Bolsonaro diz “sim” à Globo a 2 meses do vencimento das concessões do canal

Bolsonaro e Bonner frente e frente: o Brasil quer muito esse encontro

Jair Bolsonaro insiste em atacar o STF e o TSE, mas baixou o tom em relação à ‘inimiga’ Globo. Antes, eram ataques coléricos quase semanais. Até disparava xingamentos. Agora, um clima quase de paz e amor.

Após dias de expectativa, o presidente aceitou o convite para ser sabatinado no ‘Jornal Nacional’. A entrevista com 40 minutos de duração será no próximo dia 22, abrindo a semana com presidenciáveis no telejornal mais assistido do País.

O público terá a chance de ver Bolsonaro cara a cara com William Bonner e Renata Vasconcellos, 1.455 dias após aquele ruidoso encontro na campanha de 2018, quando o então candidato irritou os âncoras ao citar questões pessoais dos dois, como a diferença salarial entre eles.

Desta vez, o clima deverá ser ainda mais tenso. De um lado, os jornalistas questionando as promessas não cumpridas ao longo do governo e incontáveis polêmicas, como a gerenciamento da pandemia e as manobras para furar o teto de gastos.