Campanha quer reduzir descarte de plásticos em rios do País

A poluição provocada pelos plásticos é uma tragédia ambiental global que contamina o solo e os mares

A redução do lixo marinho é alvo da campanha Mares Limpos, lançada nesta quarta (6) pela Organização das Nações Unidas (ONU), no Rio de Janeiro. O objetivo é convencer pessoas e empresas a reduzirem o consumo de plásticos e evitar seu descarte.

A representante da ONU Meio Ambiente no Brasil, Denise Hamú, disse que a campanha terá duração de cinco anos e espera contar com parcerias governamentais e não governamentais brasileiras. "A gente sabe o tamanho do Brasil, país número um em biodiversidade e com uma costa enorme", ressaltou.

Substituir e reduzir

Um ponto importante da campanha é obter a colaboração de empresas para substituir ou reduzir o uso de plásticos em seus produtos. "Não adianta a gente trabalhar só na consequência. Tem que trabalhar na causa. É claro que não são as empresas que jogam o lixo (nos mares), são os usuários, mas a gente precisa ter uma parceria em todo o ciclo da produção. Se a gente só limpar as praias, amanhã teremos elas sujas de novo", disse Denise Hamú.

TSE realiza mais nove sessões para julgar chapa Dilma-Temer

Sessão de julgamento da Aije 194358 em 07.06.2017

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizará mais nove sessões exclusivas, na quinta-feira (8), sexta-feira (9) e sábado (10), destinadas ao julgamento conjunto das três ações (Aije 194358, Aime 761 e RP 846) que pedem a cassação da chapa presidencial Dilma Rousseff e Michel Temer, reeleita em 2014, por suposto abuso de poder político e econômico. As sessões de quinta, sexta e sábado ocorrerão das 9h às 12h, das 14h às 18h e a partir das 19h.

O julgamento teve início na terça-feira (6), às 19h, e prosseguiu com uma segunda sessão na manhã desta quarta-feira (7), que terminou há pouco.

Na primeira sessão, o corregedor-geral da Justiça Eleitoral e relator dos três processos, ministro Herman Benjamin, leu relatório resumido sobre a tramitação dos processos, as providências que efetivou na fase de instrução, as alegações feitas nas ações pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e a Coligação Muda Brasil contra Dilma e Temer, e as contestações das defesas.

Em seguida, a acusação, defesa e Ministério Público apresentaram suas razões. Os ministros chegaram a analisar quatro preliminares, três feitas pela defesa de Dilma Rousseff e uma pela de Michel Temer, e rejeitaram todas elas.

Na sessão de hoje, os ministros analisaram outras três preliminares das defesas.

O julgamento das ações será retomado a partir das 9h desta quinta-feira (8).

Repórter da Globo chama Temer de 'ex-presidente' ao vivo

Resultado de imagem para julio mosquera

Depois de William Bonner, outro jornalista da Globo se confundiu ao falar sobre o presidente Michel Temer (PMDB). O repórter Júlio Mosquéra estava fazendo uma transmissão ao vivo para o Jornal nacional direto do Supremo Tribunal Eleitoral (TSE), em Brasília), na noite desta terça-feira (6), sobre o julgamento da chapa Dilma-Temer, que está sendo realizado lá, quando chamou o político de "ex-presidente".

"Apenas um argumento foi diametralmente oposto. O advogado do ex..., do presidente... é... Michel Temer, Marcos Vinicius Furtado Coelho, alegou que não se pode julgar o presidente Michel Temer junto com a ex-presidente Dilma Rousseff, que são casos separados, contas separadas durante a campanha eleitoral", disse ele, que imediatamente corrigiu o erro. A confusão notada pelos espectadores, que ironizaram o caso no Twitter.

"Segunda vez que a Globo chama o Temer de 'ex-presidente'. Que bom que já sabem", escreveu um usuário do Twitter. "Repórter do Jornal da Globo (sic) acaba de chamar Temer de ex-presidente. Será que vai cair mesmo?", questionou outra. "Gostei de ver o repórter da Rede Globo dizendo: 'do ex-presidente Michel Temer...'. Também estou ansioso por isso, amigo...", brincou outro internauta na rede social.

Após a divulgação da delação premiada do executivo Joesley Batista, o âncora do Jornal nacional William Bonner também cometeu um ato falho e chamou Temer de ex-presidente. Nela, Joesley Batista conta ao ex... ao presidente Michel Temer que está pagando pelo silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha", disse o jornalista no episódio. O erro de Bonner foi ainda mais comentado nas redes sociais, rendendo uma série de piadas e memes.

Abertas inscrições para agente penitenciário em Pernambuco

Resultado de imagem para agente penitenciario pe

As inscrições para o concurso público para agente de segurança penitenciária começam nesta quarta-feira (7) e terminam no dia 3 de julho. O certame visa o preenchimento de 85 vagas. São oferecidos vencimentos de R$ 3.872,82. O valor é referente ao salário e a gratificações de risco penitenciário. O governo também disponibiliza vale refeição e ajuda de transporte.

Os interessados devem se inscrever pela internet. A taxa de inscrição custa R$ 120. Para concorrer, é preciso ter diploma de conclusão de curso superior em qualquer área de formação e Carteira Nacional de Habilitação, na Categoria B. A jornada de trabalho é de plantão de 24 horas trabalhadas com 72 horas de descanso. Também há a opção de oito horas diárias em serviços administrativos.

Provas

O concurso terá duas etapas. A primeira será de provas objetiva e discursiva, no dia 20 de agosto. Também estão previstos exames médicos, avaliação de capacidade física, avaliação psicológica e investigação social. A segunda etapa compreenderá o Curso de Formação do concurso.

As provas objetiva e discursiva serão aplicadas no Recife, em Caruaru, no Agreste, e em Petrolina, no Sertão. As demais fases e o curso de formação ocorrerão na capital.

Precursor da música sertaneja, ‘Zé da Estrada’ morre aos 88 anos

Resultado de imagem para ze da estrada

A música sertaneja é hoje o grande ritmo do país. Os maiores sucessos musicais são todos desse gênero e não faltam representantes dessa modalidade, como Maiara e Maraísa, dentre outras musas que só veem o seu sucesso aumentar. O que muita gente não conhece é a história da música sertaneja e os seus chamados "precursores", nomes que ajudaram o ritmo a nascer e se tornar o que é hoje. Na última segunda-feira (5), o músico Zé da Estrada, apelido do cantor Waldomiro de Oliveira, acabou falecendo. Ele foi um dos primeiros cantores de música sertaneja de raiz. Zé da Estrada formava dupla com 'Pedro Bento', cujo nome real é Joel Antunes Leme. O músico que deixa uma obra vasta na cultura brasileira tinha 88 anos.

Zé faleceu no Hospital de São José do Rio Preto, em São Paulo. O falecimento foi noticiado pelo site da Revista Veja. A morte foi confirmada ao site por familiares do artista. A página da celebridade na internet também teve um comunicado sobre essa triste perda. Na mensagem comovente, a morte é anunciada. O relato é de que ele teria falecido durante o período da madrugada, no hospital onde estava internado. Fãs e amigos se mostraram consternados com a perda irreparável para o cenário musical do país. "Morreu o nosso querido Zé da Estrada. Que ele fique nas mãos de Deus, levando a sua alegria e cantando no céu", diz um trecho da mensagem publicada nas redes sociais.

MPPE vai apurar procedimentos da Fundarpe nas contratações artísticas

Com o objetivo de conhecer, analisar e debater o procedimento das grades das atrações artísticas que se apresentam nos eventos patrocinados pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), bem como os parâmetros dos cachês fixados a serem pagos às atrações artísticas, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou procedimento administrativo.

A iniciativa dos sete promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público da Capital Ana Joêmia Rocha, Andréa Nunes, Áurea Vieira, Hodir Flávio Melo, Eduardo Cajueiro, Luciana Dantas e Lucila Varejão visa aumentar a transparência na contratação de shows artísticos pela Fundarpe e o aperfeiçoamento da própria Fundação ao buscar atuar em conformidade com os princípios constitucionais da legalidade, moralidade, publicidade, eficiência dos gastos públicos e da impessoalidade.

O MPPE também objetiva conhecer, analisar e debater as razões constantes atrasos nos pagamentos das atrações artísticas contratadas pela Fundarpe, frequentemente divulgadas pela imprensa, buscando medidas de evitar tal inadimplemento por parte da Fundação.

Pernambuco contará com BOPE para reforçar segurança no estado

Resultado de imagem para governador de pernambuco cria o bope

Na manhã desta terça-feira (6) o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, assinou o decreto que cria o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), para atuar contra o crime organizado em todo o estado. A nova tropa será composta por 300 profissionais especializados e começarão a operar ainda no segundo semestre deste ano. De acordo com o socialista, a implantação do BOPE em Pernambuco vai auxiliar na diminuição da criminalidade e garantir mais segurança a população pernambucana.

"Evidentemente que nós estamos muito preocupados com a questão da segurança em Pernambuco. Não tem um dia sequer em que eu não durma e acorde pensando nisso. Mas nós temos a convicção também de que o Plano de Segurança foi muito bem elaborado e que dará os frutos necessários para que nós consigamos restabelecer a paz e a tranquilidade em Pernambuco. O BOPE vai nos ajudar a combater o crime organizado de maneira mais efetiva, assim como teremos mais homens nas ruas com a finalização dos concursos, tanto da Polícia Militar quanto da Polícia Civil, neste segundo semestre", afirmou Paulo Câmara.

A medida, está entre as ações do Plano de Segurança de Pernambuco, e vai transformar a Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) no BOPE, criando assim, novas vagas para a tropa especializada e com gratificações próprias, em função da atividade específica. Segundo secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, o novo batalhão vai contar com armamento especial e vai amplificar as ações do CIOE.

Deputado Tony Gel diz que turistas reclamam da descaracterização do período junino

O deputado Tony Gel (PMDB) repercutiu, na Reunião Plenária desta terça (6), críticas de artistas nordestinos à descaracterização da festa de São João. Os posicionamentos, expressos em entrevistas, artigos e nas redes sociais, dizem respeito à desvalorização, em eventos patrocinados pelo Poder Público, de ritmos do Nordeste tradicionais no período, como o forró, frente a outros, como sertanejo e axé-music.

O parlamentar enfatizou que, além do forró, o xote, o baião e a mazurca, por exemplo, têm junho como o período de maior execução, ao passo que os outros ritmos mais comerciais podem ser ouvidos em qualquer lugar do País o ano inteiro. Ele citou as preocupações expressas por artistas como Elba Ramalho e Silvério Pessoa e pela Associação de Forrozeiros.

“O receio não deve ser apenas dos artistas, mas também nosso, como representantes do povo pernambucano, que é apaixonado pelo forró”, disse. “Mesmo turistas que vêm do Sul e Sudeste para curtir nosso São João e ouvir música nordestina ficam impressionados com a descaracterização”, emendou.

Outro ponto abordado no discurso foi quanto ao recolhimento dos valores referentes aos direitos autorais das obras executadas. O deputado destacou as queixas expostas pelos músicos Nando Cordel e Maciel Melo, e demandou uma fiscalização mais eficiente do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad).

Em aparte, Antônio Moraes (PSDB) citou a disparidade entre os cachês pagos a artistas locais tradicionais e a músicos sertanejos de outros Estados. “O Governo disse que só vai financiar bandas do Estado. Espero que isso ocorra e que as Prefeituras, que não têm dinheiro para medicamentos, não deem R$ 500 mil para pagar uma banda”, expressou.

Isaltino Nascimento e Laura Gomes, ambos do PSB, citaram a decisão da ex-prefeita de Olinda Luciana Santos, que proibiu em 2001 a execução de axé e ritmos de outros Estados, como exemplo de ação do Poder Público para preservar tradições musicais e evitar a “aculturação”.

MPE pede cassação da chapa Dilma-Temer "como um todo"

O vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, defendeu durante a sessão de julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação como um todo da chapa Dilma-Temer por haver fatos e provas que configuram ter havido abuso de poder econômico na campanha presidencial de 2014. Segundo Dino, há também indícios de "fabuloso" uso de uma empresa pública, no caso a Petrobras, para repassar recusos a partidos por meio de empreiteiras.

Para o representante do Ministério Público Eleitoral (MPE), foram gastos na campanha da chapa vencedora do pleito presidencial de 2014 um total de R$ 105 milhões, e não apenas os R$ 70 milhões declarados na prestação de contas.

Para Dino, houve uma "espúria relação do setor empresarial com os partidos eleitorais, troca de benefícios vultosamente monetarizados". O vice-procurador-geral eleitoral negou todas as preliminares apresentadas pelas defesas e pediu a cassação da chapa.

Apesar de pedir a condenação da chapa como um todo, Nicolao Dino propôs a pena de perda de direitos políticos apenas para a ex-presidenta Dilma, por responsabilidade, mas não para o presidente Michel Temer.

TSE nega, por unanimidade, pedidos das defesas de Dilma e Temer

Ministros rejeitam quatro questões preliminares sobre a legalidade do processo contra a chapa vencedora em 2014. Julgamento será retomado nesta quarta, e TSE decide se delação vale como prova para cassar Temer.O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou nesta terça-feira (06/06), durante primeira sessão do julgamento sobre a ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, quatro questionamentos preliminares sobre a regularidade do processo apresentados pelas defesas dos dois acusados, que encabeçavam a coligação vencedora das eleições presidenciais de 2014.

O passo a passo do julgamento do TSE

TSE decide destino de Temer

As rejeições foram recomendadas pelo relator do processo, o ministro Herman Benjamin. Entre as preliminares, negadas por unanimidade pelos sete ministros do Tribunal, estava um pedido dos advogados do presidente Michel Temer, que alegavam a impossibilidade de o TSE julgar a cassação do mandato presidencial.

Os juízes também rejeitaram um argumento da defesa da ex-presidente Dilma Rousseff, segundo o qual a ação perdeu o objeto após o impeachment da acusada. Ainda foram recusados pedidos de extinção de duas das três ações em julgamento e uma preliminar que questionava a ordem das testemunhas a serem ouvidas.

As rejeições permitem que o julgamento prossiga com a análise das acusações do PSDB e da coligação derrotada nas eleições de 2014 de que a chapa Dilma-Temer havia cometido abuso de poder político e econômico durante a campanha eleitoral.

Durante a sessão, o advogado de Dilma afirmou que a acusação do PSDB resulta de um "inconformismo de derrotado". A defesa de Temer, por sua vez, defendeu a manutenção do mandato do presidente, sustentando que ele não cometeu nenhuma irregularidade.

O vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, se manifestou a favor da cassação do mandato de Temer e da inelegibilidade de Dilma por oito anos, afirmando que a campanha eleitoral vencedora em 2014 tinha como pano de fundo um "fabuloso esquema de apropriação de empresas públicas".

Após as rejeições das preliminares, a sessão será retomada nesta quarta-feira, quando será analisada outra preliminar das defesas de Dilma e Temer pedindo a eliminação de provas entregues em delações premiadas pelos executivos da construtora Odebrecht e pelos marqueteiros João Santana e Mônica Moura.

O julgamento prosseguirá com o restante do voto do relator. Logo depois, deverão votar os ministros Napoleão Nunes Maia, Admar Gonzaga, Tarcisio Vieira, Rosa Weber, Luiz Fux, e o presidente do TSE, Gilmar Mendes.

Processo sem precedentes

É possível que um dos ministros ainda faça um pedido de vista, solicitando mais tempo para analisar o caso para então apresentar seu voto, o que pode levar a um adiamento de um resultado por semanas ou até meses.

O julgamento é considerado o mais importante da história do TSE. Durante a primeira sessão, o ministro Gilmar Mendes chamou a atenção para o ineditismo do processo, afirmando que esta é uma oportunidade para se analisar como são feitas as campanhas eleitorais no país. "Não se trata de proposta de cassação de mandato, mas de como se faz a campanha no Brasil", afirmou.

Mendes argumentou que a demora para a conclusão do julgamento se justifica pela extrema complexidade do tema e da singularidade que envolve, que é a impugnação da chapa vencedora de uma eleição presidencial. "Há um grau de instabilidade que precisa ser considerado", ressaltou.

TRE mantém multa ao ex-prefeito de São José do Egito, Romério Guimarães

Resultado de imagem para romerio guimaraes sao jose do egito

O PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO - PSB (Comissão Provisória), através de seu representante, por meio de Advogado, ajuizou REPRESENTAÇÃO ELEITORAL POR CONDUTA VEDADA e PUBLICIDADE IRREGULAR COM PEDIDO DE LIMINAR, contra o MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO EGITO e ROMÉRIO AUGUSTO GUIMARÃES, denunciando, em síntese, que os representados, o Prefeito daquele Município e pré-candidato à reeleição em 2016, manteve a propaganda institucional, através de outdoor/placas, pinturas de muros, obras, fardamento dos servidores, veículos oficiais e vários outros meio, cujo slogan traz a seguinte descrição "Avante SÃO JOSÉ" , em período eleitoral, após 02.07.2016, em infringência aos termos da legislação eleitoral.

Regularmente notificados, os representados apresentaram defesas, alegando, em resumo, preliminarmente, ilegitimidade ativa e litispendência, e o mérito, que a referida propaganda foi divulgada antes da vedação temporal do período eleitoral, objetivando divulgar os serviços prestados a população e já teria sido retirada, não configurando promoção pessoal.

A Juíza Eleitoral, à época, Ana Marques Veras, julgou PARCIALMENTE PROCEDENTE o pedido exordial, para condenar o promovido ROMÉRIO AUGUSTO GUIMARÃES, ao pagamento de multa que arbitro em R$ 5.320,50 (cinco mil reais, trezentos e vinte reais e cinquenta centavos). Romério recorreu da decisão junto ao TRE-PE, mas foi julgado improcedente o seu recurso, mantendo a multa aplicada.

Criança pernambucana que salvou livros da enchente será tema do Encontro com Fátima Bernardes

Resultado de imagem para criança salva livros na enchente de pernambuco

A história da pequena moradora do município de São José da Coroa Grande, atingido pelas enchentes na última semana, será contada em rede nacional. Rivânia vai aparecer no programa Encontro com Fátima Bernardes. Ela não deve viajar aos estúdios da Globo para gravar a participação, mas deve aparecer em um VT exibido pela produção.

A criança comoveu o país ao salvar os livros e materiais escolares quando precisou deixar sua casa, atingida pelos alagamentos. O fotógrafo Valter Rodrigues registrou o momento em que a menina está em cima de uma jangada, abraçando a mochila com os livro e a imgem se tornou viral nas redes sociais.

A matéria sobre Rivânia teve repercussão nacional e muitas pessoas se ofereceram para ajudar. O Governo de Pernambuco anunciou que vai distribuir livros para as escolas municipais e estaduais que foram castigadas pelas fortes chuvas. O governador Paulo Câmara, que já visitou a casa de Rivânia no distrito de Várzea do Una, disse que a história da garota inspirou a decisão da distribuição de livros.

Festa de São João que só aceita pessoas nuas gera polêmica entre naturalistas na Bahia

Resultado de imagem para festa do forro nu na bahia

O São João está chegando, e com ele uma nova festa que promete agitar o interior da Bahia. Está marcado para o dia 17 de junho a segunda edição do Forró Nu, em Massarandupió, no município de Entre Rios. O evento traz a prática do naturalismo no local, exigindo uma regra básica: que os frequentadores estejam sem roupas.

Para cada casal é cobrado um valor de R$ 80, podendo esse aproveitar além da dança, as belezas paradisíacas do local. Segundo o idealizador do evento, David Andrade, já foram confirmados 40 casais.

Para entrar na dança junina é importante cultuar o respeito mútuo entre os participantes. Andrade lembra que há regras, por isso não é permitido sexo público no local, o casal que insistir será colocado para fora. Além disso não é permitido a entrade de crianças, apenas adultos se estiverem em casal.

Polêmica

A realização do Forró Nu trouxe para o local também uma antiga discussão. De um lado os naturalistas locais dizem ser contra a esse tipo de festa e acusam as pousadas locais de promoverem evento de suinguee incentivarem a prática do sexo. Do outro lado estão os estabelecimentos, que admitem uma mistura de público entre naturalistas e praticantes do suingue.

A Associação Baiana de Naturalismo não vê problemas com a festa, destacando importância de distinguir o naturalismo e "ação liberal".

Fiscalização do Forró Nu

Intensificar a fiscalização do festejo é um alerto do Ministério Público, que também propõe estabelecer regras de boa convivência na praia de naturalismo.

De acordo o promotor Paulo César de Azevedo é necessário que haja garantia sanitária, de segurança e de acesso restrito do público, evitando o constrangimento do grupo.

Prefeito diz que Campina Grande não é 'gueto cultural' e Elba responde com elogio a sertanejos

Resultado de imagem para prefeito de campina grande e elba ramalho

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), rebateu as críticas de Elba Ramalho às festas juninas da cidade paraibana. A cantora reivindicou maior espaço para o forró na grade de programação dos eventos do ciclo junino e comentou a presença de sertanejos durante a abertura do São João de Caruaru neste fim de semana. Ao Jornal da Paraíba, o político afirmou acreditar que a cantora estava desinformada sobre a grade do município e disse que não havia espaço para um "gueto cultural". "Respeito a posição de Elba, um ícone de nossa cultura nordestina, e até compreendo seu engajamento cultural, mas creio que ela foi mal informada sobre a festa deste ano", rebateu.

E acrescentou: "Nosso São João cultural não pode ser medido apenas pela grade artística do palco principal do Parque do Povo. Campina mantém projetos importantes como o Sítio São João, a Locomotiva Forrozeira, o Memorial do Maior São João do Mundo, as quadrilhas juninas, o forró pé-de-serra, os eventos tradicionais (como o pau de sebo e a Corrida da Fogueira), as comidas típicas e inúmeras outras manifestações que têm por base nossas raízes culturais mais autênticas". Elba voltou a comentar o assunto por meio de uma publicação no Facebook, na qual agradeceu ao tucano pelo convite para participar da festa e diz que as afirmações feitas em Caruaru não passam de reivindicações.

"Minha fala em Caruaru não foi para criticar, senão reivindicar a participação de mais artistas regionais nas noites alegres do São João Campinense, uma festa caracterizada pelo forró. O forró que aprendemos com Seu Luis , Jackson do Pandeiro, Marinês, Dominguinhos e trios maravilhosos como o Trio Nordestino, Os 3 do Nordeste... Essa é minha humilde opinião, pode não ser a sua, e em nada diminui a admiração que tenho pelos meus colegas sertanejos. Um peso para cada medida. Aprendamos a respeitar as opiniões contrárias, sejamos gentis e educados na discordância. Não vamos mais polemizar, vamos festejar!", publicou. Ela também publicou uma imagem do show na cidade pernambucana na qual afirma "São João tem que ter FORRÓ" e usa hashtag da campanha Devolva Meu São João, encabeçada por Chambinho do Acordeon e Joquinha Gonzaga em abril deste ano como resposta à grade de shows de Campina Grande.

Congresso promulga PEC que legaliza prática da vaquejada no Brasil

Resultado de imagem para vaquejada no brasil

O Congresso Nacional promulgou na manhã desta terça-feira, 6, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que legaliza a prática da vaquejada em todo o Brasil. A sanção ocorreu durante sessão solene do Senado, presidida pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE). O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também participou do evento.

A PEC legaliza a vaquejada ao incluir na Constituição Federal que “não são cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais”.

Em novembro, Câmara e Senado aprovaram de forma relâmpago projeto que transformou a vaquejada e o rodeio em manifestações culturais e patrimônios imateriais do Brasil. A lei já foi sancionada pelo presidente Michel Temer (PMDB).

A regulamentação da vaquejada por meio da PEC foi aprovada no Congresso com o apoio principalmente de parlamentares das bancadas do Nordeste, onde a prática é mais comum.

A aprovação da matéria foi uma resposta do Legislativo à recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou a prática ilegal em decorrência da crueldade contra os animais.

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE