Manifestação feminista frustra reunião contra aborto convocada por Michele Collins

Reunião pública contra o aborto foi encerrada. Manifestantes comemoram no Plenário da Câmara

A vereadora do Recife Michele Collins (PP) convocou para a manhã desta quarta-feira (30) uma "Reunião Pública contra o aborto e em favor da vida", no Plenário da Câmara de Vereadores. A tentativa de realizar o encontro, no entanto, acabou frustrada e a legisladora encerrou a reunião por conta de protestos de mulheres presentes que são a favor da descriminalização da interrupção da gravidez.

Na chamada para o evento, Michele Collins informava a participação da americana Gianna Jessen, "sobrevivente de um aborto", que estará presente no Recife, além de cidades em Minas Gerais e São Paulo.

Em inglês e com a ajuda de outra participante fazendo a tradução, a americana afirmou que falaria na sala "em nome de Jesus". "Eu venho em nome do senhor Jesus Cristo". "Você é amada por Deus, eu não sou contra você. Eu estou aqui para simplesmente dar um testemunho da minha própria vida como mulher", declarou.

Durante sua fala, Gianna contou que sobreviveu a um aborto, cujo método utilizado foi a introdução de solução salina no útero. "Fui salva pelo poder de Deus, Jesus Cristo. Eu nasci com paralisia cerebral como resultado direto de ter sido queimada viva no útero de minha mãe", afirmou a americana.

O seu depoimento, no entanto, foi engolido pelas manifestações no Plenário da Casa. "Não pode ser obrigação, não pode ser prisão", diziam. "É pela vida das mulheres, legalize, o corpo é nosso, é nossa escolha", e "o Estado é laico".

Gianna não conseguiu terminar o seu testemunho e, segundo Michele Collins, a reunião seria transferida para um lugar privado, para quem quisesse participar do debate e ouvir o que as convidadas tinham para dizer podiam fazê-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *