Juízes, procuradores, advogados e bispos assinam manifesto em defesa da paz nas eleições

Resultado de imagem para urna eletrônica 2018

Sete grandes entidades manifestaram, em nota, na última quinta-feira, 18, repúdio público a 'toda e qualquer manifestação de ódio e desprezo aos direitos humanos de qualquer cidadão brasileiro'. A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), a Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (Abrat) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) pediram 'a pacificação e a concórdia' durante o 2º turno das eleições 2018 e depois do pleito.

Na nota, as entidades se manifestaram ainda 'pela preservação do sistema de proteção dos direitos sociais constitucionalmente estabelecido, reconhecendo que Justiça e Paz devem necessariamente caminhar lado a lado, inclusive no campo social'. Anamatra, Conselho Federal da OAB, CNBB, ANPT, Sinait, Abrat e Fenaj declararam 'a defesa irrestrita e incondicional dos direitos fundamentais sociais, inclusive os trabalhistas, e da imprescindibilidade das instituições que os preservam, nomeadamente a Magistratura do Trabalho, o Ministério Público do Trabalho, a Auditoria Fiscal do Trabalho e a advocacia trabalhista, todos cumpridores de históricos papéis na afirmação da democracia brasileira'.

"Não há desenvolvimento sem pacificação social, como não há boa governança sem coerência constitucional, e de que tampouco pode haver Estado Democrático de Direito sem Estado Social com liberdades públicas", afirmaram.

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE