‘Para o cristão, se colocar a serviço não é uma humilhação’, disse dom Egidio no Lava-pés

O bispo diocesano, dom Egidio Bisol, presidiu na noite desta quinta (18) na Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios, a Missa Vespertina da Ceia do Senhor com o rito do lava-pés, transladação e adoração do Santíssimo Sacramento.

A Eucaristia é partilha e ao mesmo tempo é serviço, disponibilidade para lavar os pés, significa se colocar a serviço da necessidade dos outros. Para o cristão se colocar a serviço não é uma humilhação, Pedro ainda pensava assim, Jesus você não vai lavar os meus pés, porque era um serviço dos escravos. Mas Jesus disse: para os meus discípulos, não é uma humilhação, é realizar a própria vida, servir aos outros”, disse dom Egidio.

www.dioceseafogadosdaingazeira.com.br

Grupos de caminhoneiros decidem por paralisação no dia 29, diz líder

Resultado de imagem para greve dos caminhoneiros 2019

O representante dos caminhoneiros Wanderlei Alves, conhecido como Dedéco, disse em entrevista ao Broadcast Agro, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, nesta quinta-feira (18) que a categoria iniciará uma paralisação a partir da meia-noite do dia 29 de abril.

“A maioria dos grupos de caminhoneiros já decidiu pelo dia 29 de abril, tem uns ou outros que acham que é pouco tempo, que devemos esperar ainda, mas a maioria concorda sobre o dia 29 porque chegamos num ponto que não tem mais condições de trabalhar”, disse. “Isso não foi uma decisão só minha, foi decidido em grupo por várias lideranças de caminhoneiros”, ressaltou. Ele acredita que, a exemplo do que ocorreu no ano passado, o movimento deve atingir o Brasil inteiro, crescendo à medida que os dias passam.

Unidade da Academia Pernambuco será implantada em Floresta

Academia consiste num complexo esportivo, que reúne no mesmo espaço 25 equipamentos / Foto: divulgação/Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho

A Secretaria de Turismo e Lazer anunciou a implantação de uma unidade da Academia Pernambuco no município de Floresta. A academia consiste num complexo esportivo, que reúne no mesmo espaço 25 equipamentos, promovendo modalidades como musculação, crossfit, balance, aeróbica, step, hiit, ginástica laboral, entre outras.

A acadeia já está em operação nos municípios de Gravatá, Fernando de Noronha, Cabo de Santo Agostinho, Riacho das Almas, Abreu e Lima, Bonito e Ribeirão. Floresta será a oitava cidade a receber o formato. Em um ofício encaminhado à prefeitura da cidade, será solicitado que o equipamento seja instalado na Rua 15 de Novembro, em frente à Escola Estadual Júlio de Melo.

A Academia Pernambuco ocupa uma área de 250 m², sendo operacionalizada por quatro profissionais: três educadores físicos e um recepcionista, no auxílio das atividades.

Marília Arraes se coloca à disposição do PT para eleição

Resultado de imagem para marilia arraes

Cumprindo agenda pelo Sertão de Pernambuco, a deputada federal Marilia Arraes (PT) criticou o Governo do Estado e se colocou à disposição para a disputa majoritária no ano que vem, assim como também em 2022. Cotada para disputar a eleição estadual em 2018, a petista foi rifada da disputa pelo acordo do comando petista com o PSB para a reeleição do governador Paulo Câmara.

“Eu continuo fazendo oposição ao governador e ao PSB, porque eu não vejo uma justificativa política para mudar meu posicionamento”, disparou Marília, em entrevista à Rádio Cultura do Nordeste, na última quarta-feira.

A parlamentar negou que tenha planos de sair do PT para se candidatar a prefeita, mas deixou no ar a possibilidade de uma possível disputa futuramente.

“Não faz parte da minha formação pessoal ficar saindo de um partido por qualquer motivo. A gente está em um momento de espera. Eu acho que 2018 têm que ficar em 2018 e a gente continuar trabalhando nos projetos futuros, sem mágoas e sem rancor, sempre à disposição do nosso Estado. E, claro, tendo a possibilidade para disputar em 2020 ou 2022, eu estou à disposição”, afirmou Marília.

De acordo com Glaucus Lima, presidente do PT em Pernambuco, o acordo realizado no ano passado para apoiar a reeleição de Paulo Câmara não se estende para as eleições municipais em 2020.

“Quando foi feita a aliança para o governo estadual e para eleição nacional em 2018, não houve nenhum acordo prévio que isso refletiria nas alianças em 2020. As alianças que construímos não tiveram, em nenhum momento, uma pré-condição que deveríamos apoiar o candidato do PSB em 2020 em nenhum município”, esclareceu Glaucus.

Ele também afirmou que o partido ainda não decidiu qual caminho vai seguir em 2020 e que vai ser feito um mapeamento para identificar os municípios que a sigla terá condições de lançar candidatura própria.

“O Recife é um município prioritário para nós. Ainda não há nenhuma decisão se vamos ter candidatura própria. Temos bons nomes para disputar. Ter o nome de Marilia, que mostrou disposição para uma possível candidatura é bom, significa que temos alternativa no Recife. Ela é uma liderança, deputada federal muito bem votada, inclusive aqui na cidade. Mas não há definição em relação a isso”, concluiu.

Folha de Pernambuco

Após 6 meses, Toffoli libera entrevista de Lula a jornal

02/10/2017
REUTERS/Bruno Kelly

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, liberou nesta quinta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, que havia sido proibida há mais de seis meses, antes da eleição presidencial.

A decisão de Toffoli foi divulgada pouco depois de ter sido tornado público que o ministro do STF Alexandre de Moraes havia revogado a ordem de retirar dos sites O Antagonista e da revista Crusoé uma reportagem, publicada na sexta-feira da semana passada, que fazia uma suposta ligação do presidente da corte, Dias Toffoli, com a empreiteira Odebrecht.

A permissão da entrevista de Lula –preso há mais de um ano na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) cumprindo pena por condenação na operação Lava Jato– foi objeto de uma série de decisões do Supremo.

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, autorizou em duas ocasiões que o ex-presidente falasse com o jornal, mas posteriormente Fux –quando exercia interinamente a presidência do tribunal– vedou essa autorização. Posteriormente, Toffoli confirmou a decisão de Fux.

Contudo, nesta quinta-feira, Toffoli se valeu de um argumento processual para permitir que Lula conceda a entrevista.

Policiais são presos na Paraíba suspeitos de sequestro e explosões a banco

Resultado de imagem para investidas contra bancos

Três homens foram presos nessa quarta-feira (17) suspeitos de praticar sequestros e explosões a bancos na Paraíba. As prisões aconteceram em Campina Grande, no momento em que o trio estava adulterando um veículo que seria usado em outra ação criminosa. Dois dos presos são policiais militares do Estado da Bahia.

Com os suspeitos, foi encontrado um grande arsenal, com armas de diversos calibres e centenas de munições. De acordo com o delegado Luciano Soares, a prisão ocorreu em um sítio na Zona Rural de Fagundes, região de Campina Grande.

Os policiais chegaram ao local e flagraram os suspeitos adulterando sinais identificadores de um veículo modelo Fiat Touro. Ainda de acordo com o delegado, os suspeitos possuíam centenas de munições dos mais variados calibres.

Os policiais também encontraram acessórios que possivelmente seriam usados em ações criminosas, como gandolas, balaclavas, distintivos falsos e um veículo Fiat Touro que estava sendo adulterado.

Ainda segundo Luciano Soares, os três suspeitos se identificaram como policiais militares do Estado da Bahia. Após realizar pesquisas, foi descoberto que dois realmente são PMs da Bahia, enquanto que o terceiro suspeito estava com documento funcional de PM falso.

“Os investigadores chegaram até a quadrilha após investigação que durou um ano e dois meses. Após a ocorrência de uma série de sequestro de empresários em Campina Grande, descobrimos que os suspeitos seriam supostos policiais militares do Estado da Bahia e especialistas em sequestros, ataques a instituições financeiras e no comércio de armas de fogo de grosso calibre”, completou Soares.

Os presos foram autuados em flagrante pelos crimes de adulteração de sinal de veículo automotor, receptação, porte ilegal de arma de fogo, falsidade documental, associação criminosa e três casos de sequestros.

Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 60 milhões no Sábado de Aleluia

Resultado de imagem para mega sena

O concurso 2.143 da Mega-Sena não teve acertadores no prêmio principal.

Os números sorteados foram: 02, 12, 35, 51, 57 e 58.

A quina – cinco números – teve 81 ganhadores, cabendo a cada um deles R$ 48,90 mil.

A quadra – quatro números – registrou 6.545 acertadores. Cada um ficará com R$ 864,62.

O próximo sorteio da Mega-Sena será no sábado (20). A previsão é de um prêmio de R$ 60 milhões.

Alexandre Frota é condenado a pagar R$ 50 mil a Gilberto Gil

Resultado de imagem para frota x gilberto gil

Alexandre Frota foi condenado indenizar Gilberto Gil por insinuações de racismo e injúria. O deputado federal, do Partido Social Liberal, terá que desembolsar R$ 50 mil.

De acordo com o jornal “O Globo”, o responsável por analisar o processo foi o desembargador Luis Felipe Francisco.

A acusação se deu devido a comentários que o ator fez nas redes sociais, em que insinua que o veterano teria roubado os cofres públicos. Em seu perfil, o famoso afirmou que o compositor não poderia mais se beneficiar livremente dos recursos da Lei Rouanet, destinada ao financiamento para promoção da cultura.

Vale lembrar que recentemente, Frota foi condenado em outro processo de danos morais, movido por Chico Buarque.

Missa dos Santos Óleos foi celebrada na Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios

Na noite desta quarta (17) aconteceu na Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios, em Afogados da Ingazeira, a Missa dos Santos Óleos (Missa do Crisma) presidida pelo bispo diocesano, dom Egidio Bisol. Foram abençoados os óleos dos Enfermos, dos Catecúmenos e do Crisma. Também, foram renovados os votos sacerdotais de todo o clero diocesano e foram instituídos acólitos, os futuros diáconos transitórios, Alison Maciel e Adenildo da Silva.

Todos os padres estiveram presentes, com exceção dos que se encontram em missão em outras dioceses (Aderlan e Mairton), outros viajando (Hélio e Evandro), e dois com problemas de saúde (Pedro Alexandre e Afonso). Caravanas de várias paróquias também se fizeram presentes.

Dom Egidio explicou a importância e o significado da Missa do Crisma. “A Missa do Crisma é ocasião importante para novamente experimentar-mos e celebrar-mos o dom da unidade dentro de nossa Igreja Diocesana que não se limita ao Pajeú, a unidade da Igreja, vai além das fronteiras da diocese”, disse dom Egidio, referindo-se ao perfume utilizados para confeccionar o Santo Crisma vindos da diocese de Roraima e as hóstias que foram consagradas durante a celebração foram obras das mãos das Irmãs do Mosteiro De La Vega, na República Dominicana, o qual o Mosteiro São José, em Triunfo, está filiado.

Mostra Pajeú de Cinema divulga filmes selecionados

Resultado de imagem para mostra pajeu de cinema 2019

Pelo menos 61 curtas e sete longas-metragens foram selecionados para exibição na 5ª Mostra Pajeú de Cinema (MPC) entre os próximos dias 3 e 18 de maio em municípios do Sertão pernambucano. O anúncio dos filmes foi feito nesta quinta-feira (18) e contempla, entre as obras que circularão pelos municípios de Carnaíba, Ingazeira, Iguaracy e Afogados da Ingazeira, “Estou me guardando para quando o Carnaval chegar”, de Marcelo Gomes; “Mateus”, documentário de Déa Ferraz e a animação pernambucana Guaxuma, de Nara Normande.

A Mostra Pajeú de Cinema – viabilizada pelo Funcultura / Governo do Estado e organizado pela Pajeú Filmes – tem nesta edição uma nova identidade visual criada pela artista Ianah Maia. De acordo com Bruna Tavares, curadora do evento ao lado de André Dib e William Tenório, a ideia é expressar por meio da arte o desconforto pelas questões que assolam o país, tendo o cinema como um meio de combate e de registro para propor reflexões.

Além dos longas pernambucanos, que inclui também “Azougue Nazaré”, de Tiago Melo, completam o programa dois longas paulistas e um carioca, com extensa carreira em festivais: a ficção A Sombra do Pai, de Gabriela Amaral Almeida (com Júlio Machado, Nina Medeiros, Luciana Paes); o documentário Fabiana, em que a diretora Brunna Laboissière acompanha a última viagem de uma mulher trans, caminhoneira, depois de 30 anos percorrendo as estradas do Brasil; e o documentário Pastor Cláudio – que será o filme de abertura da mostra em Afogados da Ingazeira no domingo (12), em sessão seguida de debate com a diretora Beth.

Curtas
A seleção de curtas leva para o sertão filmes de quatro regiões do país, com destaque para Noir Blue, de Ana Pi, coreógrafa mineira radicada na França, e O órfão, de Carolina Markowicz. Entre as produções pernambucanas serão apresentados os novos trabalhos de Tila Chitunda (Nome de Batismo – Frances, que acaba de estrear no festival “É Tudo Verdade”); Lia Letícia (Thinya); Rita Carelli (A Era de Laryokoto); e a animação pernambucana Guaxuma, de Nara Normande (selecionado pelo Festival de Annecy, na França, e eleito melhor curta no Festival de Gramado).

A Paraíba também entra no circuito com os filmes “A ética das hienas e Caetana” (Mostra de Tiradentes) e “Crua” (Festival de Rotterdam).

Oficinas
Nesta edição a MPC contará com a “Oficina de Crítica Cinematográfica” ministrada pela jornalista e professora sergipana Suyene Santos, na sexta (10) e sábado (11) em Afogados da Ingazeira. As inscrições para a oficina estão abertas e seguem até 26 de abril no site www.mostrapajeudecinema.com.br.

Já a “Oficina Rápida de Cinema Ligeiro” será ministrada em Carnaíba, Ingazeira e Iguaracy pela realizadora pernambucana Eva Jofilsan, que contemplará as possibilidades estéticas das vinhetas audiovisuais.

Veja os filmes selecionados para a 5ª Mostra Pajeú de Cinema:

Afogados da Ingazeira
Longas
A sombra do pai (SP, 2018), de Gabriela Amaral Almeida
Azougue Nazaré (PE, 2018), de Tiago Melo
Bloqueio (RJ, 2018), de Victoria Alvares e Quentin Delaroche
Estou me guardando para quando o Carnaval chegar (PE, 2019), de Marcelo Gomes
Fabiana (SP, 2018), de Brunna Laboissière
Mateus (PE, 2018), de Déa Ferraz
Pastor Cláudio (RJ, 2018), de Beth Formaggini

Curtas
A era de Laryokoto (PE, 2019), de Rita Carelli
A ética das hienas (PB, 2019), de Rodolpho de Barros
As aulas que matei (DF, 2018), de Amanda Devulsky e Pedro B. Garcia
BR3 (RJ, 2018), de Bruno Ribeiro
Caetana (PB, 2018), de Caio Bernardo
Conte isso àqueles que dizem que fomos derrotados (PE, 2018), de Aiano Bemfica, Camila Bastos, Cris Araújo, Pedro Maia De Brito
Crua (PB, 2019) de Diego Lima
Estamos todos aqui (SP, 2017), de Chico Santos & Rafael Mellim
Fartura (RJ, 2019), de Yasmin Thayná
Guaxuma (PE, 2018), de Nara Normande
Maré (BA, 2018), de Amaranta César
Mesmo com tanta agonia (SP, 2018), de Alice Andrade Drummond
Nome de batismo – Frances (PE, 2019), de Tila Chitunda
Noir Blue – deslocamentos de uma dança (MG/França, 2018), de Ana Pi
O órfão (SP, 2018), de Carolina Markowicz
Quando decidi ficar (PB, 2018), de Maycon Carvalho
Sua invariável gentileza toca o meu complicado coração (BA, 2018), de Marcus Curvello
Thinya (PE, 2019), de Lia Letícia
Verde Limão (PE, 2018), Henrique Arruda

Matinê
A luta (MG, 2017), de Bruno Bennec
Bia Desenha: Burrinho no espaço (PE, 2018), de Kalor Pacheco e Neco Tabosa
Bia Desenha: O nascimento de Zalika + Tarefinhas (PE, 2018), de Kalor Pacheco e Neco Tabosa
Bia Desenha: Anjo de jambo (PE, 2018), de Kalor Pacheco e Neco Tabosa
Cadarço (SP, 2017), de Eduardo Mattos
Dando asas à imaginação (RJ, 2017), de Arthur Felipe Fiel e Joao Marcos Nascimento
Fazenda Rosa (PE, 2018), de Chia Beloto
Mini Miss (PE, 2018), de Rachel Daisy Ellis
O Malabarista (GO, 2018), de Iuri Moreno
O Violeiro Fantasma (GO, 2018), de Wesley Rodrigues
Uma história das cores (RJ, 2018), de Vitor Hugo Fiuza
Viagem na chuva (GO, 2014), de Wesley Rodrigues

Sessão acessível
Cadarço (SP, 2017), de Eduardo Mattos
Coleção (PE, 2019), de André Pinto e Henrique Spencer
Cor de Pele (PE, 2018), de Lívia Perini
Majur (MT, 2018), de Rafael Irineu
Nova Iorque (PE, 2018), de Leo Tabosa
O malabarista (GO, 2018), de Iuri Moreno
Victor vai ao Cinema (PE, 2017), de Albert Tenório

Carnaíba
A viagem de Ícaro (GO, 2018), de Kaco Olimpio e Larissa Fernandes
ARARA: um filme sobre um filme sobrevivente (MG, 2017), de Lipe Canêdo
Da curva pra cá (ES, 2018), de João Oliveira
Eu vejo flores (PR, 2018), de Bruna Steudel
Invasão Drag (RJ, 2018), de Rafael Ribeiro
O malabarista (GO, 2018), de Iuri Moreno
Quilombo Mata Cavalo (ES, 2018), de Victor Hugo Fiuza
Um corpo feminino (RS, 2018), de Thais Fernandes
Uma história das cores (RJ, 2018), de Victor Hugo Fiuza
Xavier (SP, 2017), de Ricky Mastro

Iguaracy
A fabula da corrupção (RS, 2011), de Lisandro Santos
Ainda ontem (PR, 2018), de Jessica Candal
Cadarço (SP, 2017), de Eduardo Mattos
Médico de Monstro (SP, 2017), de Gustavo Teixeira
Megg: a margem que migra para o centro (PR, 2018), de Larissa Nepomuceno e Eduardo Sanches
Mesmo com tanta agonia (SP, 2018), de Alice Andrade Drummond
O muro era muito alto (RJ, 2018), de Marcelo Marão
Tempo Circular (PE, 2018), Graci Guarani
Uma família ilustre (RJ, 2015), de Beth Formaggini

Ingazeira
#JURI (MT, 2018), de Samantha Col Debella
Animais (SP, 2015), de Guilherme Alvernaz
Azul Vazante (SP, 2018), de Julia Alquéres
Codinome Breno (RN, 2018), de Manoel Batista
Impermeável pavio curto (MG, 2018), de Higor Gomes
Lençol de inverno (PE, 2018), de Bruno Rubim
Nova Iorque (PE, 2018), de Leo Tabosa
O esquema (PE, 2018), de Caio Dornelas
Quando a chuva vem? (PE, 2019), de Jefferson Batista de Menezes Silva

Pessoas idosas podem tomar vacina contra a gripe na próxima segunda-feira

Imagem relacionada

Pessoas idosas, profissionais de saúde e professores de escolas públicas e privadas podem tomar a vacina contra gripe a partir da próxima segunda-feira (22), quando começa a 2ª fase da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza. Na primeira etapa, que começou no último dia 10 e foi até esta quarta-feira (17), o Ministério da Saúde (MS) recomendou que a vacinação começasse pelas grávidas e crianças de 6 meses a menores de 6 anos, que continuam podendo tomar a vacina nesta segunda fase. Aproximadamente 350 mil recifenses podem procurar uma das 170 unidades de saúde da família (incluindo as Upinhas), unidades básicas tradicionais e policlínicas da Prefeitura do Recife para se imunizar até o dia 31 de maio.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 90% do público-alvo, que ainda inclui puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade em cumprimento de medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, como diabéticos. Em 2018, 100% do público-alvo do Recife foi imunizado contra a doença.

Homem é flagrado com mais de 100 kg de maconha em Quipapá, Agreste de Pernambuco

Foto: Divulgação/PMPE.

Durante realização da Operação Madrugada Segura, por volta das 2h desta quarta-feira (17), policiais militares do 10º Batalhão da Polícia Militar prenderam um homem em flagrante por tráfico de drogas, em Quipapá, na Zona da Mata de Pernambuco.

O efetivo fazia rondas na PE-177 quando cruzou com um Chevrolet Classic e notou que o condutor esboçou nervosismo ao ver os policiais. Para realizar uma abordagem de rotina, foi montado um bloqueio no trevo que dá acesso à BR-104 e, ao ser realizado o procedimento, foram localizados mais de 100kg de maconha no interior do veículo.

Foto: Divulgação/PMPE.

Ao verificar o banco traseiro, os policiais notaram quatro sacos plásticos de cor preta e o motorista afirmou se tratar de roupa suja. No entanto, o efetivo abriu um dos pacotes e viu que se tratava realmente de 96 tabletes de maconha, cada um deles pesando 1,2 kg. De imediato, foi dada voz de prisão e o suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Palmares, para que fossem tomadas todas as medidas legais previstas para esse tipo de ocorrência.

Petrolina: Prefeito Miguel Coelho entrega carta de desfiliação ao PSB

Resultado de imagem para miguel coelho e paulo camara

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, entregou sua carta de desfiliação ao PSB, partido do governador do Estado, Paulo Câmara. O gestor entregou, pessoalmente, em Brasília, a carta ao presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira. Miguel passou sete anos associado ao PSB, mas nos últimos anos já fazia oposição dentro da própria sigla. “Chegou a hora de mudar. Mudar não de ideias ou convicções, mas mudar de partido. Nos últimos anos, percebi que o conceito que tenho da política, infelizmente diverge da pregada pelo PSB, embora respeite”, diz trecho da carta.

No documento, o prefeito alegou divergências na forma de praticar política para tomar a decisão, mas ressalta a importância histórica dos socialistas. Miguel cita ainda como referências da convivência no PSB o senador Fernando Bezerra e o ex-governador Eduardo Campos. “Semeamos juntos desejos da população de levar água para os irmãos do interior, asfalto para porta de casa, desenvolvimento que gera emprego e oportunidade, educação que alimenta sonhos, renda que impulsiona o futuro”, lembrou.

A saída de Miguel vem quase dois anos depois da saída de seu pai do partido. O senador Fernando Bezerra Coelho deixou a sigla em 2017 e migrou para o MDB tentando levar o partido para a oposição em Pernambuco, algo que não conseguiu. Naquele mesmo ano, o irmão de Miguel, deputado federal Fernando Filho, também pulou do barco após uma queda de braço partidária. Ministro do presidente Michel Temer, na época, Fernando Filho fez parte do grupo de dissidentes do PSB que se recusava a fazer oposição ao governo federal, contrariando orientação da cúpula da legenda.

Ex-presidente do Peru Alan García comete suicídio para não ser preso

Garcia teve três paradas cardíacas e precisou ser reanimado três vezes antes de morrer / Foto: AFP

O ex-presidente do Peru Alan García morreu, nesta quarta-feira (17), em consequência de um tiro que disparou contra a própria cabeça. Ele tentou suicídio após a Justiça decretar a sua prisão preventiva, na manhã desta quarta, por suposto envolvimento em casos de corrupção com a empresa brasileira Odebrecht.

“Alan García morreu, viva o Apra”, afirmou Omar Quesada, secretário-geral do partido de Garcia.

De acordo com informações médicas, García, 69 anos, teve três paradas cardíacas e foi reanimado três vezes. Ele deu entrada no Hospital Casimiro Ulloa, às 6h45, com perfurações de entrada e saída de bala na cabeça, e chegou a ser operado pela manhã, mas não resistiu.

Caso García – Antes da emissão do mandado de prisão, García havia declarado na terça-feira que não ficaria isolado ou escondido, em alusão tácita ao asilo frustrado que pedira ao Uruguai em dezembro. Na ocasião, a Justiça determinou que ele estaria impedido de sair do país por 18 meses.

A ordem de prisão contra García emitida nesta quinta-feira é de 10 dias e buscava, segundo o Ministério Público, coletar novos elementos na investigação diante de um eventual risco de fuga.

O ex-presidente permaneceu durante 16 dias na embaixada uruguaia, onde pediu asilo “ante a iminência de um mandado de prisão”. O pedido foi rejeitado pelo governo do Uruguai depois de analisar a documentação apresentada por Lima e pelo requerente.

Nas últimas semanas, García havia reiterado que “não há declaração, prova ou depósito que me ligue a qualquer ato criminoso, muito menos à empresa Odebrecht ou à realização de qualquer de suas obras”. Ele também está sob a lupa por supostas propinas pagas pela Odebrecht para obter um contrato de construção para o metrô de Lima durante seu segundo mandato.

No ano passado, afirmou ser “perseguido politicamente”, mas sua versão foi rejeitada pela Justiça e pelo governo peruano.

Segundo a promotoria, o então presidente García e 21 outras autoridades conspiraram para ajudar a empresa holandesa Terminal Multibancom, que venceu a licitação em 2011 para a concessão do Terminal Norte do porto de Callao, vizinho a Lima.

Ainda no escândalo da Odebrecht no Peru, os ex-presidentes Alejandro Toledo (2001-2006), Ollanta Humala (2011-2016) e Pedro Pablo Kuczynski (2016-2018) também estão sendo investigados, e este último se encontra sob prisão preventiva até o dia 20 de abril, bem como a líder da oposição Keiko Fujimori, igualmente em prisão preventiva.

Senadores já falam em impeachment de Toffoli e Moraes

Resultado de imagem para toffoli e alexandre moraes

O Senado Federal reagiu às ações autorizadas nesta terça-feira (16) pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, no inquérito que apura denúncias de ofensas e ameaças a membros da Corte. Um grupo de senadores anunciou que protocolaria nesta quarta-feira, 17, pedidos de impeachment contra o presidente do STF, Dias Toffoli, e Moraes, alegando crime de responsabilidade e abuso de autoridade dos magistrados.

Em outra reação, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre afirmou que vai pautar em plenário, “em tempo oportuno” e com base em um “compromisso político”, um pedido, que já tinha sido arquivado, de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar tribunais superiores, a chamada “CPI da Lava Toga”. “Regimentalmente, nós poderíamos e deveríamos encaminhar a matéria para o arquivo. Mas a presidência assumiu um compromisso político de submeter a matéria ao plenário”, disse.

Alcolumbre havia arquivado o requerimento na segunda-feira, dia 15, após o pedido ser rejeitado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. O argumento foi que o regimento interno exigia que eventual recurso para plenário deveria ser apresentado em dois dias úteis após a votação na Comissão, ou seja, até sexta-feira passada. “Esta presidência considerará como se houvesse sido apresentado recurso contra decisão da CCJ, de forma que a matéria será oportunamente pautada para deliberação do plenário.”

Transparência – De acordo com o senador Alessandro Vieira (PPS-SE), que recolheu as assinaturas, os dois requerimentos para abertura de CPI têm como argumento a tese de que houve crime de responsabilidade através de abuso de poder na abertura do inquérito, determinada por Toffoli, e nas buscas feitas pela Polícia Federal e bloqueios de redes sociais, ordenados por Moraes. “Não estamos buscando pacificação, estamos buscando transparência.”

O líder da minoria, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse ver elementos para pedidos de impeachment dos dois ministros, e cobrou o julgamento de uma ação protocolada pela Rede, que pede anulação do inquérito como uma solução para a situação. “Eu rogo aos membros de bom senso do STF que restabeleçam a ordem constitucional.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.