Monthly Archives: janeiro 2019

Bancada da bala quer votar projeto que facilita porte de arma logo após a Câmara analisar nova Previdência

Resultado de imagem para portar arma

Integrantes da bancada da bala dizem ter recebido sinal verde de Jair Bolsonaro para retomar na Câmara debate sobre um projeto que facilita o porte de armas. O presidente da Frente Parlamentar da Segurança Pública, Capitão Augusto (PR-SP), chamou reunião com o grupo para quarta (30). Ele diz que vai trabalhar para construir consenso em torno de proposta que já está em tramitação, para levá-la ao plenário logo após a aprovação da reforma da Previdência, o que espera que ocorra até julho.

A bancada deve adotar o projeto do deputado Rogério Peninha (MDB-SC) que revoga o Estatuto do Desarmamento. Em conversa recente com um dos líderes da frente pró-armas, o presidente avaliou que seria possível retomar a discussão sobre a medida no início desta Legislatura.

Colisão entre van e viatura da PM deixa uma pessoa morta em Arcoverde

Veículos colidiram e caíram em um barranco / Foto: Cortesia

Uma colisão entre uma van e uma viatura da Polícia Militar (PM) terminou com uma mulher morta na tarde deste sábado (26). A batida ocorreu no Km 245 da BR 232, em Arcoverde. Os dois veículos colidiram e caíram em um barranco de pequeno porte.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima, que não teve a identidade divulgada, morreu no local. Ela era ocupante da van. Um homem teve ferimentos leves, mas não precisou ser hospitalizado. As circunstâncias da colisão serão investigadas por peritos do Instituto de Criminalística (IC).

Sob Bolsonaro, Bolsa Família corta 381 mil benefícios no 1º mês do ano

Resultado de imagem para bolsa familia

O relatório do mês de janeiro do programa Bolsa Família aponta que o número de famílias beneficiadas foi reduzido em 381 mil em relação a dezembro de 2018. O corte, segundo o Ministério da Cidadania, é fruto de procedimentos que geram cancelamentos por “inadequações” e desligamentos voluntários.

Segundo o programa, em dezembro foram pagas 14,1 milhões de famílias. Já no primeiro mês do ano foram 13,7 milhões. O pagamento dos beneficiários começou na sexta-feira, dia 18, e obedece um calendário que leva em conta o número final de cadastro da família. Janeiro é o primeiro mês do programa sob o governo de Jair Bolsonaro (PSL), que assumiu dia 1º.

O valor pago em janeiro também teve uma pequena redução nesse primeiro mês do governo, segundo o relatório: de R$ 2,6 bilhões, em dezembro, para R$ 2,5 bilhões. O valor médio do benefício foi de R$ 187.

Wagner Montes morre no Rio, aos 64 anos

Em agosto de 2018, Wagner Montes postou um #tbt: "Junto com o amigo e eterno patrão Silvio Santos. Saudades!"

Nascido em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, morreu neste sábado, dia 26, no Rio de Janeiro, após enfrentar vários problemas de saúde nos últimos anos, o jornalista e político Wagner Montes, aos 64 anos, no Rio de Janeiro. Wagner Montes estava internado há dois dias para tratamento de infecção urinária. Natural de Duque de Caxias, Wagner Montes era advogado, deputado estadual (PRB/RJ) e apresentador. Iniciou sua carreira em 1974, na rádio Tupi. Em 1981, sofreu um acidente de triciclo e teve de amputar a perna direita.

Montes foi vice-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e, nas eleições de outubro, havia sido eleito deputado federal com 65.868 votos. O velório do parlamentar será realizado na Alerj, em horário ainda não definido.

Como apresentador, ganhou fama no programa ‘Aqui Agora’, na extinta TV Tupi, em 1989. Atualmente, trabalhava como apresentador do ‘Balanço Geral’ da Record TV, no Rio de Janeiro.

A Record TV divulgou nota de pesar pela morte do apresentador:

A ‘Record TV’ lamenta o falecimento do nosso querido amigo e apresentador Wagner Montes neste sábado, 26 de janeiro de 2019.Conhecido pela irreverência e luta social que marcou seu trabalho ao longo de 35 anos como jornalista de TV, Wagner Montes foi um campeão de audiência e um dos apresentadores de maior sucesso na televisão brasileira. Expressamos nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores do trabalho deste profissional que ajudou a escrever a história da televisão brasileira.

Hospital Geral do Sertão, em Serra Talhada, será entregue até o fim deste ano, garante governador

Fotos: Hélia Scheppa/SEI

O Hospital Geral do Sertão (HGS) Governador Eduardo Campos, que tem previsão de entrega no fim deste ano, está com 5% das obras realizadas. Representando um investimento de R$ 45 milhões, a unidade atenderá, além de Serra Talhada, os municípios de Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte e Triunfo. Ontem, o secretário de Saúde e o governador estiveram na instituição.

“A expectativa é que em janeiro de 2020 a gente possa inaugurar o hospital, que vai começar com 60 leitos gerais e 10 leitos de UTI. Um bom começo para que tenhamos condições de atender, aqui em Serra Talhada, casos graves de trauma, cirurgias de alta e média complexidade e servir ao Sertão como um todo”, observou o governador Paulo Câmara.

Com cerca de 10 mil metros quadrados de área construída, a estrutura física da unidade de saúde contará com cinco salas de cirurgia. E terá a possibilidade de expansão para 140 leitos de internamento e 20 de UTI, além de atendimento de casos de oncologia, previstos para serem incorporador em um segundo momento. Os 82 trabalhadores da construção, que está com o percentual de progresso geral de 5%, seguem executando serviços de engenharia nas fundações dos blocos A, B C e D. “O cronograma está sendo cumprido dentro do tempo correto”, garantiu o governador.

O HGS complementará a rede de saúde da III Macrorregião, que engloba 35 municípios e atende uma população de 842.153 habitantes. O hospital terá capacidade para realizar, em média, 500 internamentos por mês.

Carnaíba: Apicultura estimula geração de renda

Associação oferece uma série de produtos derivado do mel. Foto: Roberto Arrais/Divulgação  (Foto: Roberto Arrais/Divulgação )

Um projeto de geração de renda que vem beneficiando a população de Carnaíba é desenvolvido pela Associação dos Apicultores de Carnaíba e Região (AAPIC) em parceria com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente do município. Trata-se do projeto de criação de abelhas, que se estende por vários locais das áreas urbana e rural. Dos 43 sócios da AAPIC, 35 estão produzindo mel e derivados da abelha. No ano passado, a produção variou entre 8 a 12 toneladas de mel. Além do mel, a associação produz e comercializa ketchup, própolis puro e composto, lambedores e cosméticos, entre outros produtos. Os preços dos itens variam de R$ 5 (uma pomada à base de própolis) a R$ 30 (mel em favo). Já o mel líquido tem preços entre R$ 10 e R$ 25, dependendo do litro. A matéria é destaque no Diario de Pernambuco deste sábado.

“É uma atividade sustentável”, garante Luiz Alves de Siqueira, 49, presidente da associação. “Quanto mais se produzir, fica mais fácil a venda”. Um dos motivos para a escolha da opção da atividade numa região tão seca foi, segundo o gestor, a diversidade de plantas da caatinga já que as abelhas são responsáveis pela polinização das plantas. “A natureza nos presenteia com uma florada de diversas plantas, e com isso as abelhas são favorecidas”, explica Luiz Siqueira, que é um dos produtores de mel de Carnaíba. O município tem potencial para produzir 30 toneladas anualmente. “Se todos os associados praticassem a apicultura, teríamos cerca de 51 toneladas/ano”, acredita o dirigente da AAPIC. A produção no ano passado teve uma baixa, creditada por Luiz Siqueira às condições climáticas, pois “o inverno parou de vez”.

De 2007 para cá, quando foi fundada, a associação vem dando passos largos na conscientização dos associados e da população quanto à rentabilidade da apicultura. Já existe um selo, o Vozes da Seca, e falta apenas certificação para que os produtos à base de mel da AAPIC chegue ao mercado consumidor. Informamelmente, já são vendidos em feiras e exposições na região e no estado. O projeto é amplo e envolve até mesmo a capacitação de agricultores para produção de derivados à base do mel de abelha. A associação mantém uma casa do mel com maquinário que beneficia toda produção dos sócios e tem também uma escola para capacitação na área da apicultura.

Projeto evita o êxodo rural

“Como é rentável, a apicultura é uma forma de manter o homem fixo à terra”, analisa Luiz Siqueira, presidente da Associação dos Apicultores de Carnaíba e Região (AAPIC). Foi o que aconteceu com o agricultor Manoel Alves da Silva, 54, morador do Sítio Tamboril, na zona rural do município. Manoel pôde diversificar suas atividades na roça com a adesão à apicultura sem precisar ir muito longe. Antes vivia de plantar apenas milho e feijão. Atualmente, mantém 24 colmeias com estimativa de produção de mel em torno de 700 quilos, este ano, ao lado da casa onde mora. “Estou esperando o inverno chegar para trazer uma nova florada”, revela o agricultor, ansioso para ter uma renda extra com a produção de mel.

Na verdade, a apicultura em Carnaíba está em evidência agora mas é uma operação antiga. Na família do funcionário público Olavo Damião Torres, 63, tudo começou com seu pai José Damião Torres. Morando na área urbana da cidade, ele cria a abelha indígena, tida como social e que tem baixa agressividade e produz entre um a dois quilos de mel por ano. Esse mel é tido como mais valioso. São 32 colmeias mantidas no quintal de casa. No ano passado, ele tirou cerca de 30 litros, cada um sendo vendido a R$ 40. No Sítio Poço Grande, Olavo mantém o apiário com a criação da abelha italiana, produzindo cerca de uma tonelada de mel por ano.

Engenheiro agronômo Anchieta Alves se deu bem com investimento na apicultura. Ele obtém uma grana extra mensal em torno de R$ 2 mil. Foto: Roberto Arrais/Divulgação

O engenheiro agrônomo José Anchieta Alves de Queiroz, 51, acabou tornando-se referência no município no quesito apicultura. Fez um curso na área em 1990, identificou-se com o ofício e possui cerca de 60 colmeias, divididas em três apiários distribuídos pelos sítios Riacho do Peixe e Serrote Verde, em Carnaíba, e Matinha, em Afogados da Ingazeira. Em 2018, Anchieta Alves tirou aproximadamente 40 quilos por caixa, ficando a produção total em torno de 1.800 quilos. “É um investimento garantido pois traz retorno”, pontua o produtor. “Para mim gera uma renda mensal em torno de R$ 2 mil”. Na visão do engenheiro, a apicultura está ainda engatinhando em Carnaíba. “Tem campo para crescer mas falta incentivo. Não temos, por exemplo, a assistência técnica que deveríamos ter”, expõe. “Mas, no geral, estou satisfeito”.

O próprio presidente da associação é dono de um apiário contendo com 45 colmeias, no meio da caatinga no Sítio Tamboril, aproximadamente 12 quilômetros do Centro. Luiz já era apicultor e enfrentou um período de desemprego na vida. “Foram as abelhas que me deram o respaldo para continuar sobrevivendo”, relembra. Hoje, o faturamento do dirigente chega a aproximadamente R$ 3 mil mensais.

do Diario de Pernambuco

Jucazinho, em Surubim, está entre as 45 barragens em risco no país

Preocupação só não é maior porque reservatório tem ficado com água abaixo da sua capacidade e o nível vem sendo monitorado (Foto: Aluisio Moreira / Divulgação)

Rompimentos de barragens no Brasil, tal como aconteceu com a de Brumadinho ontem, em Minas Gerais, têm sido tragédias anunciadas. O último Relatório sobre Segurança de Barragens, divulgado no fim de novembro do ano passado pela Agência Nacional de Águas (ANA), listava pelo menos 45 barragens com grande risco de rompimento, quase o dobro do número registrado no ano anterior. Em Pernambuco, Jucazinho, em Surubim, é a única no documento em situação de alerta de risco.

O problema é que Jucazinho é o maior reservatório para abastecimento humano do Agreste, com capacidade para armazenar mais de 327 milhões de metros cúbicos de água, e o terceiro do estado. Segundo o corpo técnico do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), num cenário de rompimento de Jucazinho, o estrago poderia se propagar até o Recife com o reservatório cheio, mas o volume atual é de apenas 3,2% de sua capacidade diminuindo o risco de tragédia.

De acordo com o relatório, entre os problemas estruturais importantes identificados em Jucazinho, que impactam na segurança do reservatório, foram observadas fissuras nos vertedouros laterais e nas ombreiras e a bacia de dissipação não é capaz de sustentar a vazão de água do rio. Ou seja, em períodos de chuvas intensas, há grande possibilidade de rompimento da barragem. O relatório também identificou que o Dnocs não tem Plano de Ação de Emergência para o caso de uma possível tragédia e que a situação de risco da barragem já é conhecida pela diretoria-geral do Dnocs desde 2004, inclusive com a demonstração de dados de engenheiros da própria autarquia. Outros órgãos também estão cientes da situação de Jucazinho como a Compesa, a Secretaria estadual de Recursos Hídricos e a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), responsável pela fiscalização.

Padre Aldo Guedes toma posse neste sábado na Paróquia da Imaculada Conceição de Flores

Resultado de imagem para padre aldo tabira

Dando início ao calendário de transferências anunciadas em novembro pelo bispo dom Egidio Bisol, acontece neste sábado (26), a posse do novo pároco da Paróquia da Imaculada Conceição, em Flores. O padre Adilton Guedes (Pe. Aldo Guedes) que esteve durante vários anos à frente da Paróquia de Nossa Senhora dos Remédios, em Tabira, será empossado como pároco de Flores pelo bispo dom Egidio Bisol. A missa de posse acontecerá às 19h.

Serra Talhada deve fortalecer atuação da Defesa Civil para proteger a população

Planejar e coordenar as ações de mapeamento das áreas de risco de alagamento, deslizamento e outros tipos de desastres naturais para resguardar a vida das pessoas deve ser uma das prioridades do poder público. Atento a essa questão, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, e à Defesa Civil do município reforçar as medidas preventivas em relação às áreas de risco na cidade.

De acordo com o promotor de Justiça Vandeci Leite, a Secretaria de Planejamento e Gestão informou ao MPPE que existem vários imóveis construídos sem licenciamento em áreas de alagamento. Para garantir a integridade física desses moradores, a gestão municipal deverá fortalecer ações preventivas e realizar um mapeamento dos pontos de risco a fim de minimizar os riscos de enchentes, deslizamentos e alagamentos.

Outra medida que deve ser providenciada pela Defesa Civil de Serra Talhada é a implementação de ações intersetoriais, com a colaboração entre Defesa Civil, Secretaria de Obras e Infraestrutura e de Serviços Públicos, a fim de realizar os serviços necessários para conter alagamentos e deslizamentos.

“Cabe à administração pública zelar pelo bem da coletividade, preservando a segurança das pessoas ao viabilizar o escoamento das águas pluviais e, neste caso, não concedendo licenças de construção, embargando obras em locais de risco e realizando a limpeza e desobstrução das áreas mapeadas”, concluiu Vandeci Leite.

Petrolina: Menina morre eletrocutada após colocar cabo de carregador de celular na boca

Menina de três anos não resistiu à descarga elétrica

Uma menina de três anos morreu eletrocutada no Núcleo 9 do Projeto Irrigado Nilo Coelho, na zona rural de Petrolina. A suspeita é que Iesley Vitória dos Santos Souza tenha recebido uma descarga elétrica quando colocou o cabo do celular, que estava conectado a uma tomada, na boca. O caso aconteceu na manhã de quinta-feira (25).

O capitão Arruda, do 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Petrolina, fez algumas orientações sobre o acidente. “É muito importante os pais tomarem cuidado, sobretudo com esses aparelhos elétricos que armazenam energia e que o carregamento tem acesso direto a uma fonte de energia”, disse.

A criança foi levada, já sem vida, para a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada (UPAE) de Petrolina, onde foi realizada uma tentativa de reanimação, mas sem sucesso. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Petrolina.

Maracanã se candidata para sediar final da Libertadores 2020

Resultado de imagem para maracana

O governo do Rio de Janeiro oficializou a candidatura do Estádio Jornalista Mário Filho – Maracanã – para sediar a final da Copa Libertadores da América 2020. A final, que era disputada em dois jogos até o ano passado, passará a ser, a partir deste ano, decidida em apenas uma partida.

A partida decisiva da Libertadores 2019, por exemplo, será disputada no Estádio Nacional, em Santiago, no Chile.

A oficialização da candidatura do Maracanã foi entregue ontem (24) pelo governador do Rio, Wilson Witzel, ao presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, e ao presidente da Confederação Sul Americana de Futebol (Conmebol), Alejandro Domínguez.

A entrega ocorreu durante sorteio da fase de grupos da Copa América, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca. Em 2020, o Maracanã completa 70 anos. O estádio passou por uma grande reforma para a Copa do Mundo de 2014.

Ator Caio Castro é condenado a pagar R$ 7 mil por agressão a fotógrafo

Confusão aconteceu em Trancoso, na Bahia, em 2016. Foto: Reprodução/Instagram

O ator Caio Castro foi condenado a pagar uma indenização no valor de R$ 7 mil ao fotógrafo André Ligeiro. Em 2016, Caio agrediu Ligeiro em uma festa em Trancoso, na Bahia. A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo na quarta-feira, 24.

Na ocasião, uma assessora teria pedido que Caio “não fosse fotografado por conta de marcas patrocinadoras concorrentes no evento”. O pedido não foi obedecido por André, que tirou uma foto do ator, que se irritou com o flash.

Em entrevista à Glamour, em 2016, Ligeiro falou sobre o ocorrido: “Eu corri enquanto outro fotógrafo segurou o Caio e mais uma pessoa tentou ficar na frente do ator. Mas Caio puxou a minha camiseta e me deu uma cabeçada.” “Veio depois tentar pedir desculpas, mas não senti verdade. A minha cabeça e olho começaram a sangrar. Fui atendido pela ambulância e fui pro hospital tomar três pontos no supercílio”

Posteriormente, em seu Facebook, Caio também falou sobre a situação, reconhecendo que errou na ocasião e pedindo desculpas ao fotógrafo, à sua família e aos seus fãs.

“Estava meio nervoso, era uma falta de respeito. A gente pediu gentilmente, cordialmente para não fazer foto. Ele fez a foto e saiu correndo. Por que ele saiu correndo? Por que ele viu que foi pedido que não era pra fazer foto.”

Tribunal de Justiça de Pernambuco nega recurso do estado e aumento de passagem não pode ser discutido

Resultado de imagem para aumento de passagens de onibus

O Tribunal de Justiça de Pernambuco negou o recurso apresentado pelo estado de Pernambuco e a discussão do aumento da passagem continua suspensa. O desembargador Waldemir Tavares Filho reafirmou que o presidente do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) não cumpriu as disposições do regimento interno do órgão. Com a liminar, o reajuste da tarifa não poderá ser discutido pelo órgão.

A medida não tem efeito suspensivo para a reunião do CSTM, marcada para a manhã de hoje, na sede da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife.

Paulo Câmara nomeia condenada por improbidade para ‘assessoria especial’

Resultado de imagem para coletiva de paulo camara pe

O Diário Oficial do Estado trouxe, nesta quinta-feira (24), a nomeação de Luciana Vieira de Azevedo como assessora especial do governador Paulo Câmara (PSB).

A nomeação chamou atenção da oposição, pois a ex-vereadora do Recife teria supostos “problemas com a Justiça”. As informações são do Blog do Jamildo.

Segundo o site oficial Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), a nova assessora de Paulo Câmara teria sido condenada por improbidade administrativa.

Segundo o MPPE, a Justiça condenou Luciana Vieira de Azevedo por ato de improbidade administrativa, em decorrência de fatos da época em que era diretora-presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) em 2007.

Segundo o órgão, durante a investigação, o MPPE constatou que a ex-diretora-presidente da Fundarpe teve supostamente um “papel decisivo na ilegalidade, inclusive determinando através de Comunicação Interna (CI), que os contratos fossem formalizados, sem a devida observância das orientações emitidas pela Secretaria de Administração”.

Na esfera criminal, consta no site oficial do TJPE que Luciana Vieira de Azevedo é ré no processo 0012138-21.2018.8.17.0001 por suposto crime da Lei de Licitações. A juíza Ana Cristina Mota Juíza recebeu a denúncia contra Luciana em julho de 2018, na Vara dos Crimes Contra a Administração Pública e a Ordem Tributária da Capital.

Além dessas ocorrências na Justiça, matéria publicada pelo JC em 2010 menciona Luciana Vieira de Azevedo no chamado “escândalo dos shows fantasmas”, ocorrido no primeiro governo Eduardo Campos (PSB).

Ministério Público de Contas vai pedir intervenção estadual em Floresta

Resultado de imagem para municipio de floresta pe

O suposto descumprimento de decisões cautelares do Tribunal de Contas do Estado (TCE) poderá motivar um pedido de intervenção estadual no Município de Floresta.

Segundo o procurador Ricardo Alexandre, do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO), o atual prefeito Ricardo Ferraz (PRP) descumpriu decisões do TCE que orientavam convocar aprovados em concurso.

O prefeito, ainda segundo o procurador, estaria mantendo contratados de forma temporária, em detrimento dos aprovados em concurso.

A matéria começou a ser discutida na sessão desta quinta-feira (24) do TCE. O procurador do MPCO fará um requerimento a respeito.

O último pedido de intervenção estadual feito pelo MPCO, em Gravatá, foi autorizado por unanimidade no Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) em 2015.