Pernambuco: SDS faz faxina e expulsa 10 militares da corporação

Resultado de imagem para antonio de padua sds pe

De uma só vez, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, assinou a expulsão de dez membros da Polícia Militar de Pernambuco e do Corpo de Bombeiros. Há casos em que os militares são acusados de homicídios ou roubo, por exemplo.

Um dos casos envolve um sargento e dois soldados da PM. De acordo com as investigações da Corregedoria da SDS, os três teriam usado uma viatura policial para ir até um condomínio na Estrada da Vargem Fria, no Km 17, da BR-232, no Recife. De lá, teriam saído com mais de um quilo de maconha. A droga foi encontrada enterrada perto ao muro do condomínio. O fato ocorreu em 19 de dezembro de 2017, e só nesta semana a investigação foi concluída.

Outro caso que motivou a exclusão envolve o militar do Corpo de Bombeiros Antônio Fernando da Silva Pinto, que foi condenado a 15 anos de prisão pelo homicídio de Albertino José da Silva. O crime foi em um bar localizado na Rua Padre Oseias Cavalcanti, no Centro de Camaragibe, em 27 de agosto de 2018.

O militar Valdir Martins da Silva também foi excluído do Corpo de Bombeiros. Ele foi condenado a 13 anos de prisão pelo homicídio de José Carlos Bezerra. O crime aconteceu na Rua da Aurora, no bairro de Areias, no Recife, em janeiro de 1995. O acusado foi julgado em 2013 e condenado, mas só nesta semana – quase 25 anos depois – a Corregedoria da SDS chegou à conclusão de que o militar deveria ser expulso da corporação.

As portarias com detalhes de todas demissões estão publicadas no boletim interno da SDS desta quinta-feira (07) e podem ser acessadas no site: www.sds.pe.gov.br.

Durante a transmissão de cargo, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua elogiou o trabalho do coronel Cunha lembrando que foram inauguradas oito unidades durante os últimos cinco anos. “É um momento importante, depois de quase seis anos, essa mudança de comando no Corpo de Bombeiros. O ex-comandante Cunha fez um belíssimo trabalho à frente da corporação, com a renovação dos quadros, houve concurso público

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *