Cidades do Agreste vivem expectativa de libertação da seca

Resultado de imagem para adutora do alto capibaribe

Cerca de 230 mil habitantes de nove municípios de Pernambuco e um da Paraíba poderão chegar ao final de 2019 com a perspectiva de se livrar do drama da seca. Essa possibilidade se deve à transposição do Rio São Francisco, idealizada em 1847, no tempo do Império de Dom Pedro II, mas efetivamente planejada e executada apenas a partir do primeiro mandato do ex-presidente Lula.

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) anunciou nesta terça-feira que começa nesta semana o assentamento das primeiras tubulações da Adutora do Alto Capibaribe, que vai trazer água do Rio São Francisco, captada na Paraíba, para abastecer nove municípios do Agreste Setentrional pernambucano e mais um do Cariri paraibano, com prazo de 15 meses para a conclusão.

Segundo a Compesa, a tubulação vai ser implantada começando pela implantação de 15 mil metros de tubos na margem da rodovia PE-160 a partir do município de Santa Cruz do Capibaribe, a 190 quilômetros do Recife, seguindo para Jataúba, a 220 quilômetros, e  Taquaritinga do Norte, 164 quilômetros, na estrada de acesso à Barragem de Mateus Vieira, com cerca de cinco mil metros de tubos.

Ainda segundo a empresa, a obra é inédita no país por ser a primeira vez que uma adutora de um estado vai captar água em um rio de outro estado. A Adutora do Alto Capibaribe vai trazer para Pernambuco água do Rio Paraíba, próximo ao Açude Boqueirão, na cidade de Barra de São Miguel, na Paraíba.

A Compesa acrescenta que a engenharia vai permitir fazer a “transposição da transposição”, acelerando a chegada da água do Rio São Francisco para 230 mil habitantes dos municípios de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Jataúba, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Frei Miguelinho, Santa Maria do Cambucá, Vertente do Lério e no distrito de São Domingos, em Brejo da Madre de Deus, além de atender ao município de Barra de São Miguel, na Paraíba. Também vai contemplar o polo de confecção de Pernambuco concentrado nos municípios de Santa Cruz e Toritama.

"Dessas nove cidades, seis seriam beneficiadas com água da Transposição somente com a segunda etapa da Adutora do Agreste, fase ainda não conveniada e sem previsão de início de obras", informou o presidente da Compesa, Roberto Tavares. Ainda segundo ele, serão aplicados nessa obra R$ 82 milhões originários do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

“A Adutora do Alto Capibaribe é um dos melhores exemplos desse trabalho incansável da nossa equipe técnica e da decisão política da gestão em enfrentar os obstáculos que surgem”, declarou o governador Paulo Câmara sobre o empreendimento. Segundo a Compesa, a população dos nove municípios sofre com um período severo de sete anos de seca.
 
A Compesa acrescenta que a obra consiste na implantação de uma adutora com 70 quilômetros de extensão, incluindo três estações de bombeamento. O trecho mais longo da adutora terá 51 quilômetros e vai transportar 350 litros de água por segundo, da captação, na Paraíba, até o município de Santa Cruz do Capibaribe, atendendo o Centro de Brejo da Madre de Deus e o distrito de São Domingos. De lá, uma derivação da adutora seguirá para a Barragem de Poço Fundo, para abastecer Jataúba. Em Santa Cruz do Capibaribe, a Adutora do Alto Capibaribe será interligada às tubulações da Adutora do Agreste para levar a água à Estação de Tratamento de Água (ETA) Toritama. No meio desse percurso, será implantado um trecho complementar de cinco quilômetros para abastecer Taquaritinga do Norte e o distrito de Pão de Açúcar. De Toritama, a água também seguirá pelo Sistema de Jucazinho, de forma invertida, para atender Vertentes, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho e Vertente do Lério.

Um convênio de cooperação técnica e administrativa firmado entre o Governo de Pernambuco e o Governo da Paraíba que viabiliza a captação da água da Transposição do Rio São Francisco na Paraíba também inclui desenvolvimento de estudos pelas equipes técnicas da Compesa e da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) para ações de melhoria de abastecimento das regiões de fronteira entre os dois estados.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Compesa

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE