PEC que libera realização de vaquejadas é aprovada no Senado

Resultado de imagem para vaquejadas liberadas

O Senado aprovou nesta terça-feira (14) uma Proposta de Emenda à Constituição que busca permitir a realização das vaquejadas, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a prática. O texto foi aprovado em dois turnos de votação pela a ampla maioria dos senadores, que se revezaram em plenário para defender o esporte. Agora, a PEC segue para a Câmara dos Deputados.

A PEC 50/2016 muda o artigo 225 da Constituição, que trata do meio ambiente, para descaracterizar a prática de crueldade associada à tradição nordestina. O texto foi apresentado em outubro de 2016, logo após a decisão do STF. No julgamento de ação do Ministério Público contra a lei que regulamentava as vaquejadas no Ceará, o relator, ministro Marco Aurélio, considerou haver "crueldade intrínseca" contra os animais.

O texto prevê que não serão consideradas cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais previstas na Constituição e registradas como integrantes do patrimônio cultural brasileiro. A condição para isso é de que sejam regulamentadas em lei específica que garanta o bem-estar dos animais.

No dia 30 de novembro de 2016, foi publicada no Diário Oficial da União a Lei 13.364/2016, que deu ao rodeio e a expressões artístico-culturais similares o status de manifestações da cultura nacional e serão elevadas à condição de patrimônio cultural imaterial do Brasil. Em outubro do ano passado, o STF havia proibido a vaquejada, ao derrubar, por 6 votos a 5, uma lei do Ceará que regulamentava a prática. A maioria dos ministros argumentou que a prática causava maus-tratos aos animais.

Pessoas casadas são menos estressadas e mais saudáveis, aponta estudo

Resultado de imagem para pessoas casadas

Pesquisas já tinham sugerido anteriormente que pessoas casadas são mais saudáveis do que solteiros, divorciados e viúvos. Um novo estudo da Universidade Carnegie Mellon, na Pensilvânia, Estados Unidos, revela que os níveis de cortisol, hormônio liberado em situações de estresse, são menores entre casais.

Os cientistas coletaram saliva de 572 adultos saudáveis, com idades entre 21 e 55 anos, por três dias não consecutivos. Várias amostras foram coletadas durante um período de 24 horas e testadas.

Os resultados, publicados na revista científica Psychoneuroendocrinology, mostram que os participantes casados tinham níveis menores de cortisol do que os que nunca tinham trocado alianças, ou dos que estavam divorciados ou viúvos. Normalmente, as pessoas apresentam um pico do hormônio pela manhã, que sofre uma diminuição ao longo do dia. Os pesquisadores explicam que, entre os casados, essa diminuição é mais rápida, um perfil que é associado a menos doenças cardíacas, e um maior período de sobrevivência entre pacientes com câncer.

"Esses dados nos fornecem uma nova visão de como as relações sociais podem influenciar a nossa saúde", diz o diretor do laboratório e co-autor do estudo, professor da universidade de psicologia Robert E. Doherty.

Altos níveis de cortisol podem interferir na capacidade do corpo de lutar contra inflamações, o que pode contribuir para o desenvolvimento e a progressão de várias doenças, explicam os pesquisadores envolvidos no projeto.

Vereador sugeriu criar comissão para acompanhar atendimento das agências bancárias de Afogados da Ingazeira

Resultado de imagem para raimundo lima afogados da ingazeiraO vereador Raimundo Lima (PSB) sugeriu durante sessão ordinária realizada na noite desta segunda (13) na Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira criar uma comissão para acompanhar o sistema de atendimento das agências bancárias do município.

De acordo com o vereador, durante os serviços do esgotamento sanitário realizado em Afogados da Ingazeira pela MAF, foi criada uma comissão composta por alguns vereadores que acompanhavam os serviços realizados pela empresa e que naquela oportunidade obtiveram bons resultados e espera que, com a criação dessa comissão para fiscalizar o atendimento das agências bancárias possam melhor o atendimento junto aos clientes.

O atendimento por parte das agências bancárias de Afogados vem sendo motivo de questionamento da sociedade, onde pessoas relatam a demora que passam nas filas para serem atendidas e há relatos de clientes que dizem que já esperaram por mais de duas  horas para serem atendidas. Também há reclamações sobre o sistema de auto-atendimento que não funcionam bem durante os finais de semana.

Após motins, Temer quer regra dura para greve em serviço público essencial

Resultado de imagem para michel temer presidente

O governo Michel Temer decidiu fazer alterações e regulamentar a lei de greve de servidores públicos, com o objetivo de impedir a paralisação de serviços essenciais, como o do setor de saúde. O anúncio foi feito em meio à crise que Espírito Santo e Rio enfrentam com o motim de policiais militares - cuja sindicalização e a greve já são proibidas pela Constituição. No entanto, a preocupação do Planalto, segundo o Estado apurou, é de vários setores iniciarem greves em decorrência da crise financeira dos Estados, que tem impedido reajuste a diversas categorias.

Temer chegou a anunciar pela manhã o envio de um projeto, mas à tarde seus assessores anunciaram que ele encamparia uma proposta que já tramita no Congresso, de autoria do senador paulista Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). Isso para acelerar a entrada em vigor da regulamentação.

Pelo projeto, considera-se exercício do direito de greve a paralisação coletiva, total ou parcial da prestação de serviço público ou de atividade estatal dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios. O texto limita a contagem do tempo de paralisação como de efetivo serviço e exige a manutenção em atividade de 50% a 80% do total de servidores, de acordo com o tipo da atividade exercida.

O Planalto ainda quer incluir no texto a punição ao servidor que impeça a prestação de serviço dos que não aderiram a greve - com bloqueios e piquetes, por exemplo - e a possibilidade do parcelamento de desconto dos dias parados.

Lei define o que não pode parar

O artigo 9.º da Constituição diz que é assegurado o direito de greve, “competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender”. A Lei 7.783 dispõe sobre a greve no setor privado e define as atividades essenciais, como tratamento e abastecimento de água, assistência médica, transporte coletivo e controle de tráfego aéreo. O artigo 11 prevê que “nos serviços essenciais, os trabalhadores ficam obrigados a garantir o atendimento das necessidades inadiáveis”. Como não há regulamentação específica para o setor público, tribunais superiores têm aplicado o previsto por essa lei.

Água da Transposição já chega a Cústódia

Resultado de imagem para transposição

A Transposição do Rio São Francisco já leva água até Custódia. Segundo o Ministério da Integração Nacional, responsável pela obra, falta pouco para a água do Velho Chico beneficiar a população de Pernambuco e da Paraíba, estados diretamente beneficiados pelo Eixo Leste do projeto. Neste domingo (12), a água chegou à quarta estação de bombeamento (EBV-4) do Eixo Leste, exatamente em Custódia, completando um percurso de 96,5 quilômetros.

A água agora segue por gravidade até a quinta elevatória (EBV-5), localizada em Sertânia, última cidade de Pernambuco antes de a água chegar a Paraíba. A expectativa do Ministério da Integração Nacional é atender Monteiro (PB) no próximo mês de março.

Desde o último dia 30, a água avançou por mais de 60 quilômetros entre a terceira (EBV-3) e a quarta estação de bombeamento (EBV-4) do Eixo, passando por três reservatórios Salgueiro, Muquém e Cacimba Nova) e um aqueduto (Jacaré). A EBV-3 foi acionada pelo presidente da República, Michel Temer, e pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, em Floresta.

Prioridade do Governo Federal, a maior obra de infraestrutura hídrica do País, quando totalmente concluída, vai atender mais de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Governador de PE cobra ações de municípios para diminuir violência no estado

Recife - A reunião com os gestores municipais foi convocada pelo governador e deve ser repetida com prefeitos da Zona da Mata, Agreste e Sertão de Pernambuco (Sumaia Villela/Agência Brasil)

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, respondeu à crise de segurança – expressa no aumento do número de homicídios no estado – com a cobrança de que gestores municipais façam com que as prefeituras cumpram suas atribuições em áreas que, na visão do Estado, influenciam na ocorrência de crimes. O pedido foi feito em reunião com os prefeitos de 13 dos 14 municípios da Região Metropolitana do Recife, nesta segunda (13).

A reunião foi convocada pelo governador e deve ser repetida com prefeitos da Zona da Mata, Agreste e Sertão de Pernambuco. Na mensagem de início do encontro, que pôde ser acompanhada pela imprensa, o governador reconheceu que, desde 2014, Pernambuco não consegue resultados na redução de homicídios com o Programa Pacto Pela Vida. Depois, ele falou com a imprensa sobre “parcerias” com as prefeituras para que cumpram a parte que lhes cabe e também para a troca de informações entre os Poderes.

“Vai depender também da peculiaridade de cada município, mas nossa disposição é juntar todas as informações que temos, juntas com as equipes municipais, para potencializar uma política de segurança que dê resultados mais rápidos”, disse.

Aumento desde 2014

O Pacto Pela Vida foi criado pelo ex-governador Eduardo Campos em 2007 para reduzir homicídios no estado. A política foi bem sucedida até 2014, quando o número de assassinatos voltou a crescer. Assaltos a ônibus, bancos e arrastões também aparecem cotidianamente nos noticiários locais.

O número de homicídios de 2016 foi o maior desde 2009. Mais de 4.300 pessoas foram assassinadas no período, segundo dados da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco. O aumento em relação a 2015 é de cerca de 12%. Os dados de janeiro de 2017 ainda não foram divulgados oficialmente. A previsão, segundo a assessoria de comunicação do órgão, é que as informações sejam liberadas na quarta-feira (15).

O secretário de Planejamento e coordenador do Pacto pela Vida, Márcio Stefanni, citou responsabilidades dos municípios que foram discutidas e que, na sua visão, poderiam impactar nos índices de violência. “Há bares que funcionam sem poder funcionar, postos de gasolina que vendem bebida sem a devida licença”, disse. “Também falamos da fiscalização de motocicletas. Algo em torno de 30% dos homicídios que acontecem em Pernambuco são cometidos a partir do uso de motocicletas, então aos municípios cabe a fiscalização do trânsito”.

Segundo o coordenador do Pacto pela Vida não houve discussão sobre “dispêndio financeiro” na reunião.

Governo do ES inicia processo de demissão de 161 PMs

Resultado de imagem para pm do espirito santo

A Polícia Militar do Espírito Santo informou que fará a publicação nesta terça-feira (14), no Diário Oficial do estado, da instauração dos primeiros inquéritos policiais militares (IPMs) e de procedimentos demissionários dos envolvidos no aquartelamento dos agentes. A paralisação dos policiais começou há dez dias.

“Serão publicados procedimento administrativo disciplinar rito ordinário [para quem tem menos de dez anos de PM] ou Conselho de Disciplina [para quem tem mais de dez anos de PM] de 161 policiais militares. Os procedimentos demissionários têm prazo inicial de 30 dias para serem concluídos”, diz a nota.

Segundo o governo, também serão publicados os IPMs de dois tenentes-coronéis, um major, e um capitão da reserva remunerada. Essas publicações são os primeiros inquéritos instaurados de 703 policiais investigados.

Na sexta-feira (10), a Polícia Militar anunciou o indiciamento de 703 agentes pelo crime de revolta. Se condenados, a pena é de 8 a 20 anos de detenção em presídio militar e a expulsão da corporação. O secretário de Segurança Pública, André Garcia, informou que eles foram indiciados pelo crime militar de revolta por estarem armados e aquartelados nos batalhões.

Comissão da reforma da Previdência define nesta terça roteiro de trabalho

Resultado de imagem para reforma na previdencia social

Instalada na última quinta-feira (9), a comissão especial para analisar o mérito da proposta de reforma da Previdência se reúne nesta terça (14) para definir o roteiro de trabalho. A intenção do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), é conseguir apresentar o parecer até o fim de março.

O texto com a proposta de emenda à Constituição (PEC) 287/16 foi encaminhado ao Congresso Nacional, pelo Palácio do Planalto, em dezembro passado. A proposta é considerada, ao lado da reforma trabalhista, um dos pontos principais do governo do presidente Michel Temer para enfrentar a crise econômica.

A comissão terá até 40 sessões plenárias da Câmara para debater a matéria, de modo que ela seja levada à votação, em dois turnos, no plenário da Casa. Maia disse que pretende acelerar as discussões e seguir o calendário desejado pelo governo, que quer votar a proposta na Câmara e no Senado até o fim do primeiro semestre deste ano.

No roteiro, Maia adiantou que planeja fazer oito audiências públicas e um seminário internacional para conhecer os sistemas de outros países. Uma das primeiras audiências será sobre a polêmica do déficit previdenciário.

A proposta de reforma da Previdência encaminhada pelo governo estabelece que o trabalhador precisa atingir a idade mínima de 65 anos e, pelo menos, 25 anos de contribuição para poder se aposentar. Nesse caso, ele receberá 76% do valor da aposentadoria – que corresponderá a 51% da média dos salários de contribuição, acrescidos de um ponto percentual dessa média para cada ano de contribuição.

Todos os trabalhadores ativos entrarão no novo sistema. Aqueles que têm menos de 50 anos (homens) ou 45 anos (mulheres) deverão obedecer às novas regras integralmente. Quem tem 50 anos ou mais será enquadrado com uma regra diferente, com tempo adicional para requerer o benefício. Aposentados e aqueles que completarem os requisitos para pedir o benefício até a aprovação da reforma não serão afetados porque já têm o direito adquirido.

MPPE recomenda aos municípios de Flores e Calumbi que adotem medidas para combater a prática de nepotismo

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou aos prefeitos de Flores, Marconi Santana; e de Calumbi, Sandra Magalhães (Sandra da Farmácia) a adoção de uma série de medidas para evitar a prática do nepotismo nos quadros funcionais dos municípios, estendendo aos demais agentes públicos que detenham a atribuição de nomear e exonerar ocupantes de cargos comissionados e funções de confiança na administração municipal direta e indireta. As recomendações aos municípios de Flores e Calumbi também são destinadas aos presidentes da Câmara de Vereadores e, do Fundo Previdenciário municipais.

De acordo com o promotor de Justiça Diogo Gomes Vital (Flores e Calumbi), a experiência tem demonstrado que a prática de nepotismo resulta num aumento significativo de cargos comissionados e/ou funções de confiança, cujas atribuições não se caracterizam como de chefia, assessoramento ou direção, em detrimento daqueles de provimento efetivo, cujo acesso se dá mediante concurso público de provas e de títulos.

Os prefeitos deverão se abster de nomear como ocupantes de cargos comissionados ou funções de confiança os cônjuges, companheiros ou parentes até o terceiro grau da autoridade nomeante e de agentes públicos investidos nas atribuições de chefia, direção e assessoramento, e promover as exonerações de quem for encontrado nessa situação.

O MPPE também recomendou a abstenção de contratar diretamente, mediante dispensa ou inexigibilidade de licitação, pessoa jurídica cujos sócios enquadrem-se nas condições de parentesco destacadas, devendo rescindir os contratos que encaixem-se em tal situação. O mesmo é válido para a celebração, aditamento, manutenção ou prorrogação de contrato de prestação de serviço com empresa que venha a contratar empregado cônjuge, companheiro ou parente dos gestores ou autoridades nomeantes.

O MPPE recomenda ainda que não sejam contratados por tempo determinado, para atender necessidade temporária de excepcional interesse público, pessoas que se encaixem nas condições de parentesco previstas por Lei. Também deverá ser vedada a prática conhecida popularmente como nepotismo cruzado, caracterizado por ajustes entre autoridades distintas para burlar a proibição do nepotismo.

Os gestores têm um prazo de 10 dias para remeter ao MPPE a cópia dos atos de exoneração e rescisão contratual de todos aqueles que se encontrem nas situações de nepotismo, ou informar expressamente a inexistência delas.

Ação sobre Dilma-Temer não pode ser infinita, diz relator

Apesar de negar perícia complementar, as defesas de Dilma e Temer foram autorizadas a enviar mais questionamentos para serem respondidos com os peritos, caso queiram dirimir dúvidas.

O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que sejam ouvidos empresários apontados como donos das gráficas investigadas na ação que apura se houve irregularidades na campanha da chapa Dilma-Temer em 2014. Os donos são suspeitos de  terem utilizado laranjas. O ministro, que é corregedor do TSE e relator da ação, negou investigação de gráficas subcontratadas, alegando que isso faria o processo tender "ao infinito".

A defesa de Dilma havia questionado, na semana passada, a perícia realizada pela Polícia Federal (PF) nas gráficas VTPB, Rede Seg e Focal, solicitando perícias complementares e a investigação também de gráficas subcontratadas, de modo a confirmar os serviços prestados.

Ao negar o pedido, Benjamin afirmou que gráficas subcontratadas não são alvo da ação da qual ele é relator no TSE, e que eventuais irregularidades cometidas por essas empresas serão objeto de apuração nas esferas cível e criminal adequada, em processos separados.

istro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que sejam ouvidos empresários apontados como donos das gráficas investigadas na ação que apura se houve irregularidades na campanha da chapa Dilma-Temer em 2014. Os donos são suspeitos de  terem utilizado laranjas. O ministro, que é corregedor do TSE e relator da ação, negou investigação de gráficas subcontratadas, alegando que isso faria o processo tender "ao infinito".

A defesa de Dilma havia questionado, na semana passada, a perícia realizada pela Polícia Federal (PF) nas gráficas VTPB, Rede Seg e Focal, solicitando perícias complementares e a investigação também de gráficas subcontratadas, de modo a confirmar os serviços prestados.

Ao negar o pedido, Benjamin afirmou que gráficas subcontratadas não são alvo da ação da qual ele é relator no TSE, e que eventuais irregularidades cometidas por essas empresas serão objeto de apuração nas esferas cível e criminal adequada, em processos separados.

Marido mata mulher ao brincar com arma na Praia Grande

Marido mata mulher ao brincar com arma na Praia Grande

O funcionário de uma padaria na Praia Grande, no litoral sul de São Paulo, foi preso em flagrante neste domingo, 12, após matar a mulher com um tiro. Segundo a polícia, o disparo teria sido acidental, efetuado durante uma brincadeira dentro do estabelecimento, que fica na Avenida Presidente Kennedy.

Alexandre Severino de Noronha, de 35 anos, e sua mulher, Francisca Marinheiro da Silva, de 37, ocupavam a gerência da padaria Santa Terezinha em horários alternados. Ambos estavam em um cômodo nos fundos do local quando ele retirou a arma de um armário e, durante uma “brincadeira”, removeu parte da munição e apontou para mulher. A arma disparou e atingiu o pescoço dela.

Francisca foi levada por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o pronto-socorro central de Praia Grande, onde morreu. Noronha passou mal ao receber a notícia do falecimento da mulher e precisou de atendimento.

Homicídio doloso

O atirador vai responder por homicídio doloso e porte ilegal de arma de fogo. O delegado responsável pelo caso explicou que, mesmo que o gerente não tivesse a intenção de matar, somente por brincar com a arma e apontar para a vítima, ele assumiu o risco.

Temer promete afastar ministro que virar réu na Lava Jato

O presidente Michel Temer disse nesta segunda (13) que ministros que se tornarem réus na Operação Lava Jato serão afastados do cargo. Caso sejam apenas denunciados, desde que por meio de um conjunto de provas que possam ser acolhidas, eles serão afastados provisoriamente.

"Se houver denúncia, o que significa um conjunto de provas que eventualmente possam conduzir ao seu acolhimento, o ministro que estiver denunciado na Lava Jato será afastado provisoriamente. Depois, se acolhida a denúncia, e aí sim, o ministro se transformar em réu da Lava Jato, o afastamento é definitivo", disse Temer.

Cabo acusado de abusar de mulher em blitz de trânsito é excluído da PM

A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) determinou a exclusão da Polícia Militar de um cabo acusado de praticar atos libidinosos com uma mulher que havia sido parada por ele em uma blitz de trânsito. O crime ocorreu no dia 1º de junho de 2012 e a punição foi divulgada na sexta-feira (10), no Boletim-Geral da SDS, na internet.

De acordo com os fatos apurados pela corregedoria, o cabo, lotado no Batalhão de Policiamento de Trânsito, estava fazendo fiscalização de veículos no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife. O PM que foi punido abordou o carro da vítima e pediu para ela parar.

Em seguida, segundo os relatos descritos no boletim-geral da SDS, informou que faria a vistoria das condições do extintor de incêndio. Nesse momento, fechou a porta, sacou a arma e obrigou a vítima a praticar “atos de cunho lascivo”, sob ameaça.

Além do cabo, a PM determinou a exclusão de um soldado que participava da mesma blitz. O colega de farda, conforme a acusação, deu cobertura para prática dos crimes sexuais. Os atos de exclusão e de disciplina foram assinados pelo secretário de Defesa Social de Pernambuco, Angelo Gioia.

Projeto de reajuste de PMs é aprovado nas comissões da Alepe

Resultado de imagem para alepe

Aprovado nas comissões de Legislação e Justiça, Administração e Finanças da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) o projeto lei que define o reajuste dos policias e bombeiros militares enviado pelo governo do estado. Após reunião dos deputados com os secretários de Planejamento e Gestão e Márcio Steffani; de Administração, Milton Coelho, a bancada de oposição ao governo posicionou-se contra a votação da proposta pelas comissões. Os parlamentares solicitavam mais tempo para debater a proposta, retirou-se do plenário da casa e acabou derrotada.

Foi garantido, no entanto, que os deputados tenham um prazo até amanhã para apresentação de emendas ao projeto, que deve seguir votação em plenário na tarde desta terça-feira. A decisão final caberá ao presidente da Alepe, Guilherme Uchôa.

Representantes das categorias, liderados pela Associação de Cabos e Soldados (ACS) se mobilizaram para acompanhar a reunião em frente ao prédio da Alepe. Com o ato, eles pretenderam pressionar parlamentares e secretário para que sejam analisadas as reivindicações da classe.

O deputado Joel da Harpa defendeu um maior prazo para que o projeto de lei seja analisado com mais calma antes da votação. Esta manhã, o deputado apresentou números que comprovam que o impacto com o reajuste não seria de R$ 303 milhões, como diz o governo, mas de pouco mais de R$ 167 milhões. Presente ao encontro, o secretário Márcio Steffani garantiu também ter em mãos dados que comprovam o montante que, segundo ele, é proveniente da economia com o custeio realizada nos últimos dois anos e planejada para 2017.

No final da tarde de ontem, alguns deputados se reuniram na Alepe pra discutir o projeto de reajuste da PM. O encontro foi fechado.

Procon vai a 57 cidades de Pernambuco para verificar se bancos assaltados foram reabertos

Resultado de imagem para banco do brasil de iguaraci explodido

Equipes do Procon de Pernambuco (Procon-PE) deflagraram, nesta segunda-feira (13), fiscalizações em instituições bancárias de 57 cidades do estado que foram fechadas depois de ser alvo de assaltantes e de gangues especializadas em explosão de caixas eletrônicos. Até sexta-feira (17), os fiscais do órgão de defesa do consumidor vão investigar se as empresas cumpriram o prazo de cinco dias dado pelo governo pernambucano para a reabertura de unidades do Banco do Brasil, Bradesco, Santander, Caixa Econômica Federal e Itaú.

De acordo com o gerente de fiscalização do Procon-PE, Roberto Campos, quatro equipes, com quatro fiscais cada, vão participar da ação. As agências ficam em todas as regiões do estado: Grande Recife, Zona da Mata, Agreste e Sertão. Um levantamento feito pelo Sindicato dos Bancários, divulgado no início deste ano, revelou que 30,4% dos municípios pernambucanos sofreram algum tipo de investida criminosa em 2016.

Durante as ações, os fiscais vão investigar também se existem alternativas para os clientes dos bancos, em caso de agências permanecerem fechadas mesmo depois da ação do Procon-PE. “Queremos saber se as pessoas podem contar com Correios e casas lotéricas. Há informações de desassistência total em algumas cidades”, observa Campos.

Segundo ele, o serviço bancário e considerado essencial e não pode ser interrompido por causa de violência praticada por terceiros. Caso as instituições insistam em manter unidades fechadas, o Procon-PE estuda novas medidas, além de cobrar a multa de R$ 100 mil por dia. Essa punição está valendo a partir desta segunda.

“Podemos aplicar uma multa de até R$ 7 milhões. Os bancos também podem ser punidos com perda de licença ou suspensão temporária”, comenta. Para Campos, as pessoas não podem ser prejudicadas em suas cidades e muito menos ter que se deslocar para outros municípios para fazer transações bancárias.

“Muitos prefeitos têm reclamado da saída de dinheiro das cidades. As pessoas não conseguem sacar nem fazer pagamentos e vão gastar dinheiro em outros locais, atingindo toda uma cadeia produtiva”, diz o gerente de fiscalização.

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE