Defesa de Dilma diz que resultado no TSE reconheceu soberania do voto

Resultado de imagem para ex-presidente dilma

A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff considerou que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de absolver a chapa Dilma-Temer das acusações de abuso do poder político e econômico foi um reconhecimento da soberania popular. “O TSE reconhece que os 54,5 milhões de votos dados a Dilma Rousseff, em 2014, são válidos, que o diploma eletivo continua preservado e que os direitos políticos continuam preservados. Entendo que o direito foi respeitado e a Justiça foi feita”, disse o advogado Flávio Caetano. Comente no fim da matéria.

Sobre repercussão da decisão do julgamento perante a opinião pública, Caetano considerou que a mensagem que ficará é a que há limites para um processo. “A explicação [para a opinião pública] é a que foi dada pelo tribunal: o que se aplicou foi o direito e foi feito justiça. Que sempre há limites para um processo e que as eleições têm que ter estabilidade. Qualquer assunto fora disso, que se resolva nas vias próprias, não nesse processo. Foi respeitado o direito, a Constituição mas, sobretudo, a soberania do voto popular”.

Decisão do TSE foi tomada de modo independente e a Justiça prevaleceu, diz Temer

Resultado de imagem para michel temer

O presidente Michel Temer disse que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de não cassar a chapa Dilma-Temer, eleita em 2014, foi tomada "de modo independente", após um debate onde, de forma "plena e absoluta", prevaleceu "a Justiça". Por meio do Porta-Voz da Presidência, Alexandre Parola, Temer disse que acatará a deliberação da Corte Eleitoral com "sobriedade, humildade e respeito".

Em pronunciamento à imprensa, Parola disse que o resultado do julgamento é um "sinal" de que as instituições brasileiras "continuam a garantir o bom funcionamento da democracia brasileira". Ainda de acordo com o porta-voz, o Palácio do Planalto seguirá trabalhando em parceria com o Congresso Nacional para que o país "retorne ao caminho do desenvolvimento e do crescimento".

Polêmica: É inadmissível prática de gravíssimo crime contra o STF, diz Cármen Lúcia

Resultado de imagem para ministra carmem lucia

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, afirmou neste sábado (10), por meio de nota, que "é inadmissível" a possibilidade de um ministro da Corte ter sido alvo de investigação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). "É inadmissível a prática de gravíssimo crime contra o Supremo Tribunal Federal, contra a Democracia e contra as liberdades, se confirmada informação de devassa ilegal da vida de um de seus integrantes", afirma a ministra, numa reação à reportagem publicada na edição da revista Veja deste final de semana, que relata que o presidente Michel Temer teria acionado a Abin para investigar a vida do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF.

"Própria de ditaduras, como é esta prática, contrária à vida livre de toda pessoa, mais gravosa é ela se voltada contra a responsável atuação de um juiz, sendo absolutamente inaceitável numa República Democrática, pelo que tem de ser civicamente repelida, penalmente apurada e os responsáveis exemplarmente processados e condenados na forma da legislação vigente", diz a ministra.

Cármen Lúcia afirma que o STF "repudia, com veemência, espreita espúria, inconstitucional e imoral contra qualquer cidadão e, mais ainda, contra um de seus integrantes, mais ainda se voltada para constranger a Justiça".

Temer venceu no TSE, mas terá dificuldades no Congresso

Eunício, Temer e Maia

Após livrar-se da ameaça de cassação no Tribunal Superior Eleitoral, Michel Temer deve voltar seu foco para o Congresso. O objetivo do presidente é garantir que uma eventual acusação do Ministério Público não tenha votos suficientes para ser admitida na Câmara. Se o PSDB decidir realmente desembarcar do governo, Temer ficará exposto às exigências do chamado Centrão, ala de partidos nanicos e médios que se organizou para oferecer apoio ao governo neste momento difícil. Mas como qualquer aliado de ocasião, o Centrão faz suas exigências. Os tucanos ainda não romperam com a base aliada, mas a oferta de cargos de tucanos no balcão de negócios de Brasília já começou.

Morre em SP o ator que interpretava Salim Muchiba na ‘Escolinha do Professor Raimundo’

João Antônio Elias de Oliveira: O humorista João Antônio Elias de Oliveira como Salim Muchiba na 'Escolinha do Professor Raimundo'

O humorista João Antônio Elias de Oliveira, de 72 anos, morreu na noite desta sexta-feira, 9, em Catanduva, no interior de São Paulo. Ele ficou conhecido nacionalmente por interpretar o personagem Salim Muchiba na Escolinha do Professor Raimundo.

Segundo informações do portal G1, ele estava internado há 90 dias no Hospital Padre Albino, onde teve um acidente vascular cerebral (AVC) durante uma cirurgia vascular de carótidas. João Elias se recuperava no quarto, quando o quadro de saúde piorou e ele precisou voltar para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

João Elias era de Catanduva e começou a carreira como humorista numa rádio da cidade nos anos 50. Além de humorista, ele também era pintor e escreveu sete livros. Casado há 46 anos, João Elias deixa três filhos e três netos.

3 dias com e 27 sem: Após mais de um ano, moradores de Belo Jardim voltarão a ter água nas torneiras

Resultado de imagem para rodizio em belo jardim pe

Após mais de um ano, os moradores de Belo Jardim, no Agreste, voltarão a ter água nas torneiras. A notícia, no entanto, não é tão boa quanto parece. Devido às últimas chuvas, a Barragem de Bitury, com capacidade de reservar 17 milhões de metros cúbicos, conseguiu acumular água e, a partir da próxima semana, o abastecimento voltará a ser feito pela rede, mas a quantidade só é suficiente para o regime de rodízio de três dias com água e 27 dias sem e por um período de dois meses.

Nesta sexta, o manancial atingiu 3,6% do seu nível e registrou 612 mil metros cúbicos de água armazenados. A Barragem Pedro Moura Jr., o outro manancial que fornece água para o sistema integrado que atende Belo Jardim, Sanharó, Tacaimbó e São Bento do Una, continua seca.

Alunos do curso de formação da PM reclamam de atraso no repasse da bolsa

Resultado de imagem para curso de formaçao de pms em pernambuco

Os alunos da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) que estão em treinamento para reforçar a segurança do estado em breve relatam que estão sem receber o pagamento da bolsa há dois meses. Denúncias feitas ao Blog Segurança Pública informam que muitos alunos estão passando por dificuldades para seguir na formação. Cerca de 1.500 aprovados no concurso da PMPE estão em formação desde o mês de janeiro para serem mandados para as ruas no reforço do policiamento ostensivo. A previsão é de que os policiais estejam nas ruas até o mês de agosto.

De acordo com a esposa de um militar, muitos alunos estão passando por dificuldades para continuar o curso. “As pessoas que são daqui do Grande Recife ainda podem contar com a ajuda dos parentes, mas quem é do interior está com a corda no pescoço. Tem gente precisando de doações de cestas básicas para se alimentar. A bolsa é de um salário mínimo, o que já é muito pouco, e as pessoas estão sem receber o pagamento há dois meses. A situação está difícil. Tem militares atolados em dívidas”, conta a mulher que preferiu não se identificar.

A Secretaria de Defesa Social informou, por meio de nota, que “as bolsas são repassadas aos alunos do Curso de Formação da PM no mês subsequente ao cumprimento da jornada de 30 dias. As bolsas de abril, por exemplo, foram pagas em maio. As referentes ao mês de maio, por sua vez, serão quitadas em junho. A SDS reforça ainda que realiza todos os esforços no sentido de agilizar a liberação do auxílio no menor prazo possível, porém, a administração pública exige o cumprimento de uma série de procedimentos burocráticos e legais”. A data do pagamento a ser realizado neste mês, no entanto, não foi informada.

Pernambuco ganha mais um feriado no calendário: a Data Magna

Resultado de imagem para data magna de pernambuco

A partir do próximo ano, Pernambuco vai contar com mais um feriado no calendário. Publicada no Diário Oficial desta sexta-feira a Lei Estadual 16.059, que transforma a Data Magna do Estado, comemorada no dia 6 de março, em feriado estadual. A proposta, apresentada em conjunto dos deputados Isaltino Nascimento Teresinha Nunes, foi aprovada na Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Paulo Câmara.

Comemoração – Este ano, no dia 6 de março, uma solenidade no Palácio do Campo das Princesas marcou o início das comemorações ao Bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817. Com hasteamento da Bandeira de Pernambuco, desfile cívico-militar e descerramento da placa no hall do Palácio, valores como liberdade e a democracia, defendidos há 200 anos, foram lembrados.

O governador Paulo Câmara fez a entrega de medalhas comemorativas ao Bicentenário aos ex-governadores João Lira Neto, Jarbas Vanconcelos, Joaquim Francisco, Gustavo Krause e Roberto Magalhães. Ainda houve colocação de uma coroa de flores na escultura da Revolução, de Abelardo da Hora, na Praça da República, além da chamada solene dos nomes dos revolucionários.

TCE envia dados à Polícia e ao MPPE para reforçar Operação Fraus

O Tribunal de Contas do Estado, a respeito da Operação Fraus, deflagrada nesta sexta-feira (09) no município de Carpina e região, informa que está colaborando com a Polícia Civil de Pernambuco e com o Ministério Público do Estado.

A conselheira Teresa Duere, diante de indícios de utilização indevida de uma rede de empresas para lesar cofres públicos na região, revelados em processos de sua relatoria, determinou o imediato envio de documentos e provas aos delegados especializados e aos membros do MPPE com atuação no assunto. Esta documentação foi obtida na fiscalização em órgãos públicos de Carpina e região, realizada pela equipe de auditores da Inspetoria Regional Metropolitana Norte, com a colaboração de outros setores do TCE.

O Tribunal de Contas continuará à disposição para novas etapas da investigação, caso se faça necessário. Ainda, continuará colaborando com as operações de repressão qualificada do Ministério Público e da Polícia Civil, dentro de suas atribuições de auditoria em contas e contratos públicos.

Forrozeiros criticam presença do sertanejo nas festas de São João do Nordeste

Resultado de imagem para alcymar monteiro

Inserindo em suas grades de programação atrações como Marília Mendonça e Luan Santana, as principais festas juninas do Nordeste vêm dando cada vez mais destaque para ritmos que não estão tradicionalmente ligados ao período, como o sertanejo. Avessos a essa tendência, artistas de diferentes estados estão se unindo contra o que eles apontam como descaracterização do São João. Com mobilização nas redes sociais e apoio de nomes famosos, os músicos reivindicam mais espaços para o autêntico forró em eventos públicos.

Em forma de protesto contra o espaço dado aos artistas sertanejos nas programações juninas deste ano, os músicos Joquinha Gonzaga e Chambinho do Acordeon lançaram nas redes sociais a campanha "Devolva Meu São João". A manifestação viralizou e ganhou a adesão de outros artistas, que continuam compartilhando a hashtag.

 Na abertura do São João de Caruaru, no último sábado, Elba Ramalho demonstrou que é contra a invasão de outros ritmos no ciclo junino, dando ainda mais gás para a polêmica. "Eu não tenho nada contra nenhum artista, nada contra nenhum sertanejo. Porém, eu não toco na Festa de Barretos, Dominguinhos também não cantava. A festa é deles, é dos sertanejos, e eles têm bem esta coisa: essa área é nossa", disse durante conversa com a imprensa.

O cantor Alcymar Monteiro é um dos mais engajados na luta pela valorização dos gêneros tradicionais. Em 2017, ele publicou um vídeo em sua página no Facebook, com mais de 120 mil visualizações, questionando o fato de ter sido excluído dos festejos de Caruaru.

Mesmo voltando à grade de programação do município neste ano, o forrozeiro não deixou de criticar o recorte curatorial adotado por algumas gestões municipais. Em abril, ele utilizou a internet para falar novamente com público. Desta vez, o alvo foi Campina Grande, na Paraíba.

Alcymar lamenta a perda de território do forró. "A cultura é o que nos identifica como povo. Pensando assim, o forró é mais do que um ritmo. Mais do que nunca, hoje ele é uma música etnológica, que representa os mais de 50 milhões de nordestinos que existem no Brasil", defendeu em entrevista à Folha de Pernambuco. "Estão tentando transformar nosso São João em festa dos horrores. Querem apagar nossa fogueira, transformar nossa pamonha em crepe e nosso quentão em uísque importado do Paraguai", dispara.

Operação recolhe 23 animais em rodovias de Serra Talhada

Animais estavam soltas nas rodovias de Serra Talhada (Foto: Divulgação/PRF)

Uma operação para evitar acidentes de trânsito recolheu 23 animais que estavam soltos às margens da BR-232 e da PE-390 em Serra Talhada. A ação conjunta foi realizada por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e por funcionários do Centro de Zoonoses do município, na terça-feira (6) e na quarta (7).

Entre os animais recolhidos estão cavalos, jumentos e burros, que foram removidos para o Centro de Zoonoses com a ajuda de laçadores e de um caminhão boiadeiro, que é adaptado para o transporte em segurança. Além de colocar em risco a vida dos bichos, os atropelamentos de animais de grande porte colocam em risco motoristas e passageiros, principalmente se eles estiverem em motocicletas.

Este ano, 402 animais já foram recolhidos das rodovias em Pernambuco e no ano passado, 1.653 foram retirados através de diversas operações. Quem avistar animais nas rodovias federais pode acionar a PRF através do telefone 191.

As pessoas que abandonam animais na via pública estão sujeitas a uma pena de dez dias a dois meses de detenção, ou multa, de acordo com o artigo 31 das contravenções penais. No caso de acidente com morte, o proprietário pode responder criminalmente pelo fato.

Do G1 Caruaru

Quadrilha suspeita de explodir Bradesco em Sertânia é presa em motéis de Monteiro e Sumé

As polícias Militar e Civil da Paraíba prenderam sete suspeitos de integrar a quadrilha responsável por explodir, na madrugada desta sexta-feira (9), o banco do Bradesco da cidade de Sertânia. Na ação, foram apreendidas mais de 500 munições de diversos calibres, quatro fuzis, três escopetas calibre 12, um revólver, uma pistola, explosivos, grampos, luvas, toucas para esconder o rosto, dois carros utilizados no crime e dinheiro que teria sido levado da agência. Os acusados foram presos dentro de dois motéis, nas cidades de Monteiro e Sumé, no Cariri da Paraíba.

A primeira prisão foi realizada em um motel da cidade de Monteiro, após a PM receber informações de que três suspeitos chegaram em um carro com placas de Fortaleza e se hospedaram no local. Mais de 20 policiais militares da Paraíba cercaram o estabelecimento e prenderam o cearense Djair Cícero da Silva, de 43 anos, o pernambucano Zivanildo Evangelista dos Santos, 37, e o baiano José Ronilson da Silva, 35 anos.

Após a prisão do trio em Monteiro, equipes da Polícia Civil começaram a levantar informações em motéis, hotéis e outros estabelecimentos de hospedagens da região, o que resultou na prisão de mais quatro integrantes da quadrilha, em um motel de Sumé.

Foram presos, na segunda cidade, os baianos Fábio Adriano Mendes Cruz, de 38 anos, Remi da Silva Filho, 19, Felipe Oliveira de Araújo, 28 anos, e o paulista Alex da Silva Nascimento, de 29 anos. Eles estavam com mais dois fuzis, uma escopeta 12, explosivos e um carro com placas da Bahia. Os sete presos e o arsenal apreendido foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, em Monteiro.

Para falar mais sobre essa e outras ações das Polícias Civil e Militar na área da 2ª Região Integrada de Segurança Pública (Reisp), uma coletiva de imprensa será realizada, na segunda-feira (12), a partir das 10h na Central de Polícia Civil, no bairro do Catolé, em Campina Grande.

Do PBagora

Funcionário do TJPE é detido com cerca de 100 aves em carro do órgão

Funcionário do TJPE é detido com cerca de 100 aves em carro do órgão. Foto: Reprodução/ WhatsApp

Um funcionário do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) foi detido na noite desta quinta-feira transportando, em um carro do órgão, animais silvestres ilegalmente. O homem foi abordado na BR-101, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Ao ser informada por uma denúncia anônima sobre a saída do suspeito do Sertão de Pernambuco com uma carga de cerca de 100 pássaros em direção ao Grande Recife, a Guarda Municipal localizou o veículo. Acredita-se que os animais seriam comercializados.

O detido foi levado a Central de Flagrantes de Santo Amaro, no Recife, e pode responder por crime de tráfico de animais. As aves foram encaminhadas para a brigada ambiental ede lá ao Ibama ou CPRH.

Em visita ao Pajeú, Marília Arraes disse que a falta de segurança em Pernambuco desperta ação de bandidos de outros estados

Marília Arraes diz que sertão tem “cemitério” de obras paradas
Foto: André Luis

A vereadora do Recife, Marília Arraes (PT), está visitando municípios do Pajeú nesta sexta (09). Marília esteve na cidade de Serra Talhada, passou por Afogados da Ingazeira onde concedeu entrevista na Rádio Pajeú e disse que o Estado de Pernambuco passa por um dos piores momentos no tocante a violência.

A vereadora citou obras que estão inacabadas na região, citando a sede que está sendo construída para os bombeiros em Serra Talhada e que o mato já toma conta do local.

Marília afirmou que a violência no estado está tão grande, que bandidos de outros estados sabendo da fragilidade da segurança em Pernambuco, fazem investidas, principalmente nas agências bancárias, coisa que o governo de Pernambuco ainda não conseguiu acabar com essa onda de explosões e assaltos a essas instituições bancárias.

Além de Afogados e Serra Talhada, Marília visitou os municípios de Carnaíba, Quixaba, Tabira e Tuparetama.

Ex-prefeitos de Carpina e Lagoa do Carro são alvos de operação policial

Os ex-prefeitos de Carpina e Lagoa do Carro, ambos na Mata Norte de Pernambuco, foram alvos de operação da Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (9). Denominada de Fraus, que significa fraude, em latim, a operação foi deflagrada com o objetivo de realizar o cumprimento de cinco mandados de prisão em desfavor de investigados pela prática dos crimes de fraude em licitação, falsidade ideológica, peculato, corrupção, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Os alvos foram Carlos Vicente de Arruda Silva, conhecido por Carlos do Moinho, que é ex-prefeito de Carpina, e Antônio Carlos Guerra Barreto, conhecido como Tota Barreto, que é ex-prefeito de Lagoa do Carro e atual vereador de Carpina. Além dos mandados de prisão, estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e seis mandados de condução coercitiva, todos expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Carpina.

Participam da operação, 102 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. A operação tem como ambiente operacional os municípios de Carpina, Lagoa do Carro, Lagoa de Itaenga e Recife. As investigações foram realizadas pela Delegacia de Carpina, por meio do delegado Diego Pinheiro, com apoio do Núcleo de Inteligência da Zona da Mata e da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil.