Garanhuns ganha nova universidade federal

Número de cursos de graduação deve passar de sete para 30. (Foto: Ufape/Divulgação)

Garanhuns será sede de uma das cinco novas universidades federais criadas nessa quinta-feira (12) pelo Ministério da Educação (MEC) quando os reitores das instituições foram empossados no cargo. A Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (Ufape), que antes era o campus Agreste da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), deve ganhar mais 23 cursos de graduação com a implementação total enquanto instituição federal de ensino superior. Além dela, foram criadas pelo MEC as universidades Federal de Jataí (UFJ), Federal de Rondonópolis (UFR), Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) e Federal de Catalão (UFCat).

Atualmente, o antigo campus Agreste da UFRPE oferece sete cursos de graduação, tem 2,1 mil estudantes de graduação matriculados, além de cinco cursos de pós-graduação lato sensu e stricto sensu, com 120 alunos nas pós. O corpo docente é de 180 professores. Além disso, a instituição é formada por 83 técnicos-administrativo e cerca de 115 terceirizados. “A nossa expectativa é que tenhamos a execução total do projeto enviado ao MEC, que é de termos 30 cursos presenciais e um contingente de mais 600 professores além dos 180 que já temos”, disse o reitor da Ufape, Airon Melo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *