Hostilidade contra jornalistas pesou em aposentadoria, diz Tonico Ferreira

Resultado de imagem para tonico ferreira

Com 71 anos, Tonico Ferreira ainda tinha mais dois anos de contrato para cumprir na Globo, chegando a quase 40 trabalhando na emissora, mas saiu em abril. Em entrevista para o jornal Folha de S.Paulo, ele revela que a parte pessoal pesou em sua decisão, mas também o pesado clima político e a agressividade contra os jornalistas em coberturas.

Em 2015, quando cobria a prisão do ex-ministro José Dirceu, o jornalista lembra que ouviu muitas pessoas xingando a imprensa, especialmente a Globo, e colocando cartazes na frente de jornalistas. Esse foi um dos fatos que motivou sua saída prematura da televisão.

“Fui muito importunado quando cobri a prisão do Zé Dirceu. Havia um pessoal do PT que até me conhecia. Eu disse: ‘Gente, por favor, deixa só a gente entrar ao vivo’. Quando entrei no Jornal Nacional, colocaram cartazes. Eu tentava falar e não paravam de gritar”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *