Polícia vai apreender armas de fogo de agressores denunciados por violência de gênero

O anúncio foi feito durante o evento que marcou o início do ano da Secretaria da Mulher. Foto: Bruna Costa / Esp. DP

O governador Paulo Câmara anunciou, nesta quinta (21), uma nova medida para coibição da violência de gênero contra a mulher. O decreto assinado por ele determina que, a partir desta sexta (22), toda autoridade policial, ao deparar-se com ocorrência de agressão contra a mulher, deve tomar medidas efetivas que possibilitam até mesmo a suspensão da posse de arma de fogo registrada em nome de agressor denunciado.

“A partir de hoje, Pernambuco adota estas medidas como forma de evitar um mal maior às vítimas consideradas em situação de risco”, afirmou o Governador. O Secretário de Defesa Social do Estado, Antônio Pádua, explica que o decreto visa esclarecer melhor a legislação da posse de arma. “Toda autoridade policial, confrontada com a ocorrência de agressão contra a mulher, deve verificar no banco de dados se o agressor efetivamente possui posse ou porte. Por meio desta pesquisa, ele se obriga a fazer uma representação ao juiz para que suspenda, preventivamente, aquele porte ou posse, expedindo um mandado de busca para que a arma não fique nas mãos deste agressor”, explica.

O anúncio foi feito no Teatro Guararapes do Centro de Convenções durante o evento que marcou o início do ano da Secretaria da Mulher e a entrega da 12ª Edição do Anuário 2019. O documento apresenta as ações realizadas pela secretaria em 2018 e o planejamento das metas e prioridades da política para as mulheres em 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *