Bolsonaro diz que irá vetar novo fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões

Farra com dinheiro público pode estar com dias contados | Notibras

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje em entrevista à TV Brasil que irá vetar o novo fundo eleitoral incluído na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022.

“É uma cifra enorme que, no meu entender, está sendo desperdiçada, caso seja sancionada”, afirmou. “Posso adiantar para você que não será sancionada.”

O texto do relator, deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), aumentou o valor do fundo de R$ 1,7 bilhão para R$ 5,7 bilhões. Tanto o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) quanto o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) votaram a favor da matéria, ao aprovarem a LDO na semana passada.

O presidente disse ainda que não tem obrigação de aprovar tudo que vem do Legislativo. “Nem tudo que eu apresento ao Legislativo é aprovado, e nem tudo que o Legislativo aprova eu tenho obrigação de aceitar. A tendência nossa é não sancionar, em respeito ao trabalhador e ao contribuinte brasileiro”, falou.