Paulo, João Dória, ao anunciar a entrega do imunizante. Entre os governadores brasileiros, Dória é um dos principais incentivadores da vacinação em massa por parte da população como forma de barrar o avanço da pandemia do novo coronavírus.

Com a entrega desta sexta-feira (11), até agora, o Instituto Butantan já entregou 48 milhões de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida em parceria com a SinoVac, da China. Ainda não foi divulgado quantas doses cada estado vai receber.

Bolsonaro: ‘Se o Congresso aprovar, vamos ter eleições com voto impresso e ponto final’

 (Foto: Evaristo Sá/AFP)

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a instituição do voto impresso e fez críticas ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, que tem se colocado contra mudanças no sistema de votação do país.

Em live nas redes sociais na noite desta quinta-feira (10/6), Bolsonaro disse que “se o Congresso aprovar o voto impresso, vamos ter eleições com voto impresso e ponto final”. “Se o Congresso promulgar a PEC do voto auditável, impresso, teremos eleições com voto impresso em 2022 e ponto final. Não discute mais este assunto. Não tem que ninguém dar palpite. Ninguém”, ponderou.

Na quarta-feira (9), durante uma sessão no plenário da Câmara, Barroso alertou para o risco de judicialização das eleições com a instituição do voto impresso. “A última coisa que eu gostaria é que o Judiciário decidisse as eleições. Eu não gostaria de ter isso no meu colo, e acho que não seria bom para o país”, afirmou o presidente do TSE.

Bolsonaro, contudo, interpretou a fala do ministro como uma afronta à eventual aprovação no Congresso de eleições com voto impresso. “Quer dizer que se alguém entrar com uma ação no Supremo, você vai despachar lá que: “Não vale a PEC aí, a emenda à Constituição dos deputados e senadores”? Não tem cabimento isso”, reclamou.

Por falta de coveiros em cemitério, família tem de sepultar parente na Paraíba

 (Foto: Reprodução)

Além de perder Manoel Pinheiro da Silva em decorrência de complicações da Covid-19, no último domingo (7), a família teve de enterrar o idoso, de 78 anos, pela ausência de coveiros. O caso ocorreu na cidade de Riacho dos Cavalos, no sertão da Paraíba.

As informações são da TV Cabo Branco, TV Paraíba e do portal G1 Paraíba.

De acordo com a família, o idoso morreu no Hospital de Pombal (cidade vizinha), após uma internação por conta da Covid-19. Os familiares então providenciaram uma carro funerário para levar o corpo até o cemitério de Riacho dos Cavalos, onde tiveram de realizar o sepultamento.

Testemunhas gravaram os momentos de agonia da família, com os sobrinhos do homem carregando o caixão. Os familiares contaram que pagaram um homem para fazer o buraco da cova, e depois tiveram de cobrir.

A Secretaria de Saúde de Riacho dos Cavalos informou ao portal G1 Paraíba que vai procurar os coveiros responsáveis pelo trabalho para averiguar o que ocorreu no momento da chegada do idoso. A secretaria informou ainda que só comentará o caso após acionar a assessoria jurídica do município.

TCE julga auditorias em obras de navegabilidade do Rio Capibaribe e imputa débito a Danilo Cabral, Anchieta Patriota e empresa responsável pela execução da obra

estacao santana 11 07 2017

A Segunda Câmara do TCE julgou irregular, na última quinta-feira (3), o objeto de duas Auditorias Especiais realizadas na antiga Secretaria das Cidades de Pernambuco (Secid), atual Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), correspondentes ao exercício financeiro de 2012. Sob relatoria da conselheira Teresa Duere, os processos analisaram falhas relacionadas ao projeto de navegabilidade do Rio Capibaribe, do Governo do Estado.

Denominado Rios da Gente, o projeto foi iniciado em 2013, com valor estimado em R$ 190.021.785,64, tendo R$ 185 milhões de repasse da União e R$ 4.382.963 de contrapartida estadual. Com o objetivo de desafogar o trânsito do Recife, a conclusão das obras foi prometida para a Copa de 2014, mas estão paralisadas mesmo após gastos de R$ 81.826.738,94 (43% do total).

O TCE instaurou dois processos de Auditoria Especial para acompanhamento das obras de implantação dos corredores de transporte fluvial.

O primeiro (nº 1302624-0) acompanhou a execução das obras de construção de sete estações fluviais: BR-101, Santana, Torre, Derby, Recife, Rua do Sol e Tacaruna, além do galpão de manutenção e da sinalização náutica. O segundo (nº 1208807-9) teve por objeto o acompanhamento das obras de dragagem do rio no trecho de implantação da hidrovia e seu gerenciamento.

Subsidiado pelo Núcleo de Engenharia do TCE-PE, o Tribunal de Contas da União (TCU) deu início, em outubro, a um processo de Tomada de Contas Especial, por meio do Acórdão nº 11.337/2020, para apreciar os indícios de gestão irregular e a paralisação das obras. A atuação do TCU no caso se deve ao envolvimento de recursos federais do extinto Ministério das Cidades, atual Ministério do Desenvolvimento Regional, transferidos ao Estado de Pernambuco por meio da Caixa Econômica Federal.

ESTAÇÕES – No processo nº 1302624-0, que acompanhou as obras de implantação das estações, consta que, em 27 de março de 2013, foi realizada a concorrência nº 001/2013-CPL, resultando na contratação do consórcio Brasília – ETC Projeto Rios. No contrato, foi estabelecido um investimento no valor de R$ 94.193.682,38, com prazo de oito meses para a conclusão do trabalho.

Já nesse primeiro momento, o TCE expediu um alerta ao titular da Secretaria das Cidades, à época. Danilo Jorge de Barros Cabral, apontando a exiguidade do prazo de execução estabelecido, pois um tempo de execução tão curto teria efeitos no custo da obra. O gestor, no entanto, decidiu manter o prazo.

Em abril de 2016, após ter seu pedido de rescisão contratual negado pela Secretaria das Cidades, o consórcio Brasília – ETC Projeto Rios abandonou as obras, entregando todos os canteiros de obras e os materiais à Secid.

No voto, a conselheira Teresa Duere argumenta que, “diante dos problemas enfrentados na execução da obra que configuram hipóteses de rescisão contratual, e face à negativa da Secid de rescisão amigável do contrato, cabia ao consórcio, em lugar de abandonar as obras, socorrer-se da via judicial, tendo em vista que a Lei nº 8.666/93 não possibilita a rescisão unilateral por parte do contratado e que o abandono da obra configura ato passível de aplicação da multa”.

“As consequências da decisão de iniciar as obras sem assinatura de Termo de Compromisso, sem a aprovação dos projetos e sem a liberação dos recursos pela Caixa foram (e ainda são) sérias, pois isso ocasionou atrasos e paralisação das obras, já que o consórcio construtor, sem receber por serviços executados, paralisou-os e depois abandonou o contrato. A paralisação interferiu na liberação dos recursos da União, que terminou por suspender os repasses das verbas para o empreendimento, situação que permanece até os dias atuais. Ademais, existe a possibilidade de o Estado de Pernambuco ter de vir a restituir todos os recursos federais recebidos, caso o TCU assim venha a decidir no processo instaurado para analisar o projeto”, diz o voto.

Em julho de 2017 a Secretaria celebrou novo contrato com o consórcio ATP/Projetec para elaboração de projetos de requalificação de três estações fluviais (Santana, Derby e BR-101), praça Otávio de Freitas, estação de transbordo e galpão de manutenção. Apesar das poucas atividades existentes nas frentes de serviço a gerenciar e fiscalizar, o consórcio emitiu medições contendo quantitativo de equipe de fiscalização como se o desenvolvimento da obra estivesse regular, com equipe completa de engenheiros. Ao final dos contratos, os pagamentos totalizaram R$ 1.196.354,43 (77,02% do valor contratual).

Em outubro de 2017, também foi realizado o Estudo de Viabilidade do Sistema de Transporte Público Fluvial de Passageiros pelo Rio Capibaribe, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas, contratada pelo valor de R$ 2,8 milhões.

A auditoria do TCE apurou, também, um excesso de R$ 428.935,51 nos gastos de dez medições efetuadas pelo consórcio ATP/Projetec e pagas pela Secid, à medida em que os boletins possuíam quantitativos de equipe de fiscalização superiores aos efetivamente necessários para gerenciar a obra paralisada. O consórcio ATP/Projetec apresentou, ainda, relatórios de acompanhamento de obras sem especificações exigidas no contrato.

Em sua decisão, aprovada pela maioria dos votos da Segunda Câmara do TCE, a relatora imputou um débito no valor de R$ 271.086,85, a ser ressarcido solidariamente pelo ex-secretário das Cidades, Danilo Cabral, pelo ex-secretário executivo de Projetos Especiais José de Anchieta Gomes Patriota e pelas empresas ATP Engenharia e Projetec (atual TPF Engenharia).

O gerente de Obras, Sílvio Roberto Caldas Bompastor, e as empresas ATP e Projetec deverão ressarcir o débito conjunto de R$ 134.596,44.

Por fim, um débito no valor de R$ 23.252,22 foi imputado solidariamente ao gerente geral de Obras, Alexandre Chacon Cavalcanti, ao ex-secretário executivo de Projetos Especiais Ruy do Rego Barros Rocha e, também, às empresas ATP e Projetec.

Os interessados ainda podem recorrer da decisão.

Governo de Pernambuco amplia restrições nas Geres de Afogados, Arcoverde e Serra Talhada

Acompanhe coletiva de imprensa do Governo de Pernambuco sobre a pandemia da covid-19

O Governo de Pernambuco realizou, nesta quinta-feira (10), a tradicional coletiva sobre a situação da covid-19 no Estado e anunciou a flexibilização das medidas mais restritivas para o funcionamento das atividades econômicas e sociais no Estado. Na 1ª macrorregião – que abrange RMR e algumas cidades na Zona da Mata, a partir do final de semana de 19/06 as atividades voltam a ser permitidas até 18h. Durante os dias de semana, as restrições permanecem as mesmas.

A partir de segunda-feira (14), as atividades voltam a ficar permitidas até 18h, inclusive nos finais de semana, na 2ª Macrorregião de Saúde, que engloba a IV e V Geres, com sedes em Caruaru e Garanhuns, respectivamente

De 14 a 20 de junho, serão ampliadas as restrições na 3ª macrorregião, que contempla as VI, X e XI Gerências Regionais de Saúde, com sedes em Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada. Sendo assim, só as atividades permitidas poderão funcionar.

O decreto anterior é válido até domingo (13). Participaram da coletiva os secretários André Longo, da Saúde, e Alexandre Rebelo, de Planejamento e Gestão.

Governo de Pernambuco vai destinar doses da vacina da Janssen para o Agreste e o Sertão

O Governo de Pernambuco informou, nesta quinta-feira (10), que as doses da vacina da Janssen contra Covid-19 serão distribuídas para cidades do Agreste e do Sertão do Estado. A previsão é de que as doses cheguem ao Brasil já na próxima semana.

Além do Recife, as doses seguem para os municípios de Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada, atualmente com patamares altos de contaminação, irão receber doses do imunizante para acelerar a vacinação da população.

A iniciativa contempla as sedes das Gerências Regionais de Saúde (Geres) das Macrorregiões 2 e 3. Da Macrorregião 2 fazem parte as Geres IV e V, que têm como cidades polo Caruaru e Garanhuns, respectivamente. Já na Macrorregião 3 estão as Geres VI, X e XI, que contam com os municípios de Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada como cidades centrais.

“A velocidade da pandemia no nosso Estado não obedece a um critério uniforme. Por isso, pactuamos com os municípios uma estratégia diferente para a distribuição da vacina da Janssen. Esse é mais um anúncio importante na nossa luta contra o novo coronavírus”, afirmou o governador Paulo Câmara, explicando ainda que, por imunizar com dose única, a vacina da Janssen permite dar maior rapidez ao processo de vacinação completa.

Governo de Pernambuco vai abrir concurso para a Polícia Penal

Direitos do Policial Penal

O Governo de Pernambuco deve abrir em breve um concurso público para a Polícia Penal do estado. Por meio de nota, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que o processo de formulação do concurso para policiais penais está em tramitação para em seguida ser publicado no Diário Oficial de Pernambuco. Ainda não foi confirmada o cronograma do concurso ou o número de vagas a serem oferecidas.

A Polícia Penal de Pernambuco foi instituída em 2020 por meio de uma Emenda Constitucional nº 53/2021, de autoria do Poder Executivo Estadual, aprovada na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) em agosto do ano passado.

Consumo mundial de café atinge volume de 167,58 milhões de sacas

O aumento foi de 1,9% em relação ao ano anterior, diz Embrapa
 (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O consumo mundial de café no ano-cafeeiro 2020-2021 deverá atingir o volume físico equivalente a 167,58 milhões de sacas de 60kg, o que representa um acréscimo de 1,9%, em comparação com o consumo registrado no ano-cafeeiro anterior, que foi de 164,43 milhões de sacas. A previsão é da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Neste ano-cafeeiro em curso, a Europa será responsável 32,5% do consumo mundial de café, Ásia & Oceania 21,9%, América do Norte 18,9%, América do Sul 16,2%, África 7,3% e México & América Central 3,2%.

Faustão é internado e Tiago Leifert vai apresentar ‘Domingão do Faustão’ próximo domingo

 (Apresentador se sentiu mal na manhã desta quinta-feira (10) e foi internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Foto: TV Globo/Divulgação)

O apresentador Fausto Silva foi internado nesta quinta-feira (10) após acordar se sentindo mal. Ele foi encaminhado ao Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Pela primeira vez em 32 anos na Rede Globo, Faustão deixará de gravar o programa por um problema de saúde. As informações são do portal Notícias da TV.

Os primeiros exames realizados no hospital exibiram que Fausto Silva está com infecção urinária. Como o tratamento exige medicação intravenosa e pode haver alterações nos quadros de glicemia e pressão arterial, os médicos decidiram manter o apresentador internado até sábado (12), quando ele deve ter alta.

Faustão passa bem e está sendo acompanhado pelo cardiologista Fernando Bacal, pelo nefrologista Bento Cardoso dos Santos e por seu médico pessoal, Arnaldo Cevidanes.

Com o afastamento, o apresentador Tiago Leifert irá comandar o programa deste domingo (13), que contará com a participação de Dandara Mariana, Robson Caetano e Sophia Abrahão no “Super Dança dos Famosos”. A informação foi divulgada pela assessoria da Globo nesta quinta-feira (10).

Rumores de que Fausto Silva estaria passando por problemas de saúde circularam no início deste ano. Ele passou por “sessões de desinchamento” devido a um edema linfático nas pernas, mas não foi grave. “Agora estou super-bem, zerado, fazendo ginástica”, disse o apresentador na época ao Notícias da TV.

Com a confirmação da saída da Globo, Faustão assinou um contrato de cinco anos com a Band, que vale a partir de janeiro de 2022. O último programa do apresentador da Globo está marcado para ser exibido em 26 de dezembro. Não haverá despedida.

Leia comunicado na íntegra:

“Nesta semana, Tiago Leifert apresenta o ‘Domingão do Faustão’, substituindo Fausto Silva, que se recupera de uma infecção urinária. Neste domingo, dia 13, irá ao ar uma disputa inédita no mata-mata da ‘Super Dança dos Famosos’.

Dançando os ritmos forró e rock, três competidores mostram, no palco do programa, tudo que ensaiaram para garantir uma das vagas da semifinal: o ex-atleta Robson Caetano, vencedor da ‘Dança dos Famosos’ de 2006, e as atrizes Sophia Abrahão e Dandara Mariana; as duas ficaram em segundo lugar nos anos de 2016 e 2019, respectivamente.

A semifinal do quadro já conta com Maria Joana, Marcello Melo Jr, Paolla Oliveira e Lucy Ramos. Enquanto isso, Mariana Santos, Claudia Ohana, Rodrigo Simas, Juliana Didone, Arthur Aguiar, Viviane Araújo, Carmo Dalla Vecchia e Nelson Freitas aguardam a repescagem para tentar a chance de voltar à disputa.”

Idoso vai de maca ao banco para fazer ‘prova de vida’ do INSS

Idoso de 80 anos foi fazer "prova de vida" em cima de maca, no interior do Piauí - Reprodução/ FacebookUm aposentado de 80 anos foi de maca a uma agência do Banco do Brasil na cidade de Piripiri, no interior do Piauí, para fazer a prova de vida obrigatória do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que voltou a ser exigida desde o início deste mês.

O caso aconteceu na última sexta-feira (4) e gerou revolta dos familiares. “Uma imagem revoltante, né? Pois é! Alô Banco do Brasil, é assim mesmo o procedimento para fazer uma prova de vida de um idoso acamado durante uma pandemia?”, questionou uma parente ao compartilhar a imagem do idoso em frente ao banco.

“Não teria um funcionário capacitado para ir na casa do idoso neste caso específico? É revoltante! É humilhante! O tanto que a tecnologia está avançada não teria outro método para fazer [a prova de vida]? É um absurdo”, desabafou a familiar.

Através de nota, o Banco do Brasil informou “que não prestou qualquer tipo de orientação para que a prova de vida, no caso do senhor de 80 anos de Piripiri, fosse realizada em alguma de suas agências.”

O banco ainda afirma que “o beneficiário foi levado à agência do BB sem contato prévio e orientação sobre como realizar a prova de vida para pessoas acamadas/hospitalizadas.”

A instituição ressaltou que a prova de vida foi realizada logo após os funcionários perceberem que o homem estava à frente da agência.

Novas mudanças na cúpula da Polícia Militar de Pernambuco são confirmadas

CARLOS MEDEIROS/SDS

Menos de uma semana após tomar posse como novo comandante geral da Polícia Militar de Pernambuco, o coronel José Roberto de Santana determinou as primeiras mudanças na cúpula da corporação. As substituições já eram esperadas como forma de oxigenar a PM, que vive um clima de tensão desde o último dia 29 de maio, quando houve a ação desastrosa contra manifestantes na área central do Recife.

A coordenação do Centro de Operações da PM ficará sob o comando de Fábio José Bagetti de Lima. O coronel Cleto Antônio Moraes Ribeiro, até então no cargo, agora assumirá como gestor de Controle Operacional do Interior I.

Paulo César Gonçalves Cavalcante será diretor integrado do Interior I. O coronel Ely Jobson Bezerra de Melo foi dispensado deste último posto.

Outras mudanças podem ser anunciadas a qualquer momento. A expectativa é de que o Batalhão de Choque e o da Radiopatrulha tenham os atuais comandantes substituídos, já que ambos estão no centro da investigação relacionada aos atos de violência contra os manifestantes.

“Não seremos condescendentes com más práticas e buscaremos, acima de tudo, a verdade dos fatos. Já temos 16 policiais afastados e as investigações estão avançando, com a determinação da SDS pelo compartilhamento de informações, de modo a otimizar e acelerar os esforços”, declarou o novo secretário à imprensa.

Já o novo comandante geral da Polícia Militar reforçou que a corporação é treinada e orientada para proteger a população e o patrimônio. “Todos os policiais que estavam fazendo uso de armas longas foram afastados e estão sendo investigadas a conduta e a motivação de não terem sido seguidos os protocolos”, disse.

Polícia cumpre mandados de prisão contra suspeitos de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro em Pernambuco

Conheça e diferença entre elisão e sonegação fiscal

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, nesta quinta-feira (10), a sua 41ª Operação de Repressão Qualificada em 2021, a Downhill, para desbaratar uma associação criminosa suspeita da prática de sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica investigada desde junho de 2020.

Estão sendo cumpridos 12 mandados de prisão e 15 mandados de busca e apreensão no Recife e cidades do interior de Pernambuco. Todos os mandados foram expedidos pela Primeira Vara Criminal da Comarca de Camaragibe.

A Operação está vinculada à Diretoria Integrada Especializada (DIRESP), sob o comando da titular da Delegacia de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária (DECCOT), Priscilla Von Sohsten, e do adjunto, Raul Junges. A DECCOT integra o Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO).

Participam do cumprimento dos mandados 80 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães e 10 auditores fiscais da Secretaria da Fazenda.

A Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (DINTEL) também prestou suporte na investigação, além do Laboratório de Lavagem de Dinheiro (LAB/DINTEL), o Laboratório de Auditoria Digital (LAUD/SEFAZ) e a própria Secretaria da Fazenda (SEFAZ).