Missa do Vaqueiro celebra Gonzagão e padre Câncio

A Missa do Vaqueiro é um acontecimento religioso, cultural e turístico. Foto: Divulgação.

A 49ª edição da Missa do Vaqueiro reuniu vaqueiros de toda a região e milhares de fiéis e turistas na manhã de ontem no Parque Estadual João Câncio, em Serrita. O evento deste ano teve uma característica especial: em 2019 se completam 30 anos da morte do padre João Câncio e do cantor Luiz Gonzaga, criadores da Missa.

O bispo de Salgueiro, dom Magnus Lopes , celebrou a cerimônia. Em seu sermão, falou sobre a força e resistência do homem do campo e pediu mais atenção dos políticos para a região. “Que os políticos não só nos visitem, mas que realmente se preocupem e cuidem do nosso povo”, disse ele.

A Missa do Vaqueiro é um acontecimento religioso, cultural e turístico, sendo celebrada sempre no terceiro domingo de julho. Teve sua primeira edição em 1971, e foi criada em homenagem ao vaqueiro Raimundo Jacó, morto em 1954 em condições misteriosas – seu corpo foi encontrado no chão, com uma pancada na cabeça, um dia depois de ele ter entrado na caatinga em busca de uma vaca desgarrada. O crime nunca foi elucidado. A Missa acontece no local exato em que se encontra seu corpo.