Governo de Pernambuco divulga nova data de avaliação psicológica do concurso das Polícias Civil e Científica

Resultado de imagem para policia civil e cientifica de pernambuco

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) divulgou nova data para a realização da avaliação psicológica para candidatos aprovados no concurso das polícias Civil e Científica. O teste será feito no dia 7 de maio. A pasta havia anulado essa fase do certame após uma recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) devido à existência de cadernos rasurados.

Sendo assim, o candidato deverá acessar, a partir do dia 2 de maio, o site da banca examinadora para verificar seu local de prova e os horários de realização do teste. O resultado dessa etapa está previsto para publicado no Diário Oficial do Estado e divulgado no mesmo endereço eletrônico acima no dia 22 de maio.

“A avaliação psicológica será reaplicada, para os candidatos aprovados na prova de capacidade física, nos termos a seguir, em virtude de terem sido identificados riscos e rasuras nos cadernos utilizados para a realização dos testes, o que levou o Poder Executivo Estadual a fazer uso do princípio da autotutela e providenciar a sua reaplicação, junto à instituição organizadora do certame”, o texto do edital.

`Vamos ocupar Brasília`, diz presidente da CUT

Resultado de imagem para vagner gomes - cut

As centrais sindicais que organizaram a greve geral de ontem afirmam que não contabilizaram números de adesões, mas, segundo a Força Sindical, mais de 40 milhões de pessoas pararam ou fizeram manifestações em todos os Estados. De acordo com as entidades, a última grande greve no País, em 1989, contra o Plano Verão, do governo Sarney, teve 35 milhões de adesões.

"Fizemos a maior greve da história", afirma o presidente da CUT, Vagner Gomes. "Foi uma resposta ao presidente Michel Temer e ao Congresso de que a sociedade não concorda com o fim da CLT, da aposentadoria e com a terceirização."

Pressões para que as reformas sejam negociadas vão continuar e uma nova greve geral não está descartada. O próximo passo é tentar convencer os senadores a rejeitarem a reforma trabalhista já aprovada na Câmara. "Vamos ocupar Brasília para que o Senado não vote as reformas", avisa Gomes.

Abatedouro de jumentos descoberto em Alagoinha

Resultado de imagem para jumento no sertao

A Polícia Militar encontrou um abatedouro de jumentos na área rural de Alagoinha, no Agreste pernambucano. Agora, a PM continua procurando o homem acusado de comandar clandestinamente o estabelecimento.

Após checar uma denúncia de furto de um animal, os policiais foram até o Sítio São José, na área rural da cidade, e receberam informações de que além de roubar jumentos para abater, o responsável ainda fornecia a carne para estabelecimentos comerciais da região.

No local, a polícia foi recebida pela esposa do acusado e, dentro da casa, apreenderam duas espingardas artesanais, um machado, duas foices, uma porção de chumbinhos e uma chaira estriada.

O material apreendido e as testemunhas, inclusive a esposa do acusado, foram levados para a delegacia de Pesqueira para que fossem tomadas as providências legais cabíveis para o caso.

Ato público contra reformas do governo Temer, em Pernambuco, foi o maior do Brasil

Resultado de imagem para carlos veras pernambuco

O presidente da CUT de Pernambuco, Carlos Veras, comemorou o resultado da greve geral no estado, na tarde deste sábado (29). Segundo ele, Pernambuco realizou o maior ato público do Brasil, com cerca de 200 mil manifestantes nas ruas. Os números foram superiores aos de São Paulo - 70 mil - estado que tem o maior colégio eleitoral do país.

O evento começou na Praça do Derby a partir das 14h da tarde de ontem e se estendeu até cerca de 19h30. A passeata seguiu pela Avenida Conde da Boa Vista, que ficou nos trends tópicos do Twitter, e terminou na Avenida Guararapes. Os protestos no Brasil e no estado foram contra as reformas trabalhista e da Previdência.

A primeira foi aprovada na Câmara dos Deputados na última quarta-feira. A segunda está em tramitação no Congresso. O governo Michel Temer, inclusive, acredita ter avançado nas negociações de bastidores para votar a reforma da Previdência. Os deputados, contudo, não querem declarar o voto antecipadamente com receio de pressões da sociedade. “Foi um dia para entrar para a história”, comemorou Veras. “Pernambuco tem uma tradição de luta desde a época das Ligas Camponesas. Aqui no estado, desde a época de enfrentamento ao golpe (contra Dilma), realizamos um dos maiores atos, tanto em defesa da democracia como em defesa dos direitos dos trabalhadores, isso reconhecido no Brasil inteiro”, completou.

Protesto contra as reformas aconteceu em Afogados da Ingazeira

Greve Geral: de forma pacifica Afogados protestou contra reformas
(Foto: André Luis)

A exemplo de como aconteceu em várias cidades brasileiras, em Afogados da Ingazeira também aconteceu uma manifestação na manhã desta sexta (28) contra as reformas da Previdência e Trabalhista propostas pelo governo federal.

O ato aconteceu de forma pacífica onde pessoas de Afogados da Ingazeira (zona rural e urbana) e de outros municípios, se concentraram em frente ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Afogados da Ingazeira de onde saíram em caminhada por algumas ruas do centro com a parada final na Praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara.

Várias categorias estiveram participando. A diocese de Afogados da Ingazeira esteve representada por vários padres que permaneceram no ato desde o início até o seu final.

Comandantes e chefes das polícias de PE são orientados a proibir 'bico' de policiais de folga

Resultado de imagem para corregedoria da sds de pernambuco

A Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) emitiu nesta sexta-feira (28) uma orientação aos comandantes e chefes das polícias Civil e Militar para proibir o trabalho de segurança privada nos horários de folga dos policiais. A recomendação ressalta que a tropa deve ter dedicação integral e exclusiva ao serviço público.

“A recomendação visa coibir o chamado 'bico' ou 'viração', quando policiais atuam em seus horários de folga em vigilância, segurança privada, escolta e outros serviços contratados”, diz o texto.

Segundo a SDS, esse tipo de atuação configura transgressão disciplinar. Sendo assim, o policial que insistir poderá sofrer um procedimento administrativo ou, até mesmo, ser expulso da corporação.

“Há exceções constitucionalmente permitidas de atividades profissionais paralelas à carreira policial, como lecionar, ainda assim com anuência da chefia e nos horários de folga, sem prejuízo ao serviço público”, completa a orientação.

Para o presidente do Sindicato de Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), Áureo Cisneiros, a determinação só serve para constranger e desmotivar ainda mais o policial. “O policial está ganhando mais fora e trabalhando menos. Essa orientação constrange mais o policial, que já está desmotivado. Toda semana o governo cria situações para desmotivar ainda mais os policiais”, acredita.

Por telefone, o presidente da Associação de Praças de Pernambuco (Aspra-PE), José Roberto Vieira, disse que vai ler o documento antes de se pronunciar sobre a recomendação.

Já o vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS-PE), Nadelson Leite, acredita que a orientação é uma forma "ditatorial” de obrigar o policial a fazer Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES). “A tropa já está desmotivada. O secretário de Defesa Social [Angelo Gioia] está perseguindo e assediando moralmente os policiais”, comentou.

Perante líderes muçulmanos, papa pede fim da violência em nome de Deus

Resultado de imagem para papa no egito

O papa Francisco pediu em discurso feito a líderes muçulmanos reunidos no Cairo nesta sexta-feira (28), que digam "um não forte e claro" a toda violência cometida em nome de Deus e alertou contra a "instrumentalização" da religião por parte de projetos de poder. As informações são da agência espanhola EFE.

"Vamos repetir um 'não' forte e claro a qualquer forma de violência, vingança e ódio cometido em nome da religião ou em nome de Deus", disse o pontífice na Conferência Internacional de Paz, que termina hoje na capital egípcia.

O papa também advertiu nesse fórum organizado pela Universidade islâmica de Al-Azhar, instituição de referência para os muçulmanos sunitas, que os responsáveis religiosos precisam "desmascarar a violência que se disfarça de suposta sacralidade".

Investigação sobre assédio de José Mayer é extinta porque vítima não prestou queixa

Resultado de imagem para jose mayer

A figurinista Susllem Tonani desistiu de incriminar José Mayer, depois de acusá-lo de assédio sexual nos bastidores da novela A lei do amor. A decisão foi oficializada na Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, onde ela esteve na última quarta-feira (26), pedindo para que as investigações não fossem adiante. Procurada pelo Viver, a assessoria de imprensa da Defensoria afirmou que não vai se pronunciar, pois o caso corre sob sigilo de justiça.

Susllem recusou três convites para comparecer de forma espontânea à 32ª Delegacia Policial da capital carioca, e uma intimação emitida pela mesma delegacia para abrir inquérito sobre o caso. Ao Viver, a assessoria da Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou que o inquérito foi encerrado. De acordo com o órgão, neste tipo de crime só pode prosseguir com as investigações se a vítima oficializar a acusação. Como Susllem manifestou o desejo de representar contra o ator, automaticamente o processo é finalizado.

O episódio de assédio nos estúdios da TV Globo veio à tona em 31 de março, por meio de um depoimento de Susllem Tonani ao blog Agora é que São Elas, da Folha de São Paulo. Entre os constrangimentos de que a profissional disse que foi vítima, estão toques não permitidos e insinuações obscenas. Mayer, a princípio, negou as acusações. Pouco depois, em 4 de abril, publicou uma carta aberta pedindo desculpas pelo que chamou de "brincadeiras de cunho machista".

Mensagem da CNBB aos trabalhadores (as) do Brasil: “Encorajamos a organização democrática e mobilizações pacíficas”

AOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL

MENSAGEM DA CNBB

“Meu Pai trabalha sempre, portanto também eu trabalho” (Jo 5,17)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, reunida, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida – SP, em sua 55ª Assembleia Geral Ordinária, se une aos trabalhadores e às trabalhadoras, da cidade e do campo, por ocasião do dia 1º de maio. Brota do nosso coração de pastores um grito de solidariedade em defesa de seus direitos, particularmente dos 13 milhões de desempregados.

O trabalho é fundamental para a dignidade da pessoa, constitui uma dimensão da existência humana sobre a terra. Pelo trabalho, a pessoa participa da obra da criação, contribui para a construção de uma sociedade justa, tornando-se, assim, semelhante a Deus que trabalha sempre. O trabalhador não é mercadoria, por isso, não pode ser coisificado. Ele é sujeito e tem direito à justa remuneração, que não se mede apenas pelo custo da força de trabalho, mas também pelo direito à qualidade de vida digna.

Ao longo da nossa história, as lutas dos trabalhadores e trabalhadoras pela conquista de direitos contribuíram para a construção de uma nação com ideais republicanos e democráticos. O dia do trabalhador e da trabalhadora é celebrado, neste ano de 2017, em meio a um ataque sistemático e ostensivo aos direitos conquistados, precarizando as condições de vida, enfraquecendo o Estado e absolutizando o Mercado. Diante disso, dizemos não ao “conceito economicista da sociedade, que procura o lucro egoísta, fora dos parâmetros da justiça social” (Papa Francisco, Audiência Geral, 1º. de maio de 2013).

Nessa lógica perversa do mercado, os Poderes Executivo e Legislativo reduzem o dever do Estado de mediar a relação entre capital e trabalho, e de garantir a proteção social. Exemplos disso são os Projetos de Lei 4302/98 (Lei das Terceirizações) e 6787/16 (Reforma Trabalhista), bem como a Proposta de Emenda à Constituição 287/16 (Reforma da Previdência). É inaceitável que decisões de tamanha incidência na vida das pessoas e que retiram direitos já conquistados, sejam aprovadas no Congresso Nacional, sem um amplo diálogo com a sociedade.

Irmãos e irmãs, trabalhadores e trabalhadoras, diante da precarização, flexibilização das leis do trabalho e demais perdas oriundas das “reformas”, nossa palavra é de esperança e de fé: nenhum trabalhador sem direitos! Juntamente com a Terra e o Teto, o Trabalho é um direito sagrado, pelo qual vale a pena lutar (Cf. Papa Francisco, Discurso aos Movimentos Populares, 9 de julho de 2015).

Encorajamos a organização democrática e mobilizações pacíficas, em defesa da dignidade e dos direitos de todos os trabalhadores e trabalhadoras, com especial atenção aos mais pobres.

Por intercessão de São José Operário, invocamos a benção de Deus para cada trabalhador e trabalhadora e suas famílias.

Aparecida, 27 de abril de 2017.

PT terá de devolver R$ 5,6 milhões por contas de 2011 parcialmente desaprovadas

Sessão plenária do TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (27) pela desaprovação parcial da prestação de contas do Partido dos Trabalhadores (PT) referente ao exercício financeiro de 2011. A legenda também deverá fazer o ressarcimento ao erário do valor de R$ 5.623.893,50.

Como punição às irregularidades encontradas, os ministros decidiram suspender por um mês a cota do Fundo Partidário a que o PT tem direito. Essa suspensão deverá ser de forma parcelada em duas vezes. Ou seja, suspensão de 50% do repasse no primeiro mês e 50% no segundo mês após o trânsito em julgado da decisão.

Dupla é presa suspeita de matar agente penitenciário em Afogados da Ingazeira

Resultado de imagem para agente penitenciario morto em afogados da ingazeira

Dois homens foram presos suspeitos de matar um agente penitenciário em Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco. O crime ocorreu em janeiro deste ano e as prisões foram nesta quinta-feira (27) durante a Operação Duas Rodas.

A operação tinha como objetivo cumprir seis mandados de prisão preventiva e outros seis de busca e apreensão. Outro suspeito do crime foi preso em fevereiro, e três continuam foragidos, conforme informou a Polícia Civil.

"Um dos suspeitos é lutador de jiu-jítsu, faixa preta. Outro é ex-policial militar do Rio Grande do Norte, e foi afastado porque respondia pelo crime de extorsão mediante sequestro. A vítima foi covardemente agredida. Foi um homicídio triplamente qualificado", detalhou o delegado de Afogados da Ingazeira, Germano Ademir de Souza Lima.

Renan diz que reforma trabalhista aprovada na Câmara não passará no Senado

Resultado de imagem para renan calheiros

Em novas críticas à reforma trabalhista, o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), declarou nesta quinta-feira, 27, que o texto não passará no Senado da forma como foi aprovado na quarta-feira, 26, na Câmara dos Deputados. O peemedebista também afirmou que não é "da melhor tradição o presidente da República não falar aos trabalhadores no 1º de maio".

"Não acredito que essa reforma saia da Câmara e chegue aqui, ao Senado Federal - reforma de ouvidos moucos -, sem consultar opiniões; reforma que só interessa à banca, ao sistema financeiro, rejeitada em peso e de cabo a rabo pela população; reforma tão malfeita, que chega a constranger e a coagir a base do próprio Governo. Por isso ela vai e volta, de recuo em recuo", declarou.

Renan avalia que a reforma é "injusta", porque retira direitos dos trabalhadores. "Ela rebaixa os salários. Isso é sua consequência mais imediata e perversa. Ela pretende deixar o trabalhador sem defesa, condenado a aceitar acordos que reduzem a remuneração, suprimem reajustes e revogam garantias no emprego. Todos sabemos que acordos forçados em plena recessão, com 13 milhões de desempregados e com o desemprego aumentando mês a mês, é pedir que se aceite a crueldade como caridade", criticou.

Artistas analisam projeto de lei que reconhece brega como expressão cultural de Pernambuco

Resultado de imagem para dia do brega em pernambuco

Um projeto de Lei do deputado estadual Edilson Silva (PSOL), que promete reconhecer o brega como expressão artística genuinamente pernambucana, foi aprovado em primeira discussão na última terça-feira (25) na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). A notícia foi comemorada por artistas, produtores e entusiastas do ritmo no estado, que viram na proposta uma oportunidade de maior viabilização de trabalhos e agora torcem para que o texto seja aprovado em uma segunda sessão e, assim, siga para sanção do governador Paulo Câmara.

A iniciativa representa a inclusão do brega junto a ritmos como o maracatu, ciranda, coco, frevo, afoxé, forró, caboclinho, baião, mangue beat, cavalo marinho, bumba meu boi, pastoril, reisado, toré, capoeira, repente, urso e mazurca na lista da Fundação de Cultura do Estado de Pernambuco (FUNDARPE), que elenca expressões culturais do estado. Na prática, isso significa mais trabalhos para os artistas do gênero, já que a Lei nº 14.679, de 2012, institui que governos estadual e municipal devem prever a reserva de pelo meos 60% das vagas de eventos com apresentações artísticas nas áreas de música, teatro, dança e literatura para artistas e grupos citados na relação.

Após voto a favor da reforma trabalhista, Cadoca é expulso do PDT

Resultado de imagem para cadoca deputado federal

Em nota oficial, o Partido Democrático Trabalhista (PDT), informou a expulsão do deputado Carlos Eduardo Cadoca. O motivo foi o fato de o parlamentar ter votado a favor da reforma trabalhista, aprovada na noite de ontem.

Na nota, assinada pelo presidente nacional do PDT, o partido afirma que ainda que "a medida vai ao encontro de decisão tomada na última Convenção nacional do PDT (...) onde o Diretório Nacional fechou questão contrária às reformas do atual governo que ataca e retira direitos dos trabalhadores". 

Reforma trabalhista: veja como os deputados de Pernambuco votaram

Projeto que flexibiliza a legislação trabalhista é aprovado pelo Plenário da Câmara e segue para o Senado. Críticos da proposta veem nela o maior ataque aos direitos trabalhador brasileiro na história. Defensores afirmam que ela é importante para reduzir o desemprego.
Só oito partidos orientaram voto contra a reforma trabalhista: PT, PDT, Psol, PCdoB, Rede, PSB, SD e PMB. O PHS liberou a bancada. Os demais apoiaram a reforma. Dos deputados federais do PSB de Pernambuco, apenas Fernando Filho e Marinaldo Rosendo votaram a favor.
Veja como cada deputado de Pernambuco votou:
Adalberto Cavalcanti PTB Sim (Zeca Cavalcanti)
André de Paula PSD Sim
Augusto Coutinho Solidariede Sim
Betinho Gomes PSDB Sim
Bruno Araújo PSDB Sim
Carlos Eduardo Cadoca PDT Sim
Daniel Coelho PSDB Sim
Danilo Cabral PSB Não
Eduardo da Fonte PP Não
Fernando Coelho Filho PSB Sim
Fernando Monteiro PP Sim
Gonzaga Patriota PSB Não
Jarbas Vasconcelos PMDB Sim
João Fernando Coutinho PSB Sim
Jorge Côrte Real PTB Sim
Kaio Maniçoba PMDB Sim
Luciana Santos PCdoB Não
Marinaldo Rosendo PSB Sim
Mendonça Filho DEM Sim
Pastor Eurico PHS Não
Ricardo Teobaldo PTN Sim
Silvio Costa PTdoB Não
Tadeu Alencar PSB Não
Wolney Queiroz PDT Não
Total Pernambuco: 24

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE