Tribunal de Justiça de Pernambuco determina que policiais civis não iniciem paralisação

Caso a decisão seja descumprida, o TJPE prevê a aplicação de multa diária de R$ 300.000,00 (Reprodução/Redes sociais/Sinpol)

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) determinou, nesta quarta-feira (7), que o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Pernambuco (Sinpol) se abstenha de iniciar a paralisação anunciada para esta sexta-feira (9).

O tribunal deferiu o pedido de tutela de urgência requerido pelo Estado de Pernambuco em decisão redigida pelo desembargador relator Cândido Saraiva.

Caso a decisão seja descumprida, o TJPE prevê a aplicação de multa diária de R$ 300.000,00 em desfavor da entidade.

Ainda de acordo com a decisão, caso o já tenha iniciado, deve ser “imediatamente encerrado.”

A paralisação dos policiais civis foi deliberada em assembleia gera realizada na noite dessa terça (6), após uma passeata até o Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual.