Rádio Pajeú é homenageada na Noite do Rádio, com Moacyr Franco

Uma bela noite marcou a apresentação de Moacyr Franco no palco do Cine Teatro São José, no evento que foi chamado de “Noite do Rádio e do Rádio Ouvinte” e homenageou os 58 anos da Rádio Pajeú, completados no próximo 4 de outubro.

Antes, Chagas, Josimar e Bosco e na sequência, Chico, Ricardo Arruda e Margareth fizeram a recepção do público que aos poucos foi lotando o Cine. Moacyr chegou e sentou no palco, em meio ao público, onde já começou a atender fãs.

No show, Moacyr cantou muitos de seus sucessos e conversou sobre a própria vida. Em um dos momentos, lembrou as dificuldades que passou a  viver depois que entrou na política. “Quando saí, as TVs não queriam me contratar mais, fiz shows por aí em qualquer lugar por qualquer valor”, revelou. A virada se deu quando a dupla João Mineiro e Marciano gravou “Ainda ontem chorei de saudade”, vendendo mais de 2,5 milhões de cópias.

Em um primeiro momento, houve homenagem à Rádio Pajeú. Subiram ao palco Tony Medeiros, Anchieta Santos, Joselita Amador, Tito Barbosa e Nill Júnior.  Como funcionário mais longevo em atividade, Tony Medeiros recebeu do artista uma placa comemorativa pelos 58 anos da emissora.

Em outra parte do show, o jornalista Magno Martins mais os poetas Dedé Monteiro, Diomedes Mariano mais a filhinha Bárbara e Alexandre Morais homenagearam Moacyr com o que temos de melhor na cultura sertaneja.

Moacyr mais uma vez se emocionou e reconheceu o talento desses artistas, chegando a compará-los a gênios como Tom Jobim. “Eles fazem versos a partir do chão em que vivem”, afirmou.

Não faltaram trechos de músicas como “Cartas na Mesa”, Balada número 7, Ainda ontem chorei de saudade, Se eu não souber te esquecer, e mais alguns outros. Moacyr terminou o show como começou, no meio do povo, após descer do palco, atendendo os fãs.

Blog de Nill Jr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *