Governador de Pernambuco admite que escolha do candidato ao Palácio das Princesas poderá não ser definida em janeiro

Berg Alves / TV JORNAL

Diferente das declarações dadas recentemente por aliados do PSB a respeito da determinação do governador Paulo Câmara em cumprir o prazo, que ele mesmo estipulou publicamente, até o fim de janeiro, para escolher o nome do candidato à sucessão estadual, o próprio chefe do Executivo já considera a possibilidade de ter mais tempo para discutir o assunto. “Vamos utilizar o tempo possível e necessário”, destacou o governador.

“As discussões vão acontecer ao longo do mês de janeiro e a gente espera que, ao longo dessas discussões, tenhamos condições de chegar a nomes adequados para as eleições de 2022. Agora é um processo de escuta, de muitas conversas e de muita serenidade. É um segmento de uma forma de governar que queremos manter em Pernambuco, então vamos utilizar o tempo possível e necessário”, afirmou Paulo Câmara.