Rede pede ao STF anulação de decisão do TSE que absolveu Dilma e Temer

Resultado de imagem para julgamento da chapa dilma-temer no tse

A Rede Sustentabilidade pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal), nesta segunda (12), a anulação da decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que absolveu na última sexta (9) a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer. A reclamação ao STF pede um novo julgamento que aprecie os "fatos e provas colhidos pelos depoimentos dos executivos da empreiteira Odebrecht", que acabaram sendo desconsiderados pela maioria dos ministros do TSE. Dilma e Temer foram absolvidos por 4 votos a 3. O relator, Herman Benjamin, foi voto vencido no julgamento.

As quatro ações julgadas em conjunto pelo tribunal eleitoral foram movidas pelo PSDB entre o final de 2014 e início de 2015. Os tucanos acusaram a chapa Dilma-Temer de ter praticado abuso de poder político e econômico, o que teria desequilibrado a disputa.

De acordo com a Rede, prevaleceu no TSE o entendimento de que a inclusão dos depoimentos da Odebrecht no processo "representaria uma indevida ampliação do objeto" das ações.

"Ocorre que os fatos narrados em depoimentos prestados pelos executivos da Odebrecht não são estranhos à causa de pedir [formulada pelo PSDB]; ao contrário, consistem exatamente no abuso de poder econômico por mecanismos ilícitos de captação de recursos que consiste no eixo temático central da demanda formulada pelo PSDB", diz a Rede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *