Jogadores do Afogados que testaram positivo para o coronavírus já estão treinando

Goleiro de boné: quem é Wallef, do Afogados, que eliminou o ...

Após o período de paralisação do futebol causado pela pandemia do novo coronavírus, o Afogados retomou as atividades físicas de seus atletas no estádio Vianão. Para que fosse possível o retorno, os jogadores passaram pela testagem para detectar a presença ou não do covid-19 em seus organismos e o resultado final foram quatro infectados dos 31 testes, mas todos já criaram anticorpos.

A informação foi confirmada pelo presidente do Afogados, João Nogueira, em entrevista para a Rádio Jornal do Recife e de acordo com o mandatário, como os jogadores apresentaram os anticorpos e não podem transmitir a doença, os atletas já estão treinando com o restante do elenco.

“Os atletas voltaram. Nós estamos com 28 atletas no elenco. Foram feitos testes na semana passada e quatro deram positivos, mas eles criaram anticorpos e foram incorporados no elenco. Eles estão fazendo um trabalho físico no Vianão em dois grupos de oito, pela manhã e tarde, para quando voltar o futebol todos estejam em condições de jogar bola”, afirmou João Nogueira.

Jogadores sem contratos – Apesar de estarem treinando, os jogadores não possuem contrato em vigor com o Afogados. Isso porque o vínculo entre as partes foi até o mês de abril, quando encerraria o estadual. Agora o presidente aguarda uma definição da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), para assinar um novo contrato de 30 dias com os jogadores.

Cerca de 15 mil servidores públicos receberam auxílio emergencial indevidamente em Pernambuco

Auxílio emergencial: Caixa paga 3ª parcela a 1,9 milhão de ...

Um cruzamento de dados feito pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU) mostra que cerca de 15 mil servidores públicos, municipais e estaduais, receberam indevidamente o auxílio emergencial em Pernambuco.

Algumas dessas pessoas tiveram o valor de R$ 600 creditado na conta automaticamente por estarem inscritas no Cadastro Único (CadÚnico)para programas sociais. No entanto, uma parcela desses agentes públicos solicitou o benefício, de acordo com o presidente do TCE, Dirceu de Melo Júnior. “Cerca de 4 mil servidores foram voluntariamente, em princípio é isso, e se cadastraram. O que denota um certo dolo. A gente pode falar de um dolo por perceber uma vantagem que não lhe era devida porque o auxílio só é devido a quem não tem um emprego formal ativo”, destacou.

A respeito dos pedidos indevidos, o presidente do tribunal considera a possibilidade de fraude, por parte de terceiros, envolvendo o CPF dos servidores. Neste caso, o titular precisaria provar que foi vítima de um golpe. Outra hipótese é a de alguns servidores de baixa renda terem interpretado de forma equivocada as regras para concessão do auxílio. No entanto, o gestor acredita que essas situações se tratam da minoria.

Devolução do auxílio emergencial

Segundo o presidente do TCE, o próximo passo é pedir a colaboração dos responsáveis pelos órgãos públicos em que os envolvidos trabalham para as investigações. A partir da notificação, os servidores vão ter dez dias para a devolução dos valores. Se isso não for feito de forma voluntária dentro do prazo, pode ser determinado o desconto em folha de pagamento.

Ainda segundo Dirceu de Melo Júnior, aqueles que se cadastraram intencionalmente para receber o auxílio vão ser processados. “Vão responder por processo administrativo disciplinar para receber as punições administrativas e, conforme o caso, encaminhamento ao Ministério Público para que entre com as ações penais e ações cíveis. A gente já sabe que tem médicos, advogados, diretores, esses também serão encaminhadas cópias para os conselhos – Cremepe, OAB – dependendo da qualificação e habilitação de cada um”, apontou.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado faz um apelo para que os recursos que foram sacados indevidamente sejam devolvidos.

Quem recebeu e como recebeu:

Via Bolsa Família, 59 servidores receberam um total de R$ 55,2 mil e só receberam uma parcela.

Via Bolsa Família, 4.592 servidores receberam um total de R$ 3,6 milhões e receberam duas parcelas.

Via CadÚnico, 6.035 servidores receberam um total de R$ 3,9 milhões e receberam duas parcelas.

Via ExtraCad (aqueles que solicitaram o auxílio), 1.768 servidores receberam um total de R$ 1,1 milhão e só receberam uma parcela.

Via ExtraCad (aqueles que solicitaram o auxílio), 2.068 servidores receberam um total de R$ 1,7 milhão e receberam duas parcelas.

Brasil tem 12,5 mi de CPFs a mais que a população e TCU aponta ‘irregularidade grave’

Como tirar um CPF de graça pelo e-mail da Receita Federal

O ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) Bruno Dantas apontou indícios de irregularidades na base de dados de CPFs da Receita Federal que comandou um recadastramento para que milhares de brasileiros pudessem receber o auxílio emergencial de R$ 600 durante a pandemia.

É o que mostra o relatório de acompanhamento das medidas de combate ao coronavírus aprovado pelo tribunal nesta quarta-feira (24).

De acordo com o documento, o fisco emitiu 11 milhões de novos CPFs desde abril, fazendo com que a base de registros ativos ultrapassasse em 12,5 milhões o número de habitantes do país.
Antes da pandemia, essa diferença, era de 1 milhão.

A Receita Federal disse ao TCU que, no final de abril havia 223,8 milhões de CPFs regulares no país, contra uma população estimada em 211,4 milhões de pessoas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Essa diferença foi classificada por Dantas como uma “irregularidade grave”.

Em seu voto, o ministro informou a inconsistência ao Ministério da Economia e ao Congresso Nacional e disse que esse assunto será tratado dentro de um processo específico na próxima semana.

A explosão do número de CPFs ocorreu para permitir que milhões de pessoas pudessem receber o auxílio emergencial do governo.

Prefeito de Tuparetama é multado em R$ 16 mil pelo Tribunal de Contas

Tuparetama – Página: 5 – Blog do Finfa – A verdade em forma de notíciaCuidam os autos da Prestação de Contas de Gestão da Prefeitura Municipal de Tuparetama, relativa ao exercício financeiro de 2017, englobando os atos de gestão do Prefeito, Domingos Sávio da Costa Torres.

Conclusos os procedimentos de auditoria, o setor técnico emitiu Relatório de Auditoria apontando algumas irregularidades e danos passíveis de imputação sintetizados a seguir:

  • Despesas com pagamento de combustível sem o devido controle;
  • Despesas com outros entes da federação sem o respectivo termo de convênio;
  • Pagamento de despesas fracionadas cujas somas ultrapassam o limite de dispensa de licitação sem que tenham sido realizados os devidos processos licitatórios;
  • Pagamento de despesas de consultoria em gestão pública organizacional sem comprovação;
  • Indícios de montagem de processos licitatórios;

A Segunda Câmara esteve reunida no último dia 18.06 e JULGOU irregulares as referidas contas do prefeito, Domingos Savio Da Costa Torres, relativas ao exercício financeiro de 2017 e APLICOU multa no valor de R$ 16.943,00 ao atual gestor do município.

PF erradica mais de 100 mil pés de maconha em Pernambuco e evita a produção de 34 toneladas da droga

POLÍCIA FEDERAL/DIVULGAÇÃO

Em mais um desdobramento da Operação Muçambê, que tem o objetivo de erradicar plantações de maconha no Sertão de Pernambuco, a Polícia Federal com apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil erradicou mais de 100 mil pés da planta, encontrados no sítio São Mateus, em Lagoa Grande, no sítio Baixa da Cacimba, em Dormentes, na zona rural de Salgueiro, em Orocó, no Riacho Olho D’Agua e no sítio Boqueirão 3, em Carnaubeira da Penha. De acordo com a PF, esta quantidade, se colhida, tornaria possível a produção de mais de 34 toneladas de maconha.

A ação adotada pela Coordenação-Geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes-CGPRE, Órgão Central da Polícia Federal em Brasília/DF ataca o tráfico de drogas ainda na sua origem, evitando que a maconha chegue até o ponto final, que são as bocas de fumo. Pernambuco é o maior produtor da droga do Brasil e abastece todo o Nordeste.

Entre os dias 16 e 22 de junho a Operação Muçambê erradicou cerca de 103 mil pés de maconha. Em uma das plantações também foram encontrados e incinerados aproximadamente 67kg de maconha pronta para a comercialização. Ainda foram destruídas 8.570 covas, 2.085 mudas e 2.5Kg de sementes da erva.

Prisão – Na mesma operação, um homem de 38 anos foi preso, no dia 21 de junho, enquanto regava uma plantação de maconha no sítio Boqueirão 3, em Carnaubeira da Penha. Natural de Floresta, ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas na Delegacia da Polícia Federal em Salgueiro e após a audiência de custódia, foi levado para o presídio de Salgueiro.

Com pandemia, registro de queimados no São João cai 88% em hospital do Recife

Ministério Público recomenda medidas de segurança para a venda de ...

Com a proibição da venda de fogueiras e fogos de artifício em diversos municípios pernambucanos, neste mês de junho, o número de queimaduras acidentais registradas diminuiu. No ano passado, do dia de Santo Antônio (13) até o São João, o Hospital da Restauração, no Recife, recebeu 59 pacientes queimados. Neste ano, no mesmo período, a unidade de saúde contabilizou sete casos do tipo, resultando numa queda de mais de 88% no registro deste tipo de paciente. O chefe do setor de queimados do HR, Marcos Barreto, comemora a redução.

“Uma coisa muito importante é que, dos sete casos deste ano, apenas uma criança acidentada. Os outros foram adultos, dos quais apenas um do sexo feminino e o restante do sexo masculino.”

Segundo o médico, o número de lesões graves também foi menor.

“Foram de explosivos. Dois estão internados com lesões graves de mão. No ano passado, nós tivemos cinco casos graves de lesões de mão, com perda de dedos e assim por diante. Este ano, foram dois adultos até agora.”

A proibição do uso de fogueiras e da comercialização de fogos de artifício foi adotada no Recife e em várias outras cidades, por causa da pandemia do novo coronavírus. A medida segue recomendação do ministério público de Pernambuco.

Com covid-19, maio se torna o mês com mais mortes na história do Brasil

Coronavírus: a família de vírus que causou a pandemia de COVID-19

Maio de 2020 já é o mês com o maior número de registros de óbitos feitos por cartórios na história do Brasil. Até a última segunda-feira (22), haviam sido registradas 123.857 declarações de pessoas que morreram em todo o Brasil, sendo 24.021 pela principal causa: a covid-19.

O número de mortes no mês passado representa uma alta de 13,1% em relação a maio de 2019, quando os cartórios registraram 109.479 declarações de óbito no Brasil.

Historicamente, o mês de julho é o que registra maior número de mortes no país devido à maior circulação de vírus respiratórios (veja abaixo). Há, ainda, o fato de que problemas cardiovasculares são afetados por doenças virais respiratórias, e o aumento dessas doenças faz com que esse número fique ainda mais significativo nos meses de julho.

Maio de 2020 – 123.702*
Julho de 2017 – 122.610
Julho de 2018 – 119.675
Julho de 2016 – 118.151
Julho de 2019 – 118.097*

(*Dados ainda sujeitos a ampliação)

Um mês mortal – Os dados, entretanto, ainda podem crescer, já que o Portal da Transparência da Arpen (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais) é abastecido com informações enviadas pelos cartórios que podem levar alguns dias para informar o óbito ao sistema nacional.

Câmara aprova texto-base de projeto que muda Código de Trânsito; texto prevê validade da CNH por 10 anos

Câmara aprova texto que aumenta limite de pontos da CNH

A Câmara aprovou, nesta terça-feira (23), o Projeto de Lei (PL) 3267/19, que muda pontos do Código de Trânsito Brasileiro. Entre eles, aumenta a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dez anos e vincula a suspensão do direito de dirigir por pontos à gravidade da infração.

Os deputados aprovaram o substitutivo do deputado Juscelino Filho (DEM-MA) ao texto do Executivo por 353 votos a 125. Agora, precisam votar os destaques, que são sugestões de mudanças feitas após a aprovação do texto-base.

O texto prevê validade de dez anos da CNH para condutores com até 50 anos de idade. O prazo atual de cinco anos continua valendo para quem tem 50 anos ou mais. A renovação a cada três anos, hoje exigida para condutores a partir de 65 anos, passa a ser exigida só para motoristas com 70 anos ou mais.

Governo de Pernambuco decreta quarentena e aumenta restrições em Caruaru e Bezerros

Caruaru registra primeira morte por coronavírus; casos sobem para ...

Ao todo, serão dez dias de quarentena – do dia 26 de junho a 5 de julho. Esse é o prazo determinado pelo Governo de Pernambuco para a população dos municípios de Caruaru e Bezerros ficarem em quarentena. As pessoas só podem sair de casa para ir aos supermercados, farmácias, padarias, postos de gasolina e serviços de saúde, ou seja, serviços considerados essenciais.

Além desses setores, também será o funcionamento das atividades industriais, da construção civil (com 50% da capacidade) e de restaurantes para delivery.

De acordo com a Secretária Estadual de Saúde (SES-PE), a região registrou aumento expressivo na propagação do novo coronavírus, em contramão a queda do número de pessoas infectadas e de mortes nos outros municípios. Ainda segundo a SES-PE, as duas cidades foram responsáveis por 71% do aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Agreste, na última semana.

Senado aprova adiar eleições municipais para novembro sem estender mandatos

O Senado aprovou nesta terça (23), em dois turnos de votações, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que adia as eleições municipais de 2020, de outubro para novembro deste ano, sem a extensão de mandatos de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

A iniciativa foi tomada para reduzir os riscos à saúde da população em meio à pandemia do coronavírus, que já matou mais de 51 mil pessoas no Brasil e é agravada com aglomerações.

Segundo a versão aprovada da proposta, as eleições municipais passarão a ter o primeiro turno em 15 de novembro e o segundo turno em 29 de novembro de 2020. O atual calendário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) prevê que o primeiro e o segundo turnos das eleições municipais de 2020 sejam realizados em 4 e 25 de outubro, respectivamente. O próprio tribunal apoia o adiamento do pleito, desde que promovido ainda neste ano, e articulou a mudança junto a parlamentares e especialistas eleitorais e sanitários.

O texto agora segue para a Câmara dos Deputados, onde também precisa ser aprovado em dois turnos. Se receber o aval dos deputados, vai à promulgação do Congresso Nacional.

Número de endividados em PE é o maior desde setembro de 2015

Quase 70% dos consumidores em São Luís estão endividados, aponta ...

Um número preocupante, mas esperado. De acordo com a mais recente Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) de Pernambuco, o quantitativo de famílias endividadas cresce pelo segundo mês consecutivo no estado, apontando para a mesma direção do movimento nacional. Em junho, este percentual atingiu os 75,2%, subindo 1,2 pontos em relação a maio (74,%). Trata-se da maior taxa desde setembro de 2015, quando o resultado atingiu os 75,5%. Para os meses de junho, é o maior valor desde a criação da pesquisa, iniciada em 2010. No Brasil, estes números ficaram em 66,5% (maio) e 67,1 (junho).

Um dos motores do endividamento nestes últimos meses foi a ampliação do consumo pela internet durante o período de isolamento social, já que ficou mais difícil comprar pela maneira presencial. O economista da Fecomércio, Rafael Ramos, explica que até quem tinha opção de pagar à vista, por meio de boletos, passou a optar pelo cartão de crédito.

Justiça obriga Bolsonaro a usar máscara em locais públicos

Presidente Jair Bolsonaro ajeita máscara na saída do Palácio da Alvorada
13/05/2020
REUTERS/Adriano Machado

A Justiça Federal de Brasília decidiu obrigar o presidente Jair Bolsonaro a usar máscara em todos os espaços públicos, vias públicas, equipamentos de transporte público coletivo e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços do Distrito Federal, sob pena de ser multado em R$ 2 mil.

A decisão judicial, tornada pública nesta terça-feira, 23, acolheu pedido de liminar em ação popular que citou que desde 23 de abril já há um decreto no Distrito Federal que obriga o uso de máscara em locais públicos.

Em sua decisão, O juiz Renato Borelli destacou que Bolsonaro tem se recusado a usar máscara em locais públicos na capital, o que “mostra claro intuito em descumprir as regras impostas pelo Governo do Distrito Federal, que nada tem feito, como dito nas linhas volvidas, para fiscalizar o uso do EPI (Equipamento de Proteção Individual)”.

“É dizer, o presidente da República possui obrigação constitucional de observar as leis em vigor no país, bem como de promover o bem geral da população, o que implica em adotar as medidas necessárias para resguardar os direitos sanitários e ambientais dos cidadãos, impedindo a propagação de um vírus que se alastra rapidamente, muitas vezes de maneira silenciosa”, disse o magistrado.

Irmãs são acusadas de espalhar covid-19 e abandonam cidade

Lígia, Dalylla, Talytta e Samylla: filhas relatam viver pesadelo após morte de mãe em decorrência da covid-19
Lígia, Dalylla, Talytta e Samylla: filhas relatam viver pesadelo após morte de mãe em decorrência da covid-19

Em 11 de junho, as irmãs Dalylla Lopes, de 27 anos, Talytta, 22, e Samylla, 21, se mudaram de Alto Araguaia, cidade mato-grossense localizada na divisa com Goiás. Elas afirmam que deixaram a cidade em que nasceram para buscar um pouco de paz, em meio à maior tragédia da família, causada pelo novo coronavírus.

Seis dias antes, a mãe delas, Lígia Suely Lopes, de 42 anos, morreu em decorrência da covid-19. No fim de maio, as irmãs haviam perdido o avô materno, Joaquim de Oliveira, de 74 anos, para a mesma doença.

“Tem sido o período mais difícil das nossas vidas”, resume Dalylla à BBC News Brasil. Ela contraiu a covid-19 e se recuperou, assim como outros quatro familiares.

Os casos na família foram os primeiros diagnósticos de covid-19 no município de 17,5 mil habitantes. Atualmente, mais de um mês depois, Alto Araguaia tem 23 casos confirmados e três mortes, incluindo as de Lígia e Joaquim.

Em meio à doença causada pelo novo coronavírus, a família passou a receber comentários e acusações nas redes sociais. “Disseram que fomos as responsáveis por levar o vírus para a nossa cidade. Recebemos muitas críticas. Isso tudo é muito triste”, comenta Dalylla.

As irmãs relatam que as diversas críticas que recebem têm tornado o atual período ainda mais difícil. “Estamos vivendo à base de remédios para dormir. A nossa vida nunca vai ser a mesma. Além das perdas, precisamos lidar com a falta de empatia das pessoas. Toda hora recebemos algum comentário maldoso nas redes sociais”, lamenta Talytta.

Ministério Público Federal diz que mais quatro prefeituras compraram respiradores fabricados pelas empresas ligados à Juvanete

Mais quatro prefeituras compraram respiradores fabricados pelas ...

Depois da Juvanete desfazer o contrato com a Prefeitura do Recife, mais quatro municípios compraram os respiradores fabricados pelas empresas que fazem parte do mesmo grupo: Pesqueira, Riacho das Almas, Iguaracy e Cabrobó, segundo informações do Ministério Público Federal em Pernambuco MPF-PE. Nesta segunda-feira (22), a Justiça Federal determinou a proibição de fabricação, venda, entrega e inclusive doação do ventilador pulmonar BR 2000 pelas empresas Juvanete Barreto Freire, Bioex Equipamentos Médicos e Odontológicos e BRMD Produtos Cirúrgicos bem como por quaisquer de seus representantes.

A proibição da comercialização ocorreu a pedido do MPF-PE e “buscou a garantia da ordem pública, mitigando o risco de possível reiteração criminosa”.

Em nota, a Prefeitura de Iguaracy disse que comprou um respirador da marca Bioex entregue no dia 24 de maio. No dia seguinte, a prefeitura de Iguaracy entrou em contato para dizer que o equipamento não tinha a autorização da Anvisa, solicitou a devolução e não fez o pagamento do mesmo. A nota também diz que “o Município de Iguaracy não é alvo de qualquer investigação decorrente desta celeuma”, de acordo com o processo que tramita na Justiça Federal de nº 0809440-39.2020.4.05.8300.

Também em nota, a Prefeitura de Pesqueira informou que adquiriu três respiradores, mas devolveu os mesmos depois das matérias veiculadas pela imprensa que levantaram suspeitas sobre a eficácia do equipamento “e os valores pagos foram restituídos” aquele município.

Segundo informações do MPF-PE, os equipamentos não tinha a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Tanto em Pesqueira como em Iguaracy os equipamentos foram vendidos por uma mesma empresa com sede em Garanhuns que já tinha comprado os equipamentos com a mesma marca dos respiradores fabricados pelas empresas ligadas à Juvanete. As cidades de Cabrobó e Riacho das Almas não retornaram até o fechamento desta edição.

Coronavírus: Agreste preocupa Secretaria de Saúde de PE

A matemática das UTIs: 3 desafios para evitar que falte cuidado ...

A taxa de contágio da covid-19, utilizada para apontar o risco de transmissão do novo coronavírus, manteve-se em 0.9 em Pernambuco por cerca de 20 dias seguidos. Neste momento de continuidade da retomada das atividades econômicas e sociais na maior parte do Estado, esse índice volta a ficar acima de 1, segundo levantamentos distintos feitos pelo Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco, da Universidade Federal Rural de Pernambuco; pela Escola de Higiene e Medicina Tropical da Universidade de Londres; e pelo grupo Covid-19 Analytics, da Pontifícia Universidade Católica do Rio. Para o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, a curva epidêmica da covid-19 no Agreste contribui com a elevação desse indicador, que considera variáveis como o número de casos confirmados diariamente, o volume de pacientes recuperados e os casos em tratamento.

“Claramente o Agreste está puxando a taxa de transmissão do Estado para cima, enquanto a Região Metropolitana do Recife tem um índice ainda fruto do processo de isolamento”, frisou Longo, em entrevista coletiva transmitida pela internet nesta segunda-feira (22). Preocupado com o crescimento de novas infecções e óbitos em cidades que fazem parte da 4ª Regional de Saúde, que tem Caruaru como sede, o secretário informou que está previsto para esta terça-feira (23) o anúncio de medidas, a partir da avaliação do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, em relação aos próximos passos para o Agreste. “Nosso grande esforço tem que ser para reduzir o número de doentes graves, que, quando chega à UTI (unidade de terapia intensiva), tem mortalidade alta. Para isso, precisamos reduzir a transmissão da doença. Infelizmente temos visto o funcionamento de áreas do comércio que não eram para estar em atividade. Há uma preocupação com o funcionamento desordenado da Feira da Sulanca (em Caruaru). Precisamos, enquanto Estado, adotar medidas junto com o município”, acrescentou.