Hospital de Afogados da Ingazeira inaugura 10 leitos de UTI

 (Foto: Miva Filho/Divulgação)

Foram inaugurados, nesta sexta-feira (7), os primeiros 10 leitos de UTI no Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira. A unidade já possuía 10 vagas de enfermaria para o atendimento de pacientes com casos suspeitos da Covid-19.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, visitou o novo serviço na manhã desta sexta, ao lado do presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota.

“Esta é uma grande obra para o Sertão do Pajeú, uma UTI com dez leitos, absolutamente equipada com o que há de melhor em tecnologia médica a serviço da população sertaneja”, Longo. “Como sertanejo, fico muito feliz em poder propiciar este momento, que será um marco para a medicina e para a população da região”, completou.

A UTI foi nomeada de Otoniel Barbosa de Lima, em homenagem a um dos primeiros servidores da unidade, que prestou 35 anos de serviço e faleceu aos 100 anos de Covid. “Viver 100 anos é uma dádiva. Quero agradecer essa homenagem a meu pai e dizer que estou encantada com esses 10 leitos para a região. Tenho certeza que trará muita sorte e salvará muitas vidas”, disse a filha do homenageado, Fernanda Barbosa Lima.

Até o fim deste mês, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), ainda serão instalados os equipamentos necessários para ofertar terapia renal substutiva (diálise) para os pacientes que apresentarem algum tipo de insuficiência renal aguda por conta do uso de antibióticos.

“Estamos ofertando a linha de cuidado necessária para prestar a devida assistência para os nossos pacientes do Sertão do Pajeú. Além de maquinário e insumos, também contamos com uma equipe multiprofissional capacitada para atender a demanda que chegar à unidade”, afirmou o diretor do Emília Câmara, Sebastião Duque.

Leitos – Com a inauguração desses leitos de UTI, Pernambuco totaliza 1.941 leitos voltados para os pacientes com a Covid-19. Segundo estudo do Conselho Federal de Medicina (CFM), que analisou o número de leitos nos estados e capitais brasileiros entre fevereiro e junho de 2020, Pernambuco aparece como o segundo estado brasileiro em ampliação da rede hospitalar, atrás de São Paulo.

Outro levantamento, divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), coloca o estado na segunda melhor posição na proporção de leitos de UTI adulto para Covid-19 quando relacionado com a sua população. Com uma taxa de 1,3 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes, Pernambuco fica após o Espírito Santo, que registra taxa de 1,5.

Nesta sexta, a taxa de ocupação dos leitos dedicados à Covid-19 está em 56%, com 48% de ocupação das vagas de enfermaria e 64% nas de terapia intensiva – um dos menores patamares desde o início da pandemia.