Dia Nacional da Radiodifusão; dom Mol anuncia, oficialmente, a realização do 1º censo das emissoras de rádio de inspiração católica do Brasil

O 25 de setembro é Dia Nacional da Radiodifusão, a data marca o nascimento de Edgar Roquette Pinto, o fundador do rádio brasileiro. Aproveitando que em 2022 o rádio completa 100 anos das primeiras transmissões no Brasil, o presidente da Comissão para a Comunicação da CNBB, dom Joaquim Giovani Mol, anunciou que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em parceria com a Signis Brasil vai promover o primeiro censo das emissoras de rádio de inspiração católica do Brasil.

“Caminhamos para celebrar os 100 anos da primeira transmissão de rádio no Brasil, um veículo que passou as barreiras do tempo e não envelheceu, ao contrário, o rádio está cada vez mais atual e presente na vida de milhares de brasileiros e brasileiras. Uma pesquisa revelou que 80% dos brasileiros ouvem rádio. Só este dado já nos aponta a relevância desse meio de comunicação, mas segundo a pesquisa esse número é maior 2 pontos do que o ano passado, ou seja, o rádio não apenas é muito ouvido como também está em expansão e isso é um indício de que o rádio tem credibilidade, tem nome, ele desperta confiança nas pessoas. Confiança é, sem dúvida, um elemento importante para a nossa missão de evangelizadores pelos meio de comunicação”, disse dom Mol.

Segundo dom Mol, a Igreja no Brasil tem atuado para que os meios de comunicação de inspiração católica tenham cada vez mais o selo da credibilidade, aproveitando a ocasião para citar a Rede Católica de Rádios (RCR). “Desde 1994, a RCR tem trabalhado para unir o Brasil através de uma rede de emissoras comprometidas com o Evangelho, promovendo a vida, os valores, a fé, denunciando injustiças e anunciando Jesus Cristo”, explicou.

“Nosso trabalho não pode parar. Precisamos alcançar o Brasil e chegar inclusive naqueles lugares mais longínquos. Em tempos como estes em que informações falsas voam com rapidez e confundem tantas pessoas, as emissoras de inspiração católica precisam ser porta vozes de informações de qualidade, por isso precisamos ter uma visão ampla de quem participa dessa rede de rádios e nos organizarmos melhor”.

Nesse sentido, dom Mol anunciou que a CNBB em parceria com a Signis Brasil vai promover o primeiro censo das emissoras de rádio de inspiração católica do Brasil. Trata-se, segundo ele, de uma pesquisa que será desenvolvida com critérios analíticos e realizada por profissionais especializados na área. “O censo das rádios nos permitirá entender a realidade dessas emissoras no Brasil, buscarmos alternativas para os desafios no momento e planejar ações conjuntas”, enfatizou.