Advogado diz que estudante não morreu por conta do tiro

Resultado de imagem para caso itambé

Os policiais militares envolvidos na morte do estudante Edvaldo Alves, na cidade de Itambé, em março de 2017, passaram por uma nova audiência com a Justiça nesta sexta-feira (10). Além deles, outras sete testemunhas serão ouvidas.

O advogado do capitão Ramon Tadeu, acusado de ser o responsável por dar a ordem de atirar, falou sobre a situação do cliente. "A vida dele não tá bem. Ele está afastado. Mas garante que não teve a intenção de matar e que se o fato aconteceu, foi de forma culposa e não dolosa", comentou Ernesto Cavalcanti

O advogado questionou ainda o que ocasionou a morte do estudante. “Mas é importante ressaltar que o rapaz morreu não em decorrência do tiro, morreu em decorrência de uma infecção, de uma má condução do hospital”, argumentou.

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE