Humberto Costa defende candidatura de Lula à Presidência da República e ataca Mendonça Filho e Bruno Araújo

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária.   Em discurso, à tribuna, senador Humberto Costa (PT-PE).  Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Humberto Costa (PT-PE) elogiou nesta terça-feira (7) o “acordo político de alto nível” que manteve Luiz Inácio Lula da Silva como candidato a presidente pelo seu partido e escolheu Fernando Haddad como candidato a vice. Para ele, o PT mostrou que confia na candidatura de Lula.

O senador afirmou que impedir o ex-presidente de disputar a eleição consiste num risco para a democracia e a legitimidade do processo eleitoral. Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) por lavagem de dinheiro e corrupção. Para Humberto Costa, Lula é vítima de perseguição por parte do Judiciário.

Humberto Costa afirmou que as eleições deste ano serão uma espécie de plebiscito entre os apoiadores do impeachment de Dilma Rousseff e as forças políticas determinadas a “retomar um projeto interrompido de Brasil”. O senador classificou como golpe proibir a participação de Lula em debates eleitorais. Ele disse esperar uma grande mobilização nacional pelo registro da candidatura do líder petista.

Ainda, durante o discurso, usou a estratégia dos socialistas de tentar atribuir ao palanque adversário a pecha de “turma de Temer”, aproveitando a baixa popularidade do presidente emedebista principalmente no Nordeste. “Quero travar esse debate contra esses dois prepostos de Temer nesta eleição”, afirmou, em Brasília, referindo-se aos deputados federais Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB), candidatos ao mesmo cargo que o petista e ex-ministros da Educação e das Cidades, respectivamente.

“Para que nossos projetos sejam submetidos ao povo de Pernambuco e o povo possa escolher, nas urnas, se prefere o Brasil de Lula, que eu represento, ou o Brasil de Temer, do qual Mendonça Filho e Bruno Araújo são os maiores representantes no nosso Estado”, afirmou ainda Humberto Costa.

“Integro a chapa como candidato ao Senado e terei prazer de fazer o debate com os representantes de Temer, que sempre foram subservientes ao Presidente da República, como Mendonça Filho e Bruno Araújo, seus ex-Ministros, que se prestaram ao papel de destruir o País. Todos dois têm larga experiência em desmontar projetos essenciais à população”, acusou.

“Foi Mendoncinha, o “mãos de tesoura”, que fez com que o Ciência sem Fronteiras, o ProUni, o Fies, as universidades públicas e a pesquisa no País fossem praticamente destroçados. E Bruno Araújo, que ridiculamente bateu panela na tribuna do plenário da Câmara e foi o responsável pelo último voto dos golpistas contra Dilma, fez especificamente com o Minha Casa, Minha Vida, acabando com o programa para a população de baixa renda”.

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE