Com medo do coronavírus, operários do ramal do Agreste realizam protesto

 (Reprodução/Whatsapp)

Trabalhadores que atuam no trecho do ramal do Agreste da Transposição do rio São Francisco realizaram uma manifestação nesta terça-feira (24). Eles pedem atenção do governo estadual, que não determinou a paralisação das obras públicas de construção civil.

“Os funcionários estão inseguros já que todos precisam estar em casa e eles estão trabalhando normalmente. A empresa diz que segue as orientações do governo”, afirma o diretor do Sintepav, Leodelson Bastos.

Naquele trecho, a obra está sendo realizada pela construtora Ferreira Guedes. No ramal do Agreste, que vai de Sertania à Arcoverde, cerca de 1200 funcionários que continuam trabalhando. O eixo norte localizado em Salgueiro continua em funcionamento.

Na sexta-feira (20) o governo de Pernambuco anunciou a paralisação das obras de construção civil, o decreto que passou a ter validade no domingo (22) excluía as obras contratadas pelo serviço público que deveriam ter sua possível continuidade decidida pelos entes federativos contratantes.