Viúva da Mega Sena tem recurso negado na Justiça em disputa por herança do milionário

A cabeleireira Adriana Ferreira Almeida, conhecida como Viúva da Mega-Sena, teve negado pela Justiça um recurso na disputa pela herança do ex-marido, o milionário Renné Senna, a quem foi condenada pelo assassinato. A viúva tentava anular uma sentença que invalidava o testamento de Renné, que a beneficiária; o pedido foi negado de forma unânime pelos desembargadores 17ª Câmara Cível e o caso só poderá ser revertido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Segundo o jornal Extra, além de negarem o recurso, os desembargadores também determinaram que Adriana seja multada caso recorra novamente. A herança, avaliada em mais de R$ 100 milhões, é disputada pela viúva e pelos 11 irmãos da vítima. Ex-lavrador, ele ganhou sozinho o prêmio da Mega Sena de R$ 52 milhões, em 2005.

O testamento, que foi anulado em fevereiro deste ano pelo Tribunal de Justiça, foi assinado por Renné meses antes de morrer e deixava 50% da fortuna para sua única filha e a outra metade para Adriana. Ele foi executado a tiros a mando da mulher, em janeiro de 2007, em Rio Bonito (RJ).

Na sentença que a condenou a 20 anos de prisão, a cabeleireira é acusada de ter ordenado a morte do marido após ele ter dito que a tiraria do testamento.

Condenada em 2016, Adriana foi presa em junho deste ano após ter sido considerada foragida pelas autoridades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *