Senado vota de surpresa pauta de aumento para o STF

Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

Em meio ao processo de transição de governo, o Senado decidiu nesta terça-feira (7) incluir na pauta de votação a análise de dois projetos que preveem reajuste para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e para procurador-geral da República. Os textos preveem que, a partir de junho de 2016, os salários de ministros do STF e do procurador-geral da República passariam de R$ 33,7 mil para R$ 36,7 mil e, a partir de janeiro de 2017, R$ 39,2 mil. Reajuste que podem ter um efeito de aumento nos vencimentos de juízes, procuradores, promotores e parlamentares de todo o país. O que causaria um impacto nas contas públicas de cerca de R$ 6 bilhões por ano. Uma bomba nas mãos, que deve estourar nas mãos do novo presidente eleito, Jair Bolsonaro.

O reajuste deve entrar na pauta desta quarta-feira (8). Mas para a votação ocorrer, o presidente da casa, Eunício Oliveira (MDB-CE) terá de designar um senador para relatar os projetos em plenário. O que deverá opinar favoravelmente ou contrariamente ao reajuste. Só depois disso, o texto é, de fato, votado.

A decisão de Oliveira colocar o assunto na pauta pegou de surpresa e contrariou vários senadores. A maioria acredita que o presidente forçou a votação sem aviso prévio. "Em oito anos que estou no Senado, nunca vi nada parecido: um presidente avocar uma matéria para ir ao plenário sem conversar com a comissão em que ela tramita", afirma disse o senador  Ricardo Ferraço (PSDB-ES). Apresentados pelo STF e pela PGR, os dois projetos foram aprovados pela Câmara em 2016.

SBT retira slogan 'ame-o ou deixe-o' em vinhetas da emissora

Foto: SBT/Reprodução

O SBT retirou de sua programação, nesta terça-feira (6), a vinheta com temática nacionalista que causou polêmica, ele diz: "Brasil, ame-o ou deixe-o”.

“A vinheta com o bordão ‘Brasil, ame-o ou deixe-o’ foi retirada do ar. A emissora cometeu um equívoco de não se atentar que este bordão foi forte na época do regime militar. A ideia das vinhetas é para dar mensagem de união, esperança e otimismo aos telespectadores brasileiros e aos que não são, porém vivem no país”, informou a assessoria de imprensa do SBT.

Nas redes sociais, usuários e políticos de diversos partidos se pronunciaram , muitos de forma negativa, a respeito das vinhetas da televisão de Silvio Santos.

Ame-o ou deixe-o
A frase ficou conhecida como um dos principais slogans do período da ditadura militar brasileira, associada à repressão de movimentos e ideias contrários ao governo. O slogan surgiu durante o governo de Emílio Garrastazu Médici, entre 1969 e 1974, período conhecido como Anos de Chumbo, em que os governantes tinham o poder de punir arbitrariamente os que fossem inimigos do regime ou como tal considerados.

Ao Diario, a assessoria de comunicação do SBT afirmou que não vai comentar o motivo da circulação dos vídeos por "questões estratégicas". De acordo com blog Notícias da TV, da Uol, uma fonte ligada ao canal afirmou que os vídeos foram feitos a pedido de Silvio Santos, como um apoio ao presidente eleito Jair Bolsonaro.

Daniela Mercury vai à Justiça contra deputado por injúria em vídeo do Facebook

Em apresentação no Festival de Garanhuns, em Pernambuco, Daniela criticou censura a uma peça em que Jesus seria interpretado por uma atriz trans - Foto: Felipe Souto Maior/Fundarpe

A cantora Daniela Mercury acionou a Justiça com uma queixa contra o deputado estadual da Bahia pastor sargento Isidório após o parlamentar ter publicado um vídeo com injúrias contra a artista. Nas imagens, ele se dirige à cantora, que havia criticado na mesma semana a censura a uma peça em que Jesus seria interpretado por uma atriz trans, chamando Daniela de "escrava de satanás", "puta", "endemoniada", entre outros xingamentos.

Os advogados da artista entraram com o pedido para condenação do parlamentar no dia 31 de outubro, e divulgaram a iniciativa nesta segunda-feira, 5. No pedido, a cantora diz que o vídeo, que foi publicado pelo parlamentar em sua página no Facebook e atingiu milhares de visualizações, contém "afirmações falsas e agressões absurdas".

Durante o Festival de Inverno de Garanhuns, em 21 de julho, a cantora criticou no palco a censura à peça. "Já que a gente tá falando de amor, me choca profundamente que os políticos desse país censurem uma peça de teatro, que censurem uma exposição de arte de grandes artistas. É de uma petulância absurda!".

Os advogados levaram à Justiça uma gravação desse discurso e sustentam que não houve ofensa a nenhuma religião, como o pastor dá a entender, assim como não houve xingamentos a Jesus, nem atribuição sobre a sua sexualidade. "Daniela não diz que Jesus é travesti", reforça a nota da equipe da cantora.

A artista diz que após a publicação do vídeo do parlamentar, que foi eleito deputado federal nas eleições deste ano pelo Avante, outras notícias falsas foram espalhadas sobre o seu posicionamento. "A partir do vídeo do deputado, onde há claramente o crime de injúria, com aumento de pena por ter se utilizado de meio que facilitou a propagação da ofensa (a internet), outras centenas de milhares de fake news envolvendo Daniela surgiram e até hoje são motivo de agressão à artista nas redes sociais, com ameaças de cancelamento de shows e pedidos de explicação à produção da artista", reforçou a equipe da cantora.

Polícia descobre golpe contra previdência na cidade de Orobó

Imagem: Polícia Civil/Divulgação

A Secretaria de Defesa Social , por meio da Polícia CIvil de Pernambuco, desencadeou nesta quarta-feira (7), a Operação Anticorrupção, que visa prender envolvidos com esquema fraudulento contra o instituto de previdência pública da cidade de Orobó, no Agreste. Os desvios envolvendo o esquema podem chegar R$ 2,6 milhões. Seis mandados de prisão e outros seis de busca e apreensão, expedidos pelo juiz Daniel Silva Paiva, da Comarca de Orobó, estão sendo cumpridos.

A investigação para apurar a fraude teve início em agosto passado e vem sendo coordenada pelo delegado Paulo Gondim e pelo promotor Rodrigo Altobello Ângelo Abatayguara, de Orobó. Os crimes foram cometidos com o Instituto de Previdência do Município de Orobó. Há indícios, segundo a Polícia, da prática de peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Pelas investigações, essa organização criminosa funcionava há três anos. Eles desviam valores em média de R$ 50 mil mensais para contas de pessoas próximas, jovens que sequer tem idade para ser aposentadas, valores que destoavam de todos os demais, que recebem em média um salário mínimo, enquanto essas pessoas retiravam entre R$ 15 a R$ 50 mil. "Somando tudo daria um total de R$ 2, 6 milhões. Os prejuízos para aqueles que queriam se aposentar e não conseguem, sem resposta, justamente por conta desses desvios", disse o promotor Rodrigo Abatayguara.

A partir de agora, a operação vai pedir a quebra de sigilo bancário e fiscal dos envolvidos. "Quando tivermos com a resposta, teremos condições de saber se há mais envlolvidos e se o esquema deu um prejuízo ainda maior. Se tiver mais gente envolvida, iremos chegar lá", comentou. Segundo o promotor, todos os envolvidos no golpe faziam parte do mesmo circulo de amizades. "A gente viu fotos deles em redes sociais, eles viajavam juntos. Se conhecem", disse. O delegado Rivelino Morais informou que vai rastrear o caminho do dinheiro desviado. "Desde a origem até as pessoas que foram beneficiadas", garantiu. As investigações também contararam com o apoio da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (Dintel).

STJ nega pedido de liberdade do prefeito do Cabo Lula Cabral

Resultado de imagem para lula cabral prefeito do cabo

O prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral, preso na Operação Abismo, suspeito de desviar R$ 92,5 milhões de recursos do instituto da previdência dos servidores do município, deve permanecer na prisão. O pedido de habeas corpus, solicitado por sua defesa, foi negado nesta terça-feira (6) pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. O recurso foi julgado pela ministra Laurita Vaz. Lula Cabral foi preso pela Polícia Federal e está no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel) desde 19 de outubro. Além do prefeito, outras 20 pessoas foram presas na mesma operação. No dia 22 de outubro, outro empresário foi preso na operação.

A decisão do STJ ainda será publicada no Diario Oficial do STJ. Segundo a certidão, Lula Cabral responde na Justiça por corrupção passiva e pelos "crimes praticados por funcionários públicos contra a administração em geral". De acordo com a denúncia da PF, os envolvidos no esquema receberam propina para fazer a transferência dos valores da previdência social do Cabo, equivalente a cerca de 50% do total do fundo, que pode  comprometer o pagamento futuro das aposentadorias.

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região já autorizou o sequestro e bloqueio de bens e valores depositados em contas em nome dos investigados. Os crimes que estão sendo imputados aos suspeitos são de lavagem de dinheiro, associação criminosa, crimes financeiros, corrupção ativa e passiva, cujas penas ultrapassam os 30 anos de reclusão.

Desde que a operação Abismo foi deflagrada já foram cumpridos 15 prisões e 9 suspeitos ainda continuam foragidos (todos em outros estados) num total de 23 prisões. A Polícia Federal continua empreendendo diligências visando a captura de todos os integrantes que ainda se encontram com as prisões preventivas em aberto.

Deputado Odacy Amorim explica voto pela criação do Departamento de Repressão ao Crime Organizado

Foto de Odacy Amorim falando ao microfone da tribuna da Alepe.O deputado Odacy Amorim (PT) foi à tribuna na tarde desta terça (6), esclarecer o voto favorável ao Projeto de Lei nº 2066/2018, que cria o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco). Para o parlamentar, o objetivo da proposição é “ampliar as ações de investigações no Estado”.

“Não votei para impedir qualquer apuração, nem para tirar delegada. Se a profissional está fazendo um bom trabalho, tem mais é que ser mantida”, registrou. “A discussão sobre esse tema precisa ser feita de maneira racional. A reclamação principal da Bancada de Oposição, no meu modo de entender, foi em relação aos prazos do projeto”, frisou o petista.

Segundo Amorim, um concorrente em Petrolina estaria tentando “se aproveitar politicamente” do posicionamento dele em relação ao projeto. “Graças a Deus, não tenho meu nome envolvido com a Lava Jato. Se essas pessoas fizeram algo errado no passado e temem investigações, que se posicionem”, comentou.

Eleição – O deputado também agradeceu aos eleitores pernambucanos pelos 40.050 votos recebidos para deputado federal em 2018. Apesar de a quantidade não ter sido suficiente para alcançar uma vaga na Câmara Federal, ele comemorou o resultado em Petrolina. “Tive mais votos no município que o ex-ministro Fernando Filho e, até mesmo, que o candidato a governador Júlio Lóssio, que foi prefeito. Isso mesmo sem o apoio de nenhum vereador da cidade”, destacou.

Delegado do caso Daniel diz que família mentiu em depoimento

Resultado de imagem para jogador daniel

Amadeu Trevisan, delegado da Polícia Civil de São José dos Pinhais, acredita que Cristiana Brittes e a filha Allana mentiram em depoimento prestado à polícia nesta segunda-feira. De acordo com o delegado, elas serão indiciadas por homicídio qualificado e coação de testemunhas.

"Eles estão mentindo", afirmou Amadeu Trevisan nesta terça-feira.

Trevisan relata que Edison Brittes Júnior, autor do assassinato de Daniel, marido de Cristiana e pai de Allana, teria combinado uma versão com as duas sobre o caso.

No depoimento à Polícia Civil, Cristiana disse que começou a gritar por socorro quando acordou com Daniel deitado sobre ela de cueca. A mulher contou que o marido foi o primeiro a entrar no quarto, depois de arrombar a porta.

Por sua vez, Allana relata que ouviu gritos na casa durante sua festa e que, ao chegar no quarto de seus pais, encontrou Edison segurando Daniel pelo pescoço, "como se o enforcasse".

Daniel foi encontrado morto no último dia 27 em uma plantação de pinos, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. O jogador pertencia ao São Paulo e estava emprestado para o São Bento (SP).

Daniel surgiu nas categorias de base do Cruzeiro. Antes de se tornar profissional, reforçou o Botafogo em 2013, no qual teve espaço na equipe principal e se destacou no ano seguinte. Em dezembro de 2014, chegou a conversar com o Palmeiras, mas foi reprovado nos exames médicos e acabou contratado pelo São Paulo.

Deputado Zé Maurício destaca lei que torna a capoeira patrimônio imaterial do Estado

A Lei Estadual n° 16.445/2018, que institui a capoeira como Patrimônio Cultural Imaterial de Pernambuco, foi tema do pronunciamento do deputado Zé Maurício (PP) na Reunião Plenária desta terça (6). Autor do projeto que deu origem à norma, ele destacou o potencial educativo e o papel social da manifestação popular.

“É uma prática pluriétnica que desequilibra a balança da desigualdade social e nos faz pensar criticamente outros paradigmas sociais”, afirmou o progressista, que aproveitou a oportunidade para agradecer a “sensibilidade do governador Paulo Câmara”. O chefe do Executivo sancionou a lei, na última semana, em cerimônia no Palácio Campos das Princesas.  

O parlamentar ressaltou, também, a “íntima relação” da capoeira com o surgimento de outro bem imaterial de Pernambuco, o frevo. “Nosso sonho é que a capoeira possa ter o mesmo reconhecimento, do Estado e da sociedade, que outros bens imateriais já possuem. O próprio frevo conta com um espaço público de promoção cultural”, afirmou, citando o Paço do Frevo, espaço cultural instalado no Recife.

Justiça atende pedido de liminar em ação civil do MPPE e determina interdição da cadeia pública de Taquaritinga do Norte com transferência de detentos

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) conseguiu na Justiça medida liminar para interdição da Cadeia Pública de Taquaritinga do Norte, após ação civil pública onde relatava a precariedade e a insalubridade do prédio, que gerava um ambiente prisional com riscos de doenças, da integridade física e até de fuga de presos.

O juiz de Direito Leonardo Batista Peixoto, reconhecendo a ausência de condições de segurança e de salubridade de presos e funcionários, decretou o lacre da cadeia e que as chaves sejam depositadas no cartório judicial, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00. Além disso, ele determinou a transferência urgente dos 15 presos que atualmente se encontram recolhidos no local para o Presídio de Santa Cruz do Capibaribe.

Na peça da ação civil, o MPPE relatou as condições sofríveis das instalações prisionais em Taquaritinga do Norte e salientou, inclusive, a existência de um buraco na parede da área do chuveiro, feito pelos presos com intenção de fuga em massa.

No relato do promotor de Justiça Hugo Eugenio Gouveia, munido de ofícios e fotografias, são denunciadas várias irregularidades estruturais. Entre elas: não há grades de proteção superior nas duas áreas de banho de sol; a guarita de vigilância não tem proteção o policial militar, a escada que dá acesso a guarita superior fica próxima da cerca elétrica, com risco de danos físicos; existência de diversos furos e rachaduras nos muros e paredes das celas e áreas de banho de sol, possibilitando evasões; parte da cerca elétrica da cadeia está solta por falta de manutenção; foram construídas moradias justapostas ao muro da cadeia, facilitando fugas ou invasões; a encanação de água e de tubos de energia estão expostos na área de acesso a cadeia, com risco de choques elétricos a policiais e visitantes; a grade que leva ao pátio do banho de sol se encontra com ferrolhos soltos e rachaduras na parede; faltam cadeados em diversas grades da cadeia; etc.

Segunda Câmara do TCE mantém rejeição das contas do exercíco financeiro de 2014 de Luciano Duque

Resultado de imagem para luciano duque

A Segunda Câmara do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) julgou nesta terça (6), os Embargos de Declaração interpostos pelo atual prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, em face do Parecer Prévio que, recomendou à Câmara Municipal de Serra Talhada a rejeição das suas contas, relativas ao exercício financeiro de 2014.

No julgamento, a Segunda Câmara da Corte de Contas, à unanimidade, conheceu dos presentes Embargos de Declaração e, no mérito, NEGOU-LHES PROVIMENTO, mantendo a rejeição das referidas contas.

Municípios de Pernambuco com dificuldades para pagar o 13º

Resultado de imagem para 13° salario

Assim como os Estados, as prefeituras também terão dificuldade para pagar os benefícios de seus funcionários. O prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Associação dos Municipalista de Pernambuco, José Patriota (PSB), disse que 2018 deve ser um ano ainda mais duro para que os prefeitos cumpram com a obrigação do 13º salário.

“Eu acho que será mais difícil, está horrível a situação, mas teremos um balanço após a reunião do dia 26 de novembro. Houve queda (de arrecadação) recente, a pressão de demandas da sociedade aumenta a cada ano e o dinheiro não. Tudo isso deságua no município, os programas são sub-financiados e o recurso não chega nas cidades”, disse Patriota em referência ao Pacto Federativo. Os prefeitos defendem uma revisão do pacto alegando que os recursos ficam concentrados em Brasília e não chegam para Estados e municípios.

Deputado Isaltino Nascimento critica escolha de Sérgio Moro para Ministério da Justiça e é vaiado na Alepe

Em discurso nesta segunda (5), o deputado Isaltino Nascimento (PSB) criticou a decisão do juiz federal Sérgio Moro de aceitar o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para assumir o comando Ministério da Justiça. Para o parlamentar, líder do Governo na Assembleia, a atitude coloca em dúvida a imparcialidade do magistrado na condução dos processos referentes ao ex-presidente Lula na Operação Lava Jato.

“A máscara de Moro caiu. Viemos à tribuna mostrar que a visão imparcial do juiz não existe e que ele assumirá um ministério de um governo reacionário e atrasado”, afirmou Nascimento. Na avaliação do socialista, a entrega do comando do ministério a Sérgio Moro e a promessa de uma vaga futura no Supremo Tribunal Federal (STF) representam “um prêmio para aquele que foi o algoz do candidato (Lula) que disputaria os votos com o presidente eleito”.

“Sérgio Moro não tem condição moral de ocupar o ministério”, acrescentou o governista, que qualificou como “questionáveis” e “dúbias” outras posições do magistrado. Nascimento citou a divulgação de uma escuta telefônica não autorizada da ex-presidente Dilma Rousseff, a condenação de Lula no processo referente ao triplex do Guarujá (SP) e a exposição de parte da delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci às vésperas do primeiro turno das eleições presidenciais deste ano.

O discurso de Isaltino Nascimento motivou reações contrárias de pessoas que acompanhavam, das galerias, a Reunião Plenária. “Nós sabemos viver com indivíduos e segmentos de posicionamentos contrários. Mas precisamos estar atentos porque vivemos em um tempo em que pessoas tentam impor seu ponto de vista e calar a voz daqueles que se contrapõem”, argumentou.

Presidente da Alepe, o deputado Eriberto Medeiros (PP) pediu “respeito ao ambiente”. “Temos um deputado discursando. O Regimento Interno da Alepe determina que, em casos como esse, esvaziemos as galerias. Espero que não seja necessário, mas, se for preciso, teremos que fazer”, anunciou.

Na sequência, Edilson Silva (PSOL) foi à tribuna defender que “o direito de ocupação das galerias seja garantido e que quem as ocupe perceba a importância de o fazer da forma mais democrática possível”. Ele analisou que, atualmente, organizações de direita estão tomando as ruas, prática historicamente mais vinculada a movimentos de esquerda. “É preciso que encontremos um espaço de convivência republicana, onde as visões possam se atritar dentro de um ambiente de civilidade”, observou.

Já Romário Dias (PSD) interrompeu o seu discurso sobre a Exposição Nordestina de Animais por conta das vaias e manifestações do público presente. “É necessário ter um pouco mais de educação nessas manifestações, uma educação que não vem da escola, mas do berço e da família, e que ensina a respeitar o próximo como a si mesmo.”

Após polêmica, jornalistas são liberados para acompanhar sessão no Senado

Foto: Senado Federal

A Direção-Geral do Senado voltou atrás na decisão de proibir a presença de jornalistas e veículos de comunicação no plenário da Sessão Comemorativa dos 30 anos de Promulgação da Constituição Federal, na manhã desta terça-feira (6). O evento conta com a presença de autoridades, parlamentares, e também do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). A informação foi confirmada pelo Correio com a assessoria de imprensa do órgão.

Na segunda-feira (5), o Senado tinha proibido a entrada de jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas no plenário da Câmara. Por meio de nota, o Senado escreveu que "o acesso ao plenário será restrito às autoridades, parlamentares, e servidores (as) autorizados (as). Assessorias parlamentares deverão se dirigir às galerias para assistir à sessão".

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), no entanto, liberou o acesso da imprensa. Os jornalistas que já tinham acesso previamente ao plenário puderam participar da solenidade, que teve início às 10h. Apesar do esquema de segurança ser comum quando há a reunião do presidente da República e de outras autoridades dos Três Poderes, a medida de proibir a entrada da imprensa no plenário é distinta da postura adotada pelo Congresso em outros grandes eventos.

Essa é a primeira vez que Bolsonaro desembarca em Brasília como presidente eleito. Ele e o presidente Michel Temer devem se reunir nesta quarta-feira (7) para discutir a transição de governo.

PF e PM erradicam 11 mil pés de maconha e apreendem 15 quilos da erva pronta para consumo em Cabrobó

Onze mil pés de maconha foram erradicados e destruídos em Cabrobó durante uma operação conjunta comandada pelas polícias Federal e Militar em Pernambuco. Também foram apreendidos cerca de 15 quilos da erva pronta para consumo. Os plantios e maconha foram localizados nos dias 1° e 2 deste mês. O resultado da operação foi divulgado nesta terça-feira (6) pela Polícia Federal, no Recife.

De acordo com a PF, a apreensão foi realizada após a PF receber informações da existência de plantio na área. Os policiais militares e federais, então, se dirigiram para os locais indicados e conseguiram efetuar a erradicação e destruição dos plantios, além da apreensão da maconha pronta. Ao chegar no local todo o plantio foi incinerado, sendo uma amostra coletada e a droga apreendida apresentadas na Delegacia da Polícia Federal de Salgueiro.

No terreno, ninguém foi localizado e por isso não houve prisão. Um inquérito policial foi instaurado e caso o terreno possua algum proprietário, ele poderá ser indicado por tráfico de drogas, cujas penas podem chegar a 15 anos de reclusão e também poderá perder a sua propriedade para a reforma agrária.

O ciclo produtivo da cannabis é acompanhado de perto por policiais federais e quando vai se aproximando o período da colheita novas ações são realizadas coibindo assim a secagem e a consequente introdução no mercado consumidor (pontos de vendas de drogas).

Segundo a PF, as constantes operações policiais de erradicação de maconha no sertão de Pernambuco, não tem dado tempo ao traficante daquela região em produzir a droga em seu pleno desenvolvimento, o que tem levado a importação da droga do Paraguai. Isto também está demonstrado pelo aumento das apreensões feitas pela Polícia Federal de maconha vinda daquele país vizinho.

Segundo a PF, caso os 15 mil pés fossem colhidos e prensados, daria para fazer cinco toneladas de maconha. Assim com essas operações consecutivas a Polícia Federal e forças de segurança de Pernambuco contribuem significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga em nosso estado como também em outros estados da região nordeste, evitando assim a escalada da violência tais como: assaltos, furtos, homicídios, assassinatos, acertos de contas, porque geralmente essas ocorrências giram em torno do tráfico de drogas. Cada ponto de venda de droga desabastecido, significa um foco a menos de violência.

Show gratuito de Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença na Festa de Zé Dantas, em Carnaíba

O trio fará o encerramento da festa. Foto: Marcos Hermes/Divulgação.

Até este sábado (10), a cidade de Carnaíba, vivencia a 25ª edição da festa de Zé Dantas, que homenageia o parceiro de Luiz Gonzaga. Os festejos no município serão encerrados com show d'O Grande Encontro, com Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença.

O primeiro show do então quarteto, em 1996, aconteceu no estádio Canecão, no Rio de Janeiro. À época, o cancioneiro era apresentado de forma mais acústica, característica mudada na nova fase, tida como mais "elétrica" e "percussiva".  Anunciação, Banho de cheiro, Dia branco, Tropicana, Moça bonita, Caravana, Belle de Jour, Canção da despedida, Coração bobo, Táxi lunar e Bicho de sete cabeças.  

O evento em Carnaíba ofereceu ainda durante toda a semana, oficinas de música, exibição do filme Psiu, lançamento do livro Baião de Dois, de Mundicarmo Maria Ferrete, e apresentações de cantatas e de bandas de pífanos. Entre as apresentações musicais estão Fulô do Mandacaru, Genailson do Acordeon, Santanna. Os shows sempre terão início às 22h.

SEXTA 09/11 - Genailson do Acordeon, Fulô de Mandacarú

SÁBADO 10/11 - Santanna o Cantador, O Grande Encontro (Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo)

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE