Árbitros receberam até R$ 50 mil para favorecer times no Paraibano 2018

clubes-com-melhores-desempenhos-foram-favorecidos-no-paraibano-2018-diz-policia

Comemorações efusivas de um lado. Tristeza profunda do outro. Risos, lágrimas. Aquele grito de gol entalado na garganta. A boa e velha ‘zoação’ com os rivais. O famoso ‘É campeão!’. Estádios lotados, festas bonitas. A cerveja com os amigos no fim da tarde do domingo. A sensação de vitória. A volta difícil para casa após mais uma derrota. Todos estes sentimentos podem ter sido em vão no Campeonato Paraibano 2018. Isso porque a edição deste ano do certame estadual tem tudo para ter sido um ‘jogo de cartas marcadas’.

A competição é investigada pela Operação Cartola, desencadeada pela Delegacia de Defraudações e Falsificações da Polícia Civil e pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba, que apura irregularidades no futebol paraibano, como manipulação de resultados. De acordo com o delegado Lucas Sá, responsável pelas investigações, há comprovações que os clubes que melhor tiveram um desempenho no torneio, foram favorecidos diretamente.

“O que a gente pode dizer é que tem episódios com fortes indícios de que os clubes que foram favorecidos tiveram melhor desempenho. Isso desde o início do campeonato até as fases decisivas. De fato, esse favorecimento foi decisivo para que os clubes tivessem um bom resultado no campeonato. É um fato”, declarou.

Por conta do sigilo das investigações, o delegado não pôde falar os nomes dos clubes envolvidos. Segundo ele, todos os dirigentes de times da primeira divisão do futebol da Paraíba são investigados. Vale lembrar que a edição 2018 do Campeonato Paraibano teve como campeão e vice-campeão, respectivamente, Botafogo-PB e Campinense.

Além dessa declaração, o delegado revelou uma série de irregularidades cometidas no futebol paraibano na edição deste ano do Estadual. Ele ressaltou ainda que há indícios que as fraudes aconteciam há pelo menos dez anos, porém, pelo fato das investigações terem começado efetivamente a partir de janeiro de 2018, as provas concretas referem-se ao campeonato mais recente.

São várias as irregularidades cometidas pelas pessoas investigadas que, além dos dirigentes, compreendem ainda a Federação Paraibana de Futebol (FPF), a Comissão de Arbitragem da FPF, o Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJDP) e árbitros de futebol. Dentre as fraudes, estão a participação de pessoas que usaram o esporte como trampolim para a política, compras de jogos, árbitros vendendo o mesmo jogo para os dois times adversários, entre outras.

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE