Arcebispo do Rio será testemunha na Lava Jato

Resultado de imagem para dom orani cardeal tempesta

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral apresentou nesta quinta-feira (22) o nome de cinco testemunhas de defesa que gostaria que fossem ouvidas pela Justiça no processo da Operação Fatura Exposta. Entre os nomes está o cardeal e arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta.  

Além do religioso, Cabral listou também o reverendo Isaías Maciel, da Ordem dos Ministros Evangélicos do Brasil; os médicos Paulo Niemeyer, do Instituto Estadual do Cérebro, e Cid Pitombo, chefe do centro de Cirurgia Bariátrica do Hospital Estadual Carlos Chagas; e Rosa Célia, do Instituto Pro Criança Cardíaca.

O advogado de defesa do ex-governador, Luciano Saldanha, afirmou que não se pronunciará sobre as testemunhas antes que elas sejam ouvidas. No documento, de 22 páginas, ele também não explica os motivos da escolha.    No entanto, a decisão de ouvir as testemunhas caberá ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Até o momento, Dom Orani não recebeu nenhuma intimação, assim como o reverendo, segundo a assessoria do religioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *