Uso de “drogômetros” começará a ser testado nas estradas brasileiras

Número de acidentes com caminhões aumenta neste ano em rodovias da região  de Itapetininga | Itapetininga e Região | G1

Depois da mistura álcool e direção, agora o Brasil inicia os primeiros passos para combater, na prática, a combinação volante e drogas químicas. Começará em agosto a fiscalização do consumo de substâncias psicoativas por motoristas nas estradas brasileiras. A princípio, os testes serão feitos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e valerão apenas nas rodovias federais de nove estados e do Distrito Federal. O equipamento é capaz de detectar o consumo recente de substâncias como anfetamina, clobenzorex, metanfetamina, metilenodioximetanfetamina (MDMA), anfepramona, femproporex, cocaína e Delta-9-Tetrahidrocanabinol (THC).

Por enquanto, as 11 rodovias que cortam Pernambuco estão de fora e ainda não há previsão de quando os testes começarão. Os primeiros estados a receber a fiscalização com drogômetros na chamada primeira etapa são Goiás, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e o Distrito Federal. Ela acontecerá de 16 de agosto a 3 de setembro. Em seguida, a fiscalização experimental será realizada em Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Bahia e São Paulo, de 23 de agosto a 10 de setembro. Segundo o governo federal, os Estados foram selecionados pela capacidade e operação logística, já que têm BRs com alto volume de veículos pesados. Os testes vão ser feitos por quatro meses.