Deputados manifestam apoio à greve geral contra cortes na educação

Deputados manifestam apoio à greve geral contra cortes na educação

A mobilização nacional contra os cortes efetuados pelo Ministério da Educação (MEC) nas instituições de ensino federais, marcada para esta quarta (15), recebeu o apoio dos deputados Lucas Ramos (PSB) e Teresa Leitão (PT), na Reunião Plenária desta terça (14). Promovida por entidades estudantis, acadêmicas e sindicais, a greve geral da educação deve realizar atos em todas as capitais do País.

Lucas Ramos destacou o impacto que o corte de 30% das despesas não obrigatórias das universidades federais pode ter nas instituições de ensino. “A Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), uma instituição com papel crucial na região do Semiárido, pode ficar incapacitada de cumprir contratos obrigatórios após perder R$ 11 milhões de seu orçamento”, afirmou o parlamentar.

O socialista também salientou que, além de não pagar contas de luz e outras despesas básicas, a Univasf precisará demitir 200 funcionários de apoio e não terá recursos para assistência estudantil, atingindo 70% dos alunos. “Estamos unidos numa cruzada para que o Ensino Superior não entre em colapso”, disse Ramos.

A deputada Teresa Leitão ressaltou que, em Pernambuco, a concentração para a greve geral será no Ginásio Pernambucano, na Rua da Aurora, Centro do Recife. “Os quatro meses de desmandos no Ministério da Educação fizeram o movimento ir bem além das universidades, com diversas escolas públicas e mesmo particulares aderindo ao movimento”, pontuou a parlamentar.

A petista leu, na tribuna, manifesto da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) a favor da paralisação. Além do repúdio aos cortes no Ensino Superior, o texto coloca em pauta o combate à Reforma da Previdência, assim como ao “patrulhamento ideológico e perseguição do pensamento crítico”. “O ato do dia 15 será o primeiro grito de repúdio a um governo que promove o retrocesso civilizatório no País”, considerou Teresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *