Afogados On-Line

Senna permanece como um dos maiores ídolos brasileiros, 25 anos após sua morte

Foto: JULIO PEREIRA / AFP

Seu capacete amarelo com uma faixa azul e outra verde fez história nas pistas e sua genialidade marcou uma geração que aprendeu com o tricampeão da Fórmula 1 Ayrton Senna, para muitos o maior mito esportivo do Brasil, a agitar com orgulho a bandeira do país.

Quando o piloto, com apenas 34 anos, se chocou no dia 1 de maio de 1994 contra o muro da curva Tamburello, no circuito italiano de Imola, não emudeceu apenas uma nação. O acidente comoveu milhões de pessoas que assistiram na televisão, ao vivo, a triste despedida do carismático e polêmico ícone.

Vinte e cinco anos depois, sua imagem segue associada a marcas comerciais e campanhas sociais: ele é o último grande ídolo brasileiro, para muitos inclusive maior do que o mítico Rei Pelé.

“Vivíamos os anos 80, com hiperinflação, a ditadura militar tinha terminado pouco tempo antes, não fazia muito sentido sentir orgulho do Brasil, mas o Senna saiu pelo mundo levando a bandeira como um símbolo que encheu de orgulho tantos brasileiros”, diz Alexander Grünwald, jornalista especializado em automobilismo.

Segundo Grünwald, o legado de Senna foi “transformar o esporte”. Seu diferencial, além de ser um piloto excepcional, foi o de atender outros aspectos como a preparação física e mental, entender o veículo e a tecnologia e cuidar de sua imagem.

Uma pesquisa realizada em 2014, no vigésimo aniversário de sua morte, mostrou que 47% dos moradores de São Paulo, sua cidade natal, consideravam Senna o o maior nome do esporte nacional. Pelé aparecia em segundo lugar, com 23%.

“O Pelé viveu uma época em que as pessoas ouviam os jogos de futebol pelo rádio ou liam no jornal. Elas não viveram esse período com a mesma intensidade e emoção. Já com o Senna, os domingos eram com a família” na frente da televisão, explica Grünwald.

Na quarta-feira, será celebrado um “Senna Day” no autódromo de Interlagos, em São Paulo, com atividades esportivas e culturais.

Reajuste da conta de luz entra em vigor nesta segunda

Resultado de imagem para conta da celpe

Começa a valer nesta segunda-feira (29) o reajuste anual das contas de luz em todo o Estado de Pernambuco. O aumento médio nas tarifas será de 5,04%. Mas, para os consumidores residenciais, a conta deve subir 5,14%. Por isso, é importante ficar de olho até nos pequenos hábitos de consumo dentro de casa, para diminuir o gasto e sentir um pouco menos os efeitos do aumento no bolso.

Outro ponto em que o consumidor pode ficar atento é a posisbilidade de aderir à Tarifa Branca. Nesta tarifa, a taxa da conta de luz é mais barata em alguns horários, mas aumenta em horários de pico. Por exemplo, das 17h30 até às 20h29, a tarifa de consumo é elevada em 110%. No entanto, de 21h30 até às 16h29, o valor cai em 16%. “Para o cliente fazer essa escolha, ele precisa estar muito consciente do seu consumo de energia”, comenta Costa. O plano de Tarifa Branca passou a ser uma opção em janeiro deste ano, mas apenas para quem consome mais de 250 quilowatt-hora por mês (KWh/mês).

Até dízimo de igreja pagará novo tributo sobre transação, diz Marcos Cintra

Resultado de imagem para marcos cintra receita federal

O secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, 74, quer acabar com a contribuição previdenciária que incide sobre a folha de pagamentos e criar a Contribuição Previdenciária (CP), um tributo que vai incidir sobre todas as transações financeiras, bancárias ou não, com alíquota de 0,9% e rateado entre as duas pontas da operação (quem paga e quem recebe).

Segundo o secretário, até fiéis de igrejas deverão pagar o imposto quando contribuírem com o dízimo.

“Isso vai ser polêmico”, reconhece. “A base da CP é universal, todo o mundo vai pagar esse imposto, igreja, a economia informal, até o contrabando”, afirma.

Na reforma tributária que está elaborando, o novo tributo substituirá a contribuição previdenciária sobre os salários, que drena R$ 350 bilhões por ano de empresas e trabalhadores.

“Vai ser pecado tributar salário no Brasil”, disse.

Uma proposta de emenda constitucional que põe fim à atual contribuição extinguirá até imunidades tributárias para instituições religiosas e filantrópicas.

Ainda se estuda se a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) integrará a base de cálculo da CP, algo que elevaria a alíquota do novo imposto para pouco mais de 1%.

Cintra nega que a contribuição seja uma CPMF disfarçada. “CPMF era sobre débito bancário. Esse é sobre pagamentos. É como se a CP fosse gênero [mais amplo] e a CPMF fosse espécie.” Além disso, a CPMF era “transitória”, e a CP será permanente.

Com a proposta, o secretário acredita que conseguirá convencer o setor de serviços a aceitar a criação do Imposto Único Federal, que unificará quatro tributos, com alíquota de cerca de 14%: PIS, Cofins, uma parte do IOF e o IPI.

Cintra afirma ainda que pretende cumprir uma das promessas de campanha, a redução do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica.

Sertânia: Carne sem refrigeração é apreendida em carro

Foto: Cortesia/PRF

Uma carga de 100 quilos de carne bovina sem refrigeração foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), neste sábado (27), em Sertânia. A mercadoria estava sendo transportada ilegalmente dentro do porta-malas e em sacolas plásticas no interior de um carro.

De acordo com o motorista, de 32 anos, a mercadoria saiu do município de Buíque, no Agreste de Pernambuco e seria comercializada em Ibimirim, também no Sertão do estado.

A ocorrência aconteceu após policiais avistaram um automóvel acessando um desvio na tentativa de não passar em frente ao posto da PRF. A abordagem foi realizada no quilômetro 278, da BR 232.

A ocorrência foi encaminhada à Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro-PE), que encaminhou o produto para descarte no aterro sanitário de Sertânia.

Apac emite alerta de chuvas fortes em Pernambuco

Imagem relacionada

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu, neste domingo (28), um novo alerta de chuvas para algumas regiões de Pernambuco. Segundo a previsão, a Região Metropolitana do Recife, Mata Norte, Mata Sul e Agreste devem ter pancadas de chuvas com intensidade de moderada a pontualmente forte. As temperaturas devem variar entre 19ºC e 31°C nas cidades dessas regiões.

O aviso hidrometeorológico de 24 horas tem validade até as 10h30 desta segunda-feira (29). Os moradores de áreas de risco devem ficar atentos e chamar a Defesa Civil do município em caso de emergências.

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 125 milhões no próximo sorteio

Imagem relacionada

Ninguém acertou os seis números do concurso 2146 da Mega-Sena, sorteados na noite desse sábado (27), e o prêmio voltou a acumular. A estimativa do valor a ser pago no próximo concurso é de R$ 125 milhões.

As dezenas sorteados foram: 16-18-31-39-42-44.

Na quina, foram 283 apostas ganhadoras, cada uma no valor de R$ 30.594,81.

A quadra saiu para 15.338 apostadores, que receberão R$ 806,43, cada um.

O sorteio do concurso 2147 será na próxima quarta-feira (1º).

Lula: ‘Quem nasceu em Pernambuco e não morreu de fome até os cinco anos de idade, não se curva mais a nada’

Resultado de imagem para ex-presidente lula chapeu de couro

“Aqui eles têm um pernambucano teimoso” disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista realizada na manhã desta sexta-feira (26). O petista recebeu, na última quinta-feira, a permissão de se encontrar com os jornalistas Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo e Florestan Fernandes Júnior, do El País, para concender a primeira entrevista após sua prisão, em Curitiba.

“Quem nasceu em Pernambuco e não morreu de fome até os cinco anos de idade, não se curva mais a nada” falou o presidente, com a voz falhada. “Você pensa que eu não gostaria de estar em casa? Eu adoraria estar em casa com a minha mulher, adoraria estar em casa com meus filhos, adoraria estar em casa com meus netos, adoraria estar em casa com meus companheiros, mas não faço nenhuma questão. Por que eu quero sair daqui com a cabeça erguida como eu entrei: inocente”

OAB-PE realizou ato em prol da não extinção do Exame da Ordem

Ato aconteceu na sede da sua seccional, bairro de Santo Antônio. Foto: Mandy Oliver / Esp.DP

Há quase 25 anos, profissionais egressos das faculdades de direito fazem o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil para que possam exercer, efetivamente, a advocacia. Volta e meia, entretanto, aparecem propostas de extinção do mesmo. Dando partida a uma campanha que se inicia, a partir de então, em todo o país, a OAB Pernambuco promoveu, no início da noite de hoje, na sede da sua seccional, bairro de Santo Antônio, um ato em defesa do Exame.

O presidente da OAB-PE, Bruno Baptista, afirmou que a iniciativa partiu da vice-presidente da instituição, Ingrid Zanella, que iniciou uma mobilização, que já ganha repercussão nacional. “É uma satisfação Pernambuco ser pioneiro em uma pauta tão importante”, afirma. Segundo ele, Pernambuco possui 40 faculdades de direito e um total de 38 a 39 mil advogados ativos, sendo 50 mil no total. “É um número absolutamente exagerado.

Chegamos a marca de 1,2 milhão no país. Já Pernambuco, sozinho, possui mais advogados do que a França. Em média, no Estado, há a inclusão de 3 mil novos profissionais, fora aqueles que não são aprovados no exame”, revela. Sobre a crítica de algumas pessoas de que o exame possuiria finalidade arrecadatória, ele contesta. “É claro que não. Se fosse para arrecadar, seria mais fácil deixar todo mundo entrar e ganhar com um maior número de anuidades. A intenção é realmente preservar a qualidade do serviço jurídico prestado. O exame serve exatamente para separar o joio do trigo, já que o governo não cumpre sua função de controlar, de fiscalizar a qualidade dos cursos jurídicos. Assim, a OAB faz, com autorização legal, o exame que mostra quem realmente está pronto para exercer a profissão”, complementa.

Ministério Público Federal consegue condenação de ex-prefeito de Carnaubeira da Penha

Arte retangular com fundo marrom e a palavra Condenação escrita em letras claras

O Ministério Público Federal (MPF) em Salgueiro/Ouricuri obteve, na Justiça Federal, a condenação de Manoel José da Silva, ex-prefeito de Carnaubeira da Penha, no São Francisco pernambucano, por atos de improbidade administrativa. De acordo com ação ajuizada pelo MPF, o ex-gestor deixou de prestar contas de recursos federais recebidos pela Prefeitura por três anos. O caso está sob responsabilidade do procurador da República André Estima.

As apurações indicaram que, entre 2009 e 2011, Manoel José da Silva deixou de prestar contas de verbas recebidas do Ministério da Saúde, além de não repassar, a seu sucessor, a documentação relativa à gestão desses recursos, bem como os documentos referentes a verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Devido a essas irregularidades, o município de Carnaubeira da Penha formulou representação contra o ex-prefeito, noticiando a omissão do envio das prestações de contas ao Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde e ao Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação.

A Justiça Federal condenou Manoel José da Silva ao pagamento de multa civil a ser destinada ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Processo nº 0800344-90.2017.4.05.8304 – 20ª Vara Federal em Pernambuco

STF faz licitação de R$ 1,1 milhão para comprar lagostas e vinhos

Imagem relacionada

O STF (Supremo Tribunal Federal) divulgou hoje informações sobre um pregão eletrônico para “serviços de fornecimento de refeições institucionais”, com gasto estimado de R$ 1,134 milhão. O serviço se refere à contratação de um fornecedor para as refeições servidas pela corte, conforme suas necessidades. Procurado, o Supremo disse que o edital segue padrão do Ministério das Relações Exteriores.

O menu inclui desde a oferta de café da manhã, passando pelo “brunch”, almoço, jantar e coquetel. Na lista, estão produtos para pratos como bobó de camarão, camarão à baiana e “medalhões de lagosta com molho de manteiga queimada”. Exige ainda que sejam colocados à mesa bacalhau à Gomes de Sá, frigideira de siri, moqueca (capixaba e baiana), arroz de pato. Tem ainda vitela assada; codornas assadas; carré de cordeiro, medalhões de filé e “tournedos de filé”, com molho de mostarda, pimenta, castanha de caju com gengibre.

Os vinhos recebem atenção especial. Se for vinho tinto fino seco, tem de ser Tannat ou Assemblage, contendo esse tipo de uva, de safra igual ou posterior a 2010 e que “tenha ganhado pelo menos 4 (quatro) premiações internacionais”. “O vinho, em sua totalidade, deve ter sido envelhecido em barril de carvalho francês, americano ou ambos, de primeiro uso, por período mínimo de 12 (doze) meses.”

Se a uva for tipo Merlot, só serão aceitas as garrafas de safra igual ou posterior a 2011 e que tenha ganho pelo menos quatro premiações internacionais. Nesse caso, o vinho, “em sua totalidade, deve ter sido envelhecido em barril de carvalho, de primeiro uso, por período mínimo de 8 (oito) meses”.

Para os vinhos brancos, “uva tipo Chardonnay, de safra igual ou posterior a 2013”, com no mínimo quatro premiações internacionais.
A caipirinha deve ser feita com “cachaça de alta qualidade”, leia-se: “cachaças envelhecidas em barris de madeira nobre por 1 (um) ou 3 (três) anos.”

Destilados, como uísques de malte, de grão ou sua mistura, têm que ser envelhecidos por 12, 15 ou 18 anos. “As bebidas deverão ser perfeitamente harmonizadas com os alimentos”, descreve o edital.

Reportagem de janeiro do jornal O Estado de S. Paulo mostrou que o STF, por determinação do ministro Dias Toffoli, fez uma reforma no gabinete da presidência que incluiu a substituição de carpete por piso frio e até a instalação de um chuveiro. A obra custou R$ 443.908,43 aos cofres públicos.

Nota

Por meio de nota, o STF informou que “o edital da licitação do serviço de refeições institucionais em elaboração pelo STF reproduz as especificações e características de contrato semelhante firmado pelo Ministério das Relações Exteriores (que faz o cerimonial da Presidência da República)”.

A corte informou que seu conteúdo foi analisado e validado pelo Tribunal de Contas da União, “mas com redução de escopo: dos 21 itens contratados pelo ministério, 15 são objeto da licitação do STF”.

Sobre o custo, declarou que “o valor de R$ 1,1 milhão é uma referência, que será submetida à disputa de preços entre as participantes do pregão. Além disso, o contrato prevê que o STF pagará apenas pelo que for efetivamente demandado e consumido, tendo o valor global do contrato como um teto”.

Grupo Fé e Política promove ato em defesa dos ribeirinhos da barragem da Ingazeira

Na manhã desta sexta (26) aconteceu na Ingazeira um ato promovido pelo grupo Fé e Política Dom Francisco, da diocese de Afogados da Ingazeira, em defesa das pessoas que foram atingidas (prejudicadas) com a construção da barragem de Cachoeirinha, zona rural do município.

Primeiramente, uma missa foi celebrada, às 06h30, na comunidade de Nossa Senhora Aparecida, presidida pelo bispo diocesano, dom Egidio Bisol, que contou com a participação de vários padres da diocese.

Após a missa, foi servido um café e, em seguida, teve início a caminhada rumo a barragem. Uma cruz foi conduzida para ser fixada nas proximidades do paredão da barragem, simbolizando a luta em defesa das pessoas que tiveram suas terras invadidas pelas águas. Durante o percurso, ocorreram algumas paradas para um momento de oração e reflexão.

Dom Egidio explicou a causa que levou o grupo Fé e Política realizarem o ato. “Estamos aqui hoje para prestarmos nossa solidariedade às famílias que estão vivendo em situações complicadas, difíceis, por causa de falta de políticas públicas, já que estamos no tema da Campanha da Fraternidade, quer dizer, por falta de cuidados de quem deveria tê-los para que, a riqueza da água que todos nós desejamos não traga dificuldades grandes para os nossos irmãos”, disse durante a missa.

O bispo também citou que, aquele não era o primeiro momento em que acontecia um ato em defesa dos ribeirinhos da barragem. “Queremos nesse dia, conhecer um pouco mais, um pouco melhor, a situação aqui nessa área da barragem da Ingazeira. Não é o primeiro momento esse, já houve quatro audiências públicas para debater esse assunto e nós vamos hoje rezar, pedindo a Deus também que a gente sinta a Sua presença ao nosso lado, Ele que quer a vida plena para todos”, concluiu o bispo.

www.dioceseafogadosdaingazeira.com.br

Homem é preso ao tentar subornar policiais rodoviários na BR-232

Homem ofereceu R$ 300 para se livrar da fiscalização

Um representante comercial de 36 anos foi preso ao tentar subornar policiais rodoviários na BR-232, em São Caetano. Segundo a PRF, os documentos do motorista e do carro estavam vencidos e, para se livrar do flagrante, o homem ofereceu R$ 300 aos policiais.

A prisão aconteceu por volta das 18h pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nessa quinta-feira (25), quando os policiais realizavam fiscalização no km 145 da rodovia. No veículo de modelo Agile, estava apenas o motorista, que se recusou a entregar a habilitação e o documento do veículo. Ainda de acordo com a PRF, o homem apresentou apenas uma carteira funcional do Conselho Regional de Representantes de Pernambuco.

Após os policiais realizarem uma consulta, foi constatado que o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) estava atrasado desde 2014 e que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do homem estava vencida desde 25 de janeiro do ano passado. Além disso, o motorista se recusou a realizar o teste do bafômetro.

Ao ser informado que o veículo seria recolhido, o motorista ofereceu aos policiais R$ 300 para tentar ser liberado da fiscalização. Nesse momento, a equipe deu voz de prisão por corrupção ativa e conduziu o homem à Delegacia de Polícia Federal de Caruaru. O crime de corrupção ativa está descrito no artigo 333 do Código Penal, com pena prevista multa e de 2 a 12 anos de reclusão.

Mais municípios de Pernambuco podem entrar na rota do turismo

Resultado de imagem para rodrigo novaes turismo

Apesar de responder por 4% do Produto Interno Bruto do Estado, o turismo ainda sofre certa carência de investimentos em algumas regiões pernambucanas. Por isso, a Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco (Setur-PE) quer incluir mais municípios do Estado no Mapa do Turismo Brasileiro – iniciativa do Ministério do Turismo que hoje conta com 103 das 185 cidades pernambucanas.

Secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes explicou que o mapa permite que os municípios realizem ações de estruturação da cidade, que também beneficiam a população, com mais facilidade. “Existe uma linha de financiamento através do BNDES, por exemplo, um programa chamado Prodetur + Turismo, que, para fazer jus a esse recurso, é necessário que o município esteja inscrito no Mapa. Já é um atrativo importante”, contou Novaes.

Por isso, a Setur apresentou as novas exigências para que os municípios ingressem e permaneçam no Mapa do Turismo a representantes das cidades pernambucanas na última quinta-feira (25) durante o III Encontro de Municípios das Regiões Turísticas do Estado. O encontro, promovido pela Setur e pela Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) no Recife, reuniu gestores de turismo e prefeitos. Além dos 103 municípios pernambucanos inseridos no Mapa, estavam presentes representantes de 81 municípios ainda não cadastrados, como Cumaru, Gameleira, Ibimirim, João Alfredo, Macaparana, Xexéu, Surubim e Passira.

Novo concurso para o INSS deve ser anunciado em até 30 dias

Imagem relacionada

O concurso público do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) é certamente uma das seleções mais aguardadas entre os concurseiros de todo o país. Na terça-feira (23), o Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) encaminhou recomendação, à presidência do INSS e ao Ministério da Economia, para abertura de um novo edital para autarquia, que é vinculada ao vinculada ao Ministério da Previdência e Assistência Social.

Vários fatos motivaram a recomendação do ministério, entre eles o déficit de cerca de 10.000 funcionários; iminência de aposentadoria de pelo menos 9.000 servidores e as inúmeras ações judiciais questionando a incapacidade do órgão na prestação de benefícios (espera para resposta de pedidos que pode chegar a mais de um ano, o que atinge, fundamentalmente, idosos, pessoas com deficiência e mulheres em licença maternidade).

Segundo MPF, a autorização para um novo concurso público não deve ser superior a 30 dias. Já o quantitativo de vagas não deve ser inferior aos cargos em aberto, além de abrir formação de cadastro de reserva – inclusive para o preenchimento de postos resultantes da aposentadoria dos servidores que se encontram em abono de permanência. A recomendação ainda indica que o INSS deverá elaborar cronograma para a realização do certame, com prazo não superior a 180 dias para a posse dos aprovados.

A recomendação também estabelece que o Ministério da Economia, em conjunto com o INSS, realize estudos para quantificar o número ideal de vagas e cargos. Ambos aora têm 30 dias úteis para informar ao MPF as providências adotadas para o cumprimento da recomendação, bem como cópias dos atos delas resultantes ou as razões para o seu possível não acatamento.

Polícia prende secretária de Saúde de Agrestina

Caixas de medicamentos estavam armazenadas em um banheiro Crédito: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal prendeu nesta quinta (25), em Agrestina, a secretária de Saúde, Célia Barbosa, e a encarregada pela farmácia do município. As prisões ocorreram dentro da Operação Insanidade, cujo objetivo é verificar possíveis irregularidades envolvendo remédios controlados na prefeitura. Havia indícios de que a secretaria distribuía medicamentos do tipo sem receita.

Na operação, a terceira do ano realizada pela Polícia Federal no município, distante 151 quilômetros do Recife, também se cumpriu dois mandados de busca e apreensão na secretaria e na farmácia. Foram apreendidos documentos e medicamentos acondicionados de maneira irregular. Dezenas de caixas estavam armazenadas em um banheiro. Célia e a encarregada foram encaminhadas para a Delegacia da Polícia Federal de Caruaru, onde terão audiência de custódia.

As duas outras operações foram realizadas em fevereiro e março deste ano. Na última, a Pescaria II, agentes federais atuaram com o apoio da Controladoria-Geral da União para desarticular um grupo suspeito de fraudar licitações. A operação que antecedeu a Pescaria II ocorreu em 21 de fevereiro, tendo sido presas três pessoas e realizados seis mandados de busca e apreensão. Investigações indicaram que contratos de fachada envolviam um valor acima de R$ 1,8 milhão.