Ex-senador Telmário Mota é preso em Goiás

Telmário Mota, ex-senador

O ex-senador de Roraima Telmário Mota, de 65 anos, foi preso em Nerópolis (GO) na noite desta segunda-feira, 30. Ele é suspeito de ter ordenado matar a mãe da própria filha e era considerado foragido da polícia.

Telmário Mota é suspeito de ter encomendado a morte de Antônia Araújo de Sousa, de 52 anos. Ela foi assassinada com um tiro na cabeça em 29 de setembro, em Boa Vista. Ela era uma das principais testemunhas sobre a investigação que envolvia uma acusação de estupro contra o ex-senador. Antônia foi morta três dias antes de uma audiência sobre o caso.

A audiência sobre a acusação de estupro da filha de Telmário estava marcada para 2 de outubro. Segundo a Justiça, Antônia Araújo era uma “testemunha chave”, sendo que a morte dela “beneficiaria” o ex-senador.

De acordo com a Rede Amazônica, a decisão de matar Antônia partiu de uma reunião na fazenda Caçada Real, onde Telmário Mota deixou o sobrinho ‘Ney Mentira’ como responsável pela execução do crime.