Prefeito do Guarujá é preso pela PF por suposto desvio de verba na Saúde

O prefeito de Guarujá, Valter Suman, deixou a PF em Santos por volta das 18h30, em um camburão - Reprodução/TV Tribuna

O prefeito do Guarujá (SP), Valter Suman (PSDB), foi preso no início da noite desta quarta (15) pela Polícia Federal, em uma ação da ‘Operação Nadar’, que apura um possível esquema de desvio de dinheiro na rede pública de saúde. Ele é acusado de desviar verbas repassadas pelo governo federal ao SUS (Sistema Único de Saúde) no município da Baixada Santista.

A PF cumpriu mais de 10 mandados de busca e apreensão na residência de servidores municipais e pessoas ligadas a Suman, incluindo o secretário de Educação, Marcelo Feliciano Nicolau. Nas casas do prefeito e do secretário, os policiais teriam encontrado uma grande quantia de dinheiro em espécie. Eles foram levados para a sede da delegacia da Polícia Federal de Santos, para prestar esclarecimentos.