Audiência pública foi bem movimentada na Câmara de Afogados da Ingazeira

Resultado de imagem para audiencia publica na camara de afogados sobre a compesa

A Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira realizou na noite desta terça (5) audiência pública para debater a cobrança do esgoto por parte da Compesa no município. Várias pessoas de diversos segmentos estiveram participando do debate que contou com a presença de quase todos os vereadores, do coordenador da Compesa no Interior, Marconi de Azevedo, do gerente da Compesa em Afogados, Sérgio Bruno e do chefe de distribuição local, Washington Jordão.

Após as falas dos vereadores e do representante da Compesa (Marconi), foi aberta a participação à população para que fossem feitas perguntas ou questionamentos. Algumas pessoas que fizeram questionamentos arrancaram aplausos dos presentes por se colocarem não contra o projeto do esgotamento, mas pela forma como querem realizar a cobrança.

O coordenador da Compesa no Interior, Marconi de Azevedo, disse que a regra junto a Agência Reguladora de Pernambuco (Arpe) para se cobrar o esgotamento sanitário por usuário é de 80% do valor da conta, mas que o governo do estado vai “brigar” com a Arpe para que esse percentual fique na casa dos 50%. Ele ainda afirmou que hoje, em Afogados da Ingazeira, 16% dos usuários da Compesa estão incluídos na tarifa social e que não vão pagar essa taxa do esgotamento.

Ao final, o presidente da Casa, vereador Igor Mariano, disse que a Câmara vai continuar acompanhando e estudando o projeto para que se possa tomar uma decisão acertada, sem tirar a importância do projeto para o município.