TRE de Pernambuco entrega ofício ao TSE com propostas sobre rezoneamento eleitoral no estado

Fachada do TSE

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) divulgou uma nota, nesta segunda-feira (19), onde criticou a expulsão do presidente e vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Alberisson Carlos e Nadelson Leite Costa, respectivamente. No texto, o grupo chamou o ato de autoritário.

No texto, a bancada afirma defender o restabelecimento do diálogo entre os representantes da Secretaria de Defesa Social e do Comando Militar e as associações militares “como forma de reverter o atual quadro de tensão vivido na corporação”. “Para isso, é fundamental que o governo possa reabrir a mesa de negociação com a categoria”, diz a nota.

Os opositores voltam a falar dos números do Pacto pela Vida, programa do Governo do Estado, afirmando que os cinco primeiros meses do ano foram os mais violentos do Pacto, com crescimento de 44% nos casos de homicídios em relação ao mesmo período do ano passado.

“Os parlamentares da bancada condenam a radicalização e se coloca à disposição do governo para ajudar a construir uma saída para a atual crise na segurança pública do Estado. A Oposição já apresentou uma série de sugestões ao governo, a exemplo da Frente Parlamentar da Segurança Pública; do gabinete de crise; da proposta de criação de dois assentos para o Poder Legislativo no comitê gestor do Pacto pela Vida; da intensificação do diálogo com as prefeituras, da ampliação da parceria com o Governo Federal na fiscalização nas divisas e do incremento da política de combate ao tráfico e prevenção ao consumo de crack”, afirmam os integrantes da bancada de oposição.

Por fim, na nota, o grupo afirma que vai acompanhar os desdobramentos do processo e faz um apelo ao governador Paulo Câmara (PSB) e ao secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, para que reavaliem a decisão. “O momento é de união de forças para o combate à criminalidade e ao crescimento da violência e o resgate da transparência e do debate com a sociedade, princípios essenciais do Pacto pela Vida, são fundamentais para construir uma saída para o quadro em que mergulhamos nos últimos três anos”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *