Duas amigas morrem após caírem de cachoeira de 30 metros em Santa Catarina

Duas amigas morrem após caírem de cachoeira de 30 metros em Santa CatarinaBruna Rafaela Vellasquez, de 18 anos, e Monique Medeiros de Almeida, de 19 anos, morreram no fim da tarde de ontem após se desequilibrarem e caírem de uma cachoeira de 30 metros no município de Lages, em Santa Catarina.

O capitão Jacques, da 5ª Companhia do Batalhão de Aviação de Lages, que participou da ocorrência, disse que as mulheres “estavam na beirada da cachoeira” quando uma das jovens escorregou e a outra tentou ajudá-la, mas acabou se desequilibrando e caindo junto com a amiga para a parte inferior da cachoeira.

Segundo o capitão, ao chegarem no local, os médicos constataram a morte de Bruna Vellasquez. Já Monique Medeiros ainda possuía sinais vitais e foi retirada da cachoeira com uma maca de ribanceira junto à um helicóptero, que pousou em uma área próxima para fazer os primeiros socorros. Apesar do atendimento, Monique morreu antes de chegar à unidade de saúde.

“Como era um local que não tinha mesmo como chegar ali sem o helicóptero, sem ele não seria possível fazer esse resgaste de forma rápida, infelizmente, ela [Monique] veio a óbito, mas era o que a gente conseguiu fazer ali. Como ela estava muito mal, estava com traumatismo crânio encefálico bastante grave, então, realmente não deu para salvar”, disse Jacques.

O capitão ainda explicou que a área onde as vítimas estavam era de difícil acesso, sendo possível o acesso somente através de uma trilha.

“A parte que elas [as vítimas] estavam ali era bem difícil porque ela não tem um acesso. O acesso ali se dá por trilhas. E devido a dificuldade de chegar no corpo, como não tinha por onde chegar mesmo, elas caíram ali em um lugar que não tinha acesso, então, por isso, foi fundamental o uso do helicóptero.”

A PM (Polícia Militar) de Santa Catarina informou que prestou apoio a ocorrência com o helicóptero e afirmou que os socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que estavam no local disseram que era proibida a visitação na cachoeira onde as jovens estavam.

Deixe um comentário