WhatsApp endurece e banirá usuários com idade inferior à permitida para sua utilização

Resultado de imagem para whatsapp

As crianças estão mergulhando no mundo digital cada vez mais rápido. Segundo pesquisas do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic), 86% dos brasileiros de 9 a 17 anos que acessam a inernet têm perfil em redes sociais.

De 9 a 10 anos, o índice é de 62% e, de 11 a 12, 76%. Entre as redes, o WhatsApp é uma das mais acessadas. Pensando nisso, o aplicativo irá aumentar a rigorosidade com a idade mínima e banirá os usuários que não tenham a idade permitida para usá-lo.

O acesso ao aplicativo é concedido a partir dos 16 anos em países europeus e a partir de 13 anos nos demais. Agora, além de haver esse requerimento, o WhatsApp deve endurecer a fiscalização. No FAQ do aplicativo é possível encontrar os Termos de Serviço e algumas dicas de como denunciar e apagar contas de menores abaixo da idade permitida. Nas informações para denúncia precisa constar o comprovante de posse do número do WhatsApp, o comprovante de autoridade parental sob a criança e o comprovante da data de nascimento.

A nova versão do aplicativo de mensagens foi confirmada há algumas semanas, mas a versão 2.19.222 do programa beta foi lançada na última terça-feira (13), e não tem data para chegar à versão principal. Além da regra envolvendo a idade mínima para os usuários, o nome do app também mudou: o menu de configurações passou a mostrar “WhatsApp do Facebook”.

Deixe um comentário