Papa condena hipocrisia de países que “falam de paz e vendem armas”

A crítica foi feita durante uma rápida viagem à região de Apulia / Foto: AFP

O papa Francisco condenou neste domingo (23), durante um compromisso em Bari, no sul da Itália, a guerra que atormenta os países nas proximidades do Mediterrâneo e definiu como hipócritas aqueles que “falam de paz e vendem armas”.

“A guerra é contrária à razão, é uma loucura e não faz sentido, e com a qual não podemos nunca nos acostumar”, acrescentou.

A crítica do papa foi feita durante uma rápida viagem de um dia a essa cidade na região de Apulia, onde participou do encontro “O Mediterrâneo, fronteira para a paz”, organizado pela conferência episcopal italiana junto a 59 bispos vindos de 20 países.

Em seu discurso, o papa aproveitou para fazer menção ao “grande pecado da hipocrisia”, já que muitos países “falam de paz e vendem armas aos que estão em guerra”, ressaltou.

Deixe um comentário