Padre Marcelo Rossi volta a presidir a missa: “A vida é uma passagem”

Padre Marcelo Rossi empurrado durante missa (Imagem: Reprodução)

Neste domingo, o padre Marcelo Rossi voltou a presidir a santa missa, desde que uma mulher a empurrou do palco, semana passada, em Cachoeira Paulista, em SP. O sacerdote chegou a chorar ao relembrar a dor e deu graças a Deus pelo que chamou de “milagre” de estar vivo. Ele confidenciou que ficou “totalmente consciente” depois do empurrão e que queria “entender o que estava acontecendo”. Durante o processo, só pensou se teria que tomar medicamento, já que passou muito tempo tomando anti-inflamatório no passado.

“Hoje, graças a Deus, não tomo nada. Estou sem remédio. Foi uma dor muito forte. Só sei que, naquele momento, veio uma consciência tão forte que Deus estava me dando de novo o batismo. Nasci novamente. Se o inimigo pensava que seria a minha morte, deu um tiro no pé, porque aquilo se tr transformou em uma benção”, disse na sua prece. Ele foi muito aplaudido.

Ele ainda destacou que a vida “é uma passagem” e incentivou os jovens a buscarem a Deus para “nunca se perderem”. “A raiva do demônio de ver aqueles jovens louvando [em Cachoeira Paulista], o desespero deles [dos jovens] na hora que eu caí… Mas Deus me levantou, literalmente, e a alegria deles de me ver de pé… Por que eu estou falando isso? O mundo oferece vários caminhos, mas, se você conhece Jesus e Maria, tenha certeza que nunca vai se perder. O mundo pode até te derrubar, mas Deus vai te levantar”, afirmou, às lágrimas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *