PGR diz que havia trabalho de “cooptação de prefeitos” em esquema do MEC

 (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou, em relatório enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), que havia um trabalho de “cooptação de prefeitos” no suposto esquema para liberação de verbas do Ministério da Educação. O documento, ao qual o Correio teve acesso, revela também que o ex- ministro da Educação Milton Ribeiro teria se reunido 18 vezes com pastores ligados ao escândalo.

“De tudo o que foi apurado até o momento percebemos que Arilton tinha sim participação ativa junto a prefeitos no que diz respeito a assuntos relacionados ao Ministério da Educação. Foi citado pelos prefeitos de Jaupaci-GO, Jandira-SP e Luis Gonzaga-MA, em algo que chamamos de ‘cooptação de prefeitos’ sendo uma de muitas outras participações desse personagem no contexto dos crimes aqui investigados”, escreveu o órgão.