Lei contra abuso deve ser votada no Senado, e procuradores reagem

Senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da delegação, concordou com a retirada do grupo do evento: roberto-requiao-02-original.jpeg

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado deve votar nesta quarta-feira, em caráter de urgência, o relatório do projeto de lei de abuso de autoridade, que prevê punições para ocupantes de cargos públicos que se excedam no desempenho de suas funções. A iniciativa desperta a oposição da força-tarefa da Operação Lava Jato, principalmente do Ministério Público Federal, que gravou um vídeo pedindo mobilização da sociedade contra a proposta.

“Os políticos tentam calar as autoridades novamente”, afirma no vídeo a procuradora Isabel Cristina Groba Vieira. Já outro procurador, Carlos Fernando Lima, diz que “todos somos contra o abuso de autoridade, mas não é isso que está em discussão”.  “Esse projeto promove uma verdadeira vingança contra a Lava Jato. O que querem é processar o policial que investiga, o procurador que denuncia e o juiz que julga.” “Admitir isso é calar de vez a força-tarefa e o próprio juiz Sergio Moro”, afirma Deltan Dallagnol, que coordena a equipe da Lava Jato no MPF.

O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti, afirmou que a última versão do projeto abre caminho para que pessoas poderosas possam se vingar de servidores públicos, como integrantes do Ministério Público, magistrados e policiais. Para ele, o parecer de Requião inova ao permitir que qualquer cidadão, e não apenas o Ministério Público, como prevê a atual legislação, possa mover ações por abuso de autoridade. “Quem é que vai usar este artigo? O pobre que foi exposto sem camisa quando foi preso? Esse pobre vai ter condições de processar? Não, vai servir para as pessoas que têm poder político e econômico. Vão contratar advogados para processar o MP, a polícia e o juiz”, afirmou. “Será uma vingança privada e localizada”, acrescentou.

Para piorar o clima entre Senado e MPF, o relator do projeto, senador Roberto Requião (PMDB-PR), ignorou sugestão feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para colocar no texto que “não configura abuso de autoridade a divergência na interpretação de lei ou na avaliação de fatos e provas, desde que bem fundamentada”. A ideia era impedir que juízes pudessem ser punidos pela chamada hermenêutica, ou seja, a interpretação do texto legal e que possa ser alvo da lei de abuso de autoridade caso, por exemplo, sua decisão seja revista por uma instância superior.

O projeto é de autoria do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), um dos principais investigados na Lava Jato. A votação do texto nesta quarta-feira dependerá do quórum da sessão. Às vésperas de mais um feriado, é possível que a sessão esteja esvaziada, o que impossibilitaria a apreciação. Por se tratar de um relatório diferente, também pode haver pedido de vista (mais tempo para análise), o que postergaria a votação mais uma vez. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), também alvo da Lava Jato, quer colocar o projeto em votação no plenário da Casa em maio.

Pesquisa CUT/Vox Populi mostra Lula como favorito para eleições presidenciais

Resultado de imagem para lula é o favorito para 2018

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece como favorito para vencer as eleições presidenciais em todos os cenários de primeiro e segundo turnos na pesquisa CUT/Vox Populi, realizada entre os dias 6 e 10 de abril e divulgada nesta terça-feira, 18, pela Central Única dos Trabalhadores (CUT).

No cenário em que o candidato do PSDB à Presidência é o senador Aécio Neves (MG), Lula aparece com 44% das intenções de voto, contra 9% do tucano. Na pesquisa de dezembro do ano passado, Lula tinha 37% e Aécio, 13%. O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) subiu de 7% para 11% na mesma comparação. A líder do partido Rede Sustentabilidade, Marina Silva, se manteve com 10% e Ciro Gomes (PDT-CE) com os mesmos 4%.

Com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) na disputa, Lula venceria com 45% dos votos, contra 12% de Bolsonaro, 11% de Marina Silva, 6% de Alckmin e 4% de Ciro Gomes. Na pesquisa de dezembro, Lula tinha 38%; Alckmin, 10%; Bolsonaro, 7%; Marina Silva, 12%; e Ciro Gomes, 5%.

A pesquisa colocou ainda o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), como candidato do PSDB. Ele teria 5% das intenções de voto, a mesma quantidade de Ciro Gomes. O ex-presidente Lula aparece com 45% das intenções de voto. Marina e Bolsonaro empatam com 11%. Em dezembro, não houve um cenário com Doria no levantamento.

Segundo turno. Nas simulações de um eventual segundo turno nas próximas eleições presidenciais, a pesquisa do Instituto Vox Populi mostra Lula vencendo de todos os adversários. A vitória com a maior vantagem para Lula seria se o concorrente fosse Doria: o petista venceria por 53% contra 16% do prefeito.

Enfrentando Alckmin, Lula teria 51% dos votos válidos contra 17% do tucano. Se o candidato fosse Aécio, o ex-presidente levaria 50% dos votos válidos e o senador teria 17%. Contra Marina, Lula venceria as eleições por 49% a 19%. A pesquisa não divulgou nenhuma simulação em que Lula não estaria no segundo turno.

Pesquisa espontânea. No voto espontâneo, quando os entrevistados falam em quem votariam sem uma lista de nomes, Lula tem 36% das intenções de voto. Doria aparece com 6%; Aécio, 3%; Marina, 2%; o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Alckmin têm 1%.

Apesar da vitória de Lula em todos os cenários, 66% dos entrevistas acham que Lula cometeu erros, apesar de ter feito "muito mais coisas boas pelo povo e pelo Brasil". Esse índice era de 58% em dezembro.

Sobre os governos petistas, a pesquisa mostra que 58% dos brasileiros acham que a vida melhorou com Lula e Dilma Rousseff no governo. Por outro lado, 13% disseram que piorou e 28% responderam que nem melhorou, nem piorou.

A pesquisa entrevistou 2.000 pessoas em 118 municípios de todos os Estados e do Distrito Federal. A margem de erro é de 2,2%, com um índice de confiança de 95%.

STF nega recurso do Fla, e Sport segue como o único campeão de 87


Os torcedores fizeram festa no twitter

O Supremo Tribunal Federal indeferiu, por 3 votos a 1, o recurso impetrado pelo Flamengo contestando a decisão da Justiça que apontou o Sport como único campeão brasileiro de 1987. A discussão nos tribunais se arrasta por anos, mas a decisão desta terça da Primeira Turma do STF tem pouca, ou nenhuma, chance de ser revertida. Embora o vice jurídico do Flamengo, Flávio Willeman, afirme que aguardará a publicação para analisar a possibilidade de recurso, a assessoria do STF informou que os recursos possíveis não modificariam o julgamento do mérito. Seriam instrumentos, por exemplo, para pedir esclarecimento de alguma parte da sentença.

O relator do processo foi o ministro Marco Aurélio, torcedor declarado do Flamengo, mas que também votou contra o pedido do clube. O voto decisivo foi da ministra Rosa Weber.

- Vamos aguardar a publicação da decisão para avaliar a possibilidade de recurso. Claro que cabe recurso, embargo de declaração... O Flamengo vai aguardar o conteúdo da decisão para avaliar. Talvez não caiba recurso que permita a modificação imediata, cabe recurso para aclarar a decisão. Mas o Flamengo quer aguardar a decisão ser publicada para avaliar o conteúdo final. Não muda nada a posição do Flamengo que ganhou o título em campo, nada vai mudar a emoção que cada torcedor sentiu ao ver o time ser campeão no campo. Todavia, vamos esperar a publicação da decisão para ver se cabe algum recurso para que o Flamengo seja declarado campeão também no Judiciário - afirmou Flávio Willeman, vice-presidente jurídico do clube da Gávea.

O ministro Luis Roberto Barroso, flamenguista a exemplo de Marco Aurélio, foi o único que votou favoravelmente à divisão do título brasileiro de 1987. Marco, Alexandre de Moraes e Rosa Weber rejeitaram o recurso.

O ministro Luiz Fux, também integrante da Primeira Turma do STF, não participou do julgamento porque Rodrigo Fux, seu filho, defendeu o Flamengo no caso.

Vereador de Garanhuns falta a sessões para participar de cavalgada e terá desconto no salário de abril

Vereador faltou mais de 20 dias para participar de uma cavalgada  (Foto: Divulgação /Assessoria )

O vereador Ary Leal (PTB) faltou às sessões ordinárias e das comissões da Câmara de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, durante o período de 28 de março a 20 de abril para participar de uma cavalgada.

A presidente da Câmara da cidade, Carla de Zé de Vilaço, confirmou nesta terça-feira (18) que vai ser descontado no salário dele as faltas nas ações legislativas durante o período. O salário dele na Casa é de R$ 12,6 mil, com o desconto, vai receber cerca de R$ 4 mil

De acordo com a presidente, o parlamentar faltou mais de 20 dias as sessões ordinárias e comissões da Casa para participar de uma cavalgada entre as cidades de Garanhuns e Porto Seguro, na Bahia. Mesmo ele avisando sobre o fato, o Regimento prevê a sanção e o pagamento correspondente a ausência do vereador será efetivado.

De acordo com informações do departamento Jurídico da Câmara, o Regimento Interno da Casa determina que os suplentes sejam convocados apenas quando o período de ausência seja superior a 60 dias, o que não ocorreu neste caso.

O vereador informou por meio da assessoria que não vai recorrer da decisão da presidência. Ele disse ainda que estava ciente das implicações da atitude, como determina o Regimento Interno da Casa Raimundo de Moraes e que a participação neste evento já estava agendada há dois anos, período anterior a eleição.

Na próxima sexta-feira (21), quando retornar as atividades na Câmara, o parlamentar informou que estará à disposição para mais esclarecimentos.

Do G1 Caruaru

Deputada Socorro Pimentel cobra soluções para aumento da violência em Pernambuco

TRIBUNA -  “Nos três primeiros meses do ano, o número de homicídios já chega a 1.522.” Foto: João Bita

Em pronunciamento na Reunião Plenária desta terça (18), a deputada Socorro Pimentel (PSL) repercutiu reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, no último domingo (16), indicando o início de ano mais violento desde a implantação do programa Pacto Pela Vida. A parlamentar cobrou ações sociais preventivas e melhores condições de trabalho para os profissionais da segurança pública.

Socorro sublinhou a dimensão nacional dada ao tema da violência em Pernambuco, acentuando o aumento de 47% no número de homicídios em janeiro e fevereiro, em comparação com o mesmo período de 2016. “Nos três primeiros meses do ano, o número de homicídios já chega a 1.522 no Estado, mais da metade deles no Interior. Imaginem a dor e o desespero das famílias que estão convivendo com essas tragédias”, acrescentou.

A deputada destacou como causas para o aumento da violência a crise econômica e a falta de investimento nas polícias. Socorro também registrou seu repúdio à circular elaborada pela  Diretoria Integrada do Interior (Dinter) da Polícia Militar determinando que só informações “positivas” sejam transmitidas à imprensa: “O momento não é de supressão da verdade; não precisamos de ‘panos mornos’”, apontou.

Mega-Sena sorteia R$ 75 mi nesta quarta; prêmio pode render R$ 500 mil por mês

Resultado de imagem para mega sena

A Mega-Sena pode pagar, nesta quarta-feira (19), R$ 75 milhões, maior prêmio sorteado neste ano. O sorteio do concurso 1.922 será às 20h, em São Fidélis (RJ), onde está estacionado o Caminhão da Sorte.

Aplicado na poupança, o montante pode render quase R$ 500 mil mensais ao apostador que acertar os seis números da modalidade. Também é possível adquirir 15 helicópteros ou cinco imóveis de alto padrão, cada um deles no valor de R$ 15 milhões.

A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país. Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer as apostas pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. Basta ter conta corrente na Caixa e ser maior de 18 anos. O serviço funciona das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteio, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

Recifense ganhou R$ 7,9 milhões na Dupla Sena

Resultado de imagem para dupla sena

Um apostador do Recife foi um dos três ganhadores da Dupla Sena da Páscoa e vai receber R$ 7,9 milhões, mais de cinco vezes o que a ganhadora do Big Brother Brasil recebeu. O resultado foi divulgado no dia 15 de abril. Com uma aposta na Dupla-Sena, o apostador tem o dobro de chances de ganhar. São dois sorteios por concurso e ganha quem acertar 3, 4, 5 ou até 6 números, no primeiro ou no segundo sorteio. Basta escolher de 6 a 15 números dentre os 50 disponíveis. Confira os números sorteados:

1º Sorteio:  05 08 23 26 33 43

2º Sorteio:  06 23 25 38 41 45

Odacy Amorim comenta parecer pela cassação da candidatura do prefeito de Petrolina

Manifestação do Ministério Público Eleitoral em favor da cassação da candidatura do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), mereceu comentário do deputado Odacy Amorim (PT) durante a Reunião Plenária desta terça (18). Emitido na última semana, pelo promotor Lauriney Lopes, o parecer dá prosseguimento a ação judicial protocolada pelo petista em 2016. O processo, que também questiona a eleição da vice-prefeita, Luska Portela (DEM), investiga suposto abuso do poder econômico cometido pela chapa vencedora na disputa pelo município do Sertão do São Francisco.

De acordo com Amorim, que concorreu à prefeitura e terminou a campanha em segundo lugar, foram suprimidas da programação da única emissora local de televisão, a TV Grande Rio, mais de 300 inserções de candidatos rivais da chapa ganhadora. O veículo de comunicação, apontou ainda o parlamentar, pertenceria a aliados do prefeito eleito e da vice-prefeita, e a irregularidade, segundo o petista, teve “poder decisivo” no resultado do pleito.

O deputado parabenizou o Ministério Público pela recomendação e defendeu o cumprimento da lei. “É necessário combater o abuso do poder econômico e mostrar às próximas gerações que é possível fazer política de cabeça erguida”, disse. “Precisamos de campanhas sérias, limpas e competentes, ainda que tenhamos de lidar com recursos apertados”, considerou.

“Não me restava outra coisa além de entrar na Justiça”, continuou o petista, defendendo que as instâncias judiciais sejam procuradas sempre que necessário, independentemente da força do grupo político contra quem se faça a denúncia. “Espero em Deus e confio na justiça dos homens para que a política melhore”, concluiu.

TCE aprova com ressalvas, exercício financeiro de 2014 do prefeito José Patriota

Resultado de imagem para primeira camara do tce pe

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) esteve reunida nesta terça (18) e julgou a Prestação de Contas de governo da Prefeitura Municipal de Afogados da Ingazeira, relativa ao exercício financeiro de 2014, tendo como interessados o prefeito, José Patriota.

À unanimidade, a Primeira Câmara do Tribunal, emitiu Parecer Prévio recomendando à Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira a aprovação, com ressalvas, das contas de José Coimbra Patriota Filho, relativas ao exercício financeiro de 2014.

Números da violência no Estado repercutem no Plenário; deputado propõe Guardas Municipais armadas

Reunião Plenária

O aumento no número de homicídios ocorridos no início de 2017 em relação ao ano anterior motivou um debate na Reunião Plenária desta segunda (17) sobre a política do Governo do Estado para o setor. Foram 1.522 homicídios nos três primeiros meses do ano, em comparação a 1056 assassinatos no mesmo período de 2016. A Bancada de Oposição responsabilizou o governador Paulo Câmara pela piora dos números, enquanto deputados governistas destacaram a influência da crise econômica no aumento da violência e o investimento de R$ 290 milhões anunciado para o setor. Reportagens publicadas nos jornais Folha de S. Paulo e Jornal do Commercio, sobre a violência no Estado, também foram comentadas pelos parlamentares.

“O mês de março foi o mais violento dos últimos 10 anos. Estamos vivenciando a falência do Pacto Pela Vida”, declarou o líder da Oposição, Sílvio Costa Filho (PRB). “Infelizmente, temos um governador sem liderança e sem capacidade de motivar a equipe que, ao contrário do ex-governador Eduardo Campos, terceirizou a responsabilidade sobre a segurança pública”, avaliou. O líder foi acompanhado pela deputada Teresa Leitão (PT) na crítica: “A violência retroagiu 16 anos e ninguém vai ser responsabilizado por isso?”, questionou.

Costa Filho afirmou que desde novembro solicitou uma audiência com o governador, mas até agora não foi marcado nenhum encontro, e aproveitou a oportunidade para apresentar  algumas propostas:  como a presença de representantes da Alepe nas reuniões do Pacto Pela Vida e a reabertura de negociação com entidades representativas de policiais.

Em aparte, Priscila Krause (DEM) sugeriu a criação de um gabinete de crise para o setor. Edilson Silva (PSOL) apresentou a possibilidade de vincular o repasse de recursos do FEM (Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal) à criação de uma política de segurança municipal por parte das prefeituras. Odacy Amorim (PT) defendeu a atuação das Guardas Municipais com armas de fogo, em parceria com a Polícia Militar. “Nós esperávamos que a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém fosse o destaque na Folha de São Paulo do último domingo, mas a manchete do jornal foi sobre a violência em Pernambuco”, frisou Joel da Harpa (PTN).

Em aparte a Sílvio Costa Filho, o presidente da Assembleia, deputado Guilherme Uchoa (PDT) declarou que “já ouviu esse discurso inúmeras vezes” e pediu à Oposição que “apresente alguma sugestão para resolver o problema da violência”. Waldemar Borges (PSB) respondeu que o governador Paulo Câmara “tem estado ainda mais presente nas reuniões do Pacto Pela Vida do que Eduardo Campos, até pelo momento de gravidade do tema”.

Em resposta às críticas da Oposição, o deputado Rodrigo Novaes (PSD) relatou os investimentos feitos pelo Governo do Estado na área de segurança. “Não podemos fechar os olhos para o esforço do Governo no combate a criminalidade. Teremos novos carros e motocicletas e dois helicópteros, além da convocação de 4,5 mil novos policiais militares. Vão ser R$ 290 milhões investidos apenas neste ano”, destacou.

Novaes registrou, ainda, que o aumento na violência também pode ser associado à crise econômica. “O desemprego e a diminuição do ritmo econômico do estado estão atrelados ao aumento da criminalidade”, afirmou, num raciocínio que foi apoiado pelos deputados Waldemar Borges, Laura Gomes (PSB), Antônio Moraes (PSDB) e Romário Dias (PSD). “Já há uma diminuição no número de assaltos a banco, por conta da ação da Polícia confrontando os bandidos”, pontuou Moraes, em aparte.

Por fim, Rodrigo Novaes defendeu, como uma sugestão pessoal que não reflete necessariamente uma política do Governo, que as Guardas Municipais possam ter armas de fogo. “Só no Recife poderíamos ter 1240 homens armados na cidade para ajudar o policiamento. É algo que já existe em Salvador”, propôs.

Governo de Pernambuco convoca 1.322 aprovados no concurso da PM

Resultado de imagem para aprovados no concurso da pmpe

O governador Paulo Câmara determinou a  convocação imediata de 1.322 candidatos aprovados no concurso público para Soldados da Polícia Militar de Pernambuco, para matrícula no Curso de Formação e Habilitação de Praças da Polícia Militar. Participam dessa etapa os candidatos aprovados no exame de habilidades e conhecimentos, de aptidão física, avaliação psicológica e julgados aptos nos exames médicos.

O chamamento foi publicado nesta terça-feira, 18 de abril, no Diário Oficial (DO), pela portaria conjunta assinada pelos secretários Milton Coelho (SAD) e Ângelo Gioia (SDS). Também consta a lista completa dos convocados, que pode ser conferida através do link:

http://200.238.105.211/cadernos/2017/20170418/1-PoderExecutivo/PoderExecutivo(20170418).pdf

Cada candidato deverá apresentar, no período de 2 de maio a 2 de junho de 2017, a documentação prevista no Edital e protocolá-la no Campus de Ensino Mata, localizado na BR 408, Km 76,5, Paudalho/ PE, das 08 às 12 horas, que será analisada para confirmação das matrículas e início do curso de formação.

Após a conclusão do curso na Academia de Paudalho, os novos Praças entrarão em serviço até dezembro deste ano.

Previdência: Líder do governo diz que idade mínima para mulher foi fechada em 62 anos

Resultado de imagem para idade minima para aposentadoria da mulher

O líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), afirmou ao Broadcast Político (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) que a idade mínima das mulheres será fixada em 62 anos no relatório do deputado Arthur de Oliveira Maia (PPS-BA). A decisão atende a um pleito da bancada feminina da Câmara, composta por 55 deputadas. Moura disse que a decisão deve ser anunciada em breve por Oliveira Maia em coletiva na Câmara dos Deputados.

Mais cedo, a coordenadora da bancada feminina na Câmara, a deputada Soraya Santos (PMDB-RJ) afirmou que a idade mínima menor para as mulheres era uma "questão emblemática" para elas. "Para mostrar que o Brasil precisa fazer o dever de casa. A maioria das mulheres tem dupla jornada no trabalho e em casa, ganha salários menores", disse ao Broadcast Político.

O fechamento em torno dos 62 anos é uma vitória da bancada em relação ao governo e a equipe econômica que queria tentar pelo menos reduzir dos 65 para os 63 anos.

Barragens do interior voltam a armazenar água após chuvas registradas na última semana

Resultado de imagem para barragem de brotas afogados da ingazeira

Brotas já conta com um volume após as últimas chuvas (Foto: Júnior Finfa)

Três barragens localizadas no Sertão voltaram a armazenar água graças às chuvas registradas na região, na última semana. Em Custódia, a Barragem de Marrecas, que estava em colapso desde novembro de 2014, conseguiu acumular, na última segunda-feira, 1,4 milhão de metros cúbicos de água, o que corresponde a  6,49 % da sua capacidade de armazenamento e vai permitir que a Compesa reative o sistema de abastecimento da cidade. No Sertão do Pajeú, a Barragem do Rosário, em Iguaraci, que secou em dezembro de 2015, começou a armazenar água do Rio da Volta, e a Barragem de Brotas, situada em Afogados da Ingazeira, e que estava inoperante, acumulou 20% da sua capacidade total.

Com o volume acumulado na Barragem de Marrecas, em Custódia, que tem a capacidade de acumular 21,6 milhões de metros cúbicos, a Compesa pretende dentro de 20 dias, restabelecer o sistema e fornecer uma vazão de 22 litros de água por segundo para o abastecimento da cidade, que hoje é atendida apenas por três poços da Vila de Fátima. Com a colaboração de Marrecas, o abastecimento de Custódia vai contar com o volume total de 36 l/s, possibilitando a redução do rodízio atual, que é de cinco dias com água e 23 dias sem, para três dias com água e 16 dias sem. A água de Marrecas também vai garantir a manutenção do novo calendário por 11 meses na cidade.

Já no Sertão do Pajeú, a Compesa dedica esforços para, dentro de dez dias, iniciar os testes para reativar a operação do Sistema Brotas, beneficiando as populações de Afogados da Ingazeira e Tabira - juntas, somam 69 mil pessoas (área urbana). Hoje, as duas cidades são atendidas pela Adutora do Pajeú que permite, em Afogados da Ingazeira, cumprir o calendário de dois dias com água e dez dias sem, enquanto que, em Tabira, o rodízio é de dois com água e até 20 dias sem. A Compesa realiza medições diárias do nível da Barragem de Brotas, que apresenta agora 4 milhões de metros cúbicos, e cujo volume acumulado vem aumentando dia a dia. A companhia trabalha para retomar a operação do sistema, tratar a água de Brotas e melhorar o abastecimento de Afogados da Ingazeira e Tabira.

O Sistema do Rosário ainda depende de mais chuvas na região para voltar a operar e abastecer 14 mil pessoas nas cidades de Iguaraci, Tuparetama e Ingazeira. Até o momento, a chuva que caiu na região não foi suficiente para completar o volume morto, mas o rio continua afluindo para o Rosário, o que aumenta as chances de recuperação do manancial. Desde que a Barragem do Rosário (32 milhões de metros cúbicos) secou, as três cidades passaram a ser atendidas pela Adutora do Pajeú, no regime de rodízio de dois dias com água e 10 dias sem o abastecimento.

Papa envia carta a Temer e pede para que ele olhe para a população mais carente

Resultado de imagem para papa francisco

Em uma carta enviada recentemente a Michel Temer, o Papa Francisco pede ao presidente que olhe para a população mais carente e evite medidas que agravem a situação social do país.

O texto foi uma resposta a outra carta enviada por Temer no fim de 2016, na qual ele convidava formalmente a Igreja Católica a participar das celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida em 2017.

Devido a agenda intensa, Francisco afirmou não poder vir ao Brasil, mas fez questão de dizer que o Brasil está de forma especial em suas orações. "Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo”, escreveu ele, segundo o que o jornalista da Globo News, Gerson Camarotti publicou em seu blog.

O papa ainda disse que acompanha com atenção os acontecimentos brasileiros e lembra que o crescimento equitativo exige mais que o crescimento econômico.

Iguaracy e o carro da Compesa

07ab4d4d-b025-4117-92ba-c6a10473f2d8

O Blog do Murilo trouxe a tona na última semana, uma denúncia de um carro oficial do Governo de Pernambuco (Compesa) que estaria sendo utilizado para transportar estudantes para a escola.

Vejam o conteúdo da denúncia levado aos leitores pelo Blog do Murilo:

Antes, o carro da COMPESA de Iguaracy-PE  já serviu até para carregar bodes do Gerente. Esse agora leva as crianças para a escola. Melhorou!

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE