Fábrica da Kinitos não tinha licença de funcionamento, diz Vigilância Sanitária

Rato encontrado dentro de pacote de pipoca

A fábrica Kinitos, interditada desde a última sexta-feira (28) após ser constatadas irregularidades na produção de alimentos, não possuía licença de funcionamento de acordo com a Vigilância Sanitária do Recife (Visa). Em meio às investigações sobre a presença de roedores dentro de sacos de pipocas, além de intoxicação alimentar por causa de biscoito, uma nova consumidora trouxe à tona mais um suposto caso de rato dentro do produto. Órgãos reguladores como Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Visa e a Delegacia de Polícia de Crimes contra o Consumidor acompanham o caso, que pode resultar aos responsáveis multas que variam de R$ 400 a R$ 9,600 milhões, além de processo criminal com pena que vai de dois a cinco anos de reclusão.

O novo caso é o da atendente de telemarketing Marília Borba, de 20 anos. Ela explica que encontrou um rato dentro da pipoca na última sexta-feira. “Eu abri a pipoca na frente do quiosque onde eu comprei. De imediato senti um cheiro forte e estranho, olhei a validade e estava para o dia 10 de março de 2019. Verifiquei a embalagem e vi que ela não estava violada. Voltei ao trabalho e continuei comendo.” Foi então que ela comentou com uma amiga sobre o cheiro da pipoca. “Ela olhou pra dentro e viu uma coisa preta. Despejamos e vimos que era um rato. Peguei tudo, falei com o vendedor para ele me ajudar com a denúncia e, nesse meio tempo, comecei a passar mal”, lembra. Tudo aconteceu na sexta-feira à tarde. Como no sábado a Delegacia do Consumidor estava fechada, ela registrou o Boletim de Ocorrência na última segunda. “E hoje (ontem), eu fui ao Juizado Especial e entrei com um processo.”

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE