‘Facada nas costas’, diz Bolsonaro após decisão do TSE

Bolsonaro preso ou inelegível? Veja o que pode acontecer com ex-presidente  após operação da PF

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) expressou nesta sexta-feira, 30, sua frustração ao afirmar que se sentiu traído após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidir, por maioria, torná-lo inelegível por 8 anos. As declarações foram feitas a repórteres em Belo Horizonte, Minas Gerais.

“Facada nas costas”, comentou em conversa com jornalistas logo após a condenação.

Bolsonaro reiterou sua crença de que foi julgado principalmente pelos atos antidemocráticos ocorridos em 8 de janeiro, e não pela reunião com embaixadores, que foi o cerne do caso em questão.

O ex-presidente afirmou que não teve envolvimento nos protestos promovidos por apoiadores contra os resultados das eleições.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entendeu que Bolsonaro cometeu abuso de poder e uso indevido dos meios de comunicação devido à sua participação em uma reunião com embaixadores estrangeiros, na qual fez alegações infundadas contra o sistema eleitoral, e o tornou inelegível por 8 anos em sessão nesta sexta-feira, 30. O placar encerrou em 5 a 2.