Ministério Público cobra coibição de som automotivo e paredões de som em São José do Egito

Resultado de imagem para paredoes de som

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Promotoria de Justiça de São José do Egito, emitiu recomendação para que o comando da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), o Departamento Municipal de Trânsito da cidade e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente tomem medidas com vistas a coibir a poluição sonora na cidade.

Além de mobilizar os órgãos públicos, a recomendação exige que donos de restaurante ou estabelecimento comercial deste setor fixem, dentro de 20 dias, cartazes informando a impossibilidade de utilização de som automotivo em vias públicas, bem como a venda de bebidas alcoólicas para ciranças e adolescentes; solicita, ainda, a apreensão de veículos que estejam utilizando som automotivo ou “paredões de som” ou semelhantes em locais públicos, particulares, abertos ou fechados.

"Cientifiquem os respectivos proprietários de todos os bares, boates, lanchonetes e trailers e restaurantes existentes no Município de São José do Egito dos aspectos penais referentes à perturbação do sossego alheio, bem como referente à venda de bebidas alcoólicas à criança e ao adolescente, entregando-lhes cópia da presente Recomendação para que possam afixá-las em local que entenderem conveniente, visível ao público", descreveu o promotor de Justiça Adriano Camargo Vieira, no texto da recomendação.

O documento solicita ainda a aplicação de multa com retenção do veículo ou do equipamento, lavrando boletim de ocorrência por contravenção penal ou crime ambiental; indicando que só deve ser utilizada força em caso de resistência.

Festa da Padroeira da Diocese de Afogados da Ingazeira começa nesta quinta

Tem início nesta quinta (19), a festa da padroeira da diocese de Afogados da Ingazeira, Santa Maria Madalena.

O tríduo em honra à Padroeira, terá início às 19h, na Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios, com noite dedicada a Paróquia de São Sebastião de Iguaraci, com missa presidida pelo padre Antônio Rogério Veríssimo.

Na sexta (20), às 19h, a noite será dedicada ao Seminário Maior da Diocese, São Carlos Borromeu, pelos 15 anos de atividade na capital pernambucana. A missa será presidida pelo ex-bispo de Afogados da Ingazeira, e hoje Arcebispo de Vitória da Conquista-BA, dom Luís Gonzaga Pepeu.

No sábado (21), também às 19h, noite dedicada a Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios, com a missa presidida pelo pároco, Pe. Gilvam Bezerra.

No domingo (22), 18h, solenidade de Santa Maria Madalena, com missa presidida pelo bispo diocesano, dom Egidio Bisol, em seguida, procissão pelo centro da cidade.

A gente não sabe de que lado ele é, diz Marília Arraes sobre Paulo Câmara

Resultado de imagem para marilia arraes na radio pajeu

A pré-candidata ao governo do Estado Marília Arraes (PT) voltou a utilizar a estratégia de criticar o posicionamento do governador Paulo Câmara (PSB) de buscar o apoio do PT no seu projeto de reeleição. Em entrevista concedida ao programa Conversa Afiada, comandado pelo apresentador Paulo Henrique Amorim, a vereadora do Recife classificou o perfil do socialista como 'gerencial'.

"Ele é um gerente que deveria ser guiado por um líder político que não está mais aqui. Então, não dá para expressar o posicionamento político dele. O que eu quero dizer: A gente precisa construir a unidade da esquerda, do campo progressista, é necessário. Mas essa unidade tem que ser construída com base em projetos e não simplesmente no 'toma lá da cá', no 'tu tira uma candidatura aqui que a gente te apoia ali', não é assim, não dá para fazer esse diálogo", cravou a pré-candidata.

Compesa fará concurso domingo para quase 30 mil inscritos

Resultado de imagem para compesa

No próximo domingo (22), será realizado o concurso público da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). O certame oferece 63 vagas de níveis médio, técnico e superior, com salários que variam de R$ 1.442,36 a R$ 6.743,28, dependendo do cargo ocupado.

De acordo com a instituição, o concurso tem 29,5 mil candidatos inscritos, número que supera as candidaturas das últimas duas seleções da Companhia. Em 2014, foram registradas 11,1 mil inscrições, enquanto que em 2016 o processo seletivo somou 15 mil candidaturas.

O nível médio tem os cargos mais concorridos, principalmente a função de assistente de saneamento e gestão, com lotação nas cidades de Caruaru, Garanhuns, Paudalho e Vitória de Santo Antão. No município de Caruaru, por exemplo, há 1.684 candidatos para uma vaga.

Entre os cargos de nível superior, a função de analista de gestão soma 661 concorrentes para uma vaga. Para a consulta da lista completa da concorrência, os candidatos podem acessar o site do processo seletivo.

As provas para os candidatos de níveis médio e técnico serão realizadas das 14h30 às 18h30. Já os concorrentes de nível superior enfrentarão o exame das 8h às 12h. Os locais de realização da seleção podem ser consultados no site da banca organizadora do concurso.

Ainda segundo a Compesa, as primeiras contratações dos aprovados deverão ocorrer em 2019.

Artistas reclamam de atrasos do Governo de Pernambuco no pagamento de cachês

Resultado de imagem para artistas pernambucanos denunciam atraso no cache

O grupo de artistas Coletivo Pernambuco divulgou nesta terça-feira (17) um manifesto contra o atraso do Estado em pagar os cachês do Carnaval 2018. A denúncia, assinada por seis grupos musicais - entre eles a A Banda de Pau e Corda e o Quinteto Violado, e onze artistas como Marrom Brasileiro, Maestro Spok, Nena Queiroga e Almir Rouche, reclama do "desrespeito e falta de compromisso" do governo estadual com a classe de artistas e músicos pernambucanos.

Segundo eles, a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco - Fundarpe, órgão da Secretaria Estadual de Cultura, e a Empresa de Turismo de Pernambuco - Empetur, vinculada à Secretaria Estadual de Turismo, responsáveis pelo incentivo aos carnavais municipais, "não se pronunciam e nem explicam o motivo desse imenso e danoso atraso. Até o momento nada foi pago e nenhum esclarecimento nos foi dado", afirmam.

Alguns artistas já haviam se manifestado pelas redes sociais, demonstrando a insatisfação com os atrasos nos pagamentos das apresentações para eventos promovidos pelo Governo do Estado. O vocalista da Banda de Pau e Corda, Sérgio Andrade, diz que antes mesmo do Carnaval o grupo já vinha pleiteando falar com o governador Paulo Câmara sobre os problemas recorrentes a cada ano.

Segundo ele, a carta de apresentação do Coletivo Pernambuco, criado há quase um ano para representar os artistas que formavam o "Grupo de Carnaval", já falava dos atrasos e de outros pontos polêmicos da classe artística junto à Secretaria Estadual de Cultura. "Tudo continua do mesmo jeito. A gente não aguenta mais", desabafou.

Por meio da Assessoria de Imprensa, a Secretaria de Cultura de Pernambuco, informou que "os processos dos artistas que tocaram no Carnaval pela Fundarpe estão prontos para pagamento, só dependendo do desembolso da Secretaria da Fazenda". Já a Empetur/ Secretaria de Turismo informa "que os pagamentos dos cachês dos artistas pernambucanos que participaram do carnaval 2018 segue o processo normal de prestação de contas, com vistas ao posterior pagamento dos artistas, conforme o fluxo de caixa".

MANIFESTO

Artistas pernambucanos denunciam atrasos nos pagamentos dos cachês do carnaval

O Coletivo Pernambuco, grupo do qual fazem parte os artistas abaixo descritos, vem a público denunciar o Governo de Pernambuco pelo desrespeito e falta de compromisso com que trata a classe de artistas e músicos pernambucanos que fizeram o carnaval 2018. Passado o Ciclo Junino e já na preparação para o Festival de Inverno de Garanhuns, o Governo de Pernambuco, apesar dos inúmeros contatos e esforços da nossa classe em receber satisfações, não deu qualquer explicação sobre a falta de pagamento relativo aos shows realizados no carnaval de 2018.

Apesar de exigirem dos artistas o profissionalismo necessário para lidar com a burocracia imposta pelo Estado, o governo parece acreditar que os artistas trabalham apenas por amor à arte. Vale destacar que para cada show realizado durante o carnaval, os artistas Pernambucanos precisam investir recursos em ensaios, figurino, equipe técnica, transporte, etc.

Ao se apresentarem no carnaval e passarem meses sem receber seus cachês, os artistas perdem seu poder de investimento, de Promover a Renovação e expansão da nossa Arte , paralisando suas carreiras e prejudicando, inclusive, a divulgação da música pernambucana para além das fronteiras de nosso estado. Isso prejudica, mais uma vez, a carreira dos Cantores da nossa Região. É impressionante o descaso, a falta de respeito e falta de compromisso desse governo para com os trabalhadores da cultura de Pernambuco!

Em matéria publicada no site da Fundarpe em 08 de fevereiro de 2018, os representantes do Governo do Estado fizeram questão de destacar os 14,8 milhões de reais que deveriam ser investidos nos festejos locais, além da valorização das manifestações culturais e dos artistas pernambucanos.

Passados cinco meses da festa, tal discurso se mostra apenas mais uma falácia de uma gestão que prefere focar seus esforços em publicidade e esquece de investir em políticas públicas efetivas para a cultura local.

RECIFE, 11 de julho de 2018

Assinam:

Grupo musicais:

Banda de Pau e Corda

Coral Edgard Moraes

Som da Terra

Quinteto Violado

Maestro Forró & OPBH

Artistas:

Gustavo Travassos

Gerlane Lops

Karynna Spineli

Luciano Magno

Marrom Brasileiro

Nena Queiroga

Nonô Germano

Almir Rouche

Spok

André Rio

Ed Carlos

Odacy Amorim retira sua pré-candidatura ao governo de Pernambuco

Resultado de imagem para deputado odacy amorim pernambuco

O deputado estadual Odacy Amorim (PT) retirou nesta quarta-feira (18) sua candidatura ao governo de Pernambuco. No documento, enderaçado ao Partido dos Trabalhadores (PT), o parlamentar anuncia que pretende concorrer a uma vaga no legislativo federal. O PT havia colocado três nomes na disputa do governo de Pernambuco, além de Odacy, disputavam o páreo a vereadora Marília Arraes e José Oliveira, dirigente sindical do PT.

Marília Arraes vem brigando com uma área do partido para ter o direito de disputar. O grupo do Senador Humberto Costa e do vice-presidente do partido no estado, Oscar Barreto, são contras. Eles defendem aliança com o PSB, mas Marília aparece bem colocada nas pesquisas.

Pagamento da primeira parcela do 13º de aposentados começa em agosto

Resultado de imagem para 13 salario

Aposentados e pensionistas começarão a receber, a partir de agosto, a antecipação da primeira parcela do 13º salário. De acordo com a Secretaria de Previdência, o depósito será realizado junto com a folha mensal de pagamentos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), entre os dias 27 de agosto e 10 de setembro, conforme a Tabela de Pagamentos de Benefícios 2018.

A estimativa é que essa antecipação chegue a R$ 20,6 bilhões nos meses de agosto e setembro. Cerca de 30 milhões de beneficiários terão direito à primeira parcela do abono anual, que corresponde a metade do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro de 2018. Nesse caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Ministério Público abre inquérito de improbidade contra Prefeitura do Recife em revisão do Plano Diretor

Resultado de imagem para prefeitura do recife

O Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), por meio da promotora de Promoção e Defesa do Patrimônio Público Áurea Rosane Vieira, da Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania da Capital, abriu novo inquérito civil público contra a Prefeitura do Recife para investigar improbidade administrativa por obstrução da participação popular na condução da atual revisão do Plano Diretor do Recife. Caso se prove a obstrução, pode ocorrer a perda do mandato do prefeito Geraldo Júlio e punições a servidores públicos envolvidos no processo.

A Portaria nº 16/2018, assinada no dia 13 de julho, foi publicada na manhã desta quarta-feira (18) no Diário Oficial do MPPE. A decisão dialoga com inquérito aberto também pelo MPPE no dia 21 de junho, pelas promotoras de Arquitetura e Urbanismo Maria Lizandra Lira de Carvalho e Bettina Estanislau Guedes, também para apurar irregularidades na garantia da participação popular no processo da revisão. As investigações ocorrem após denúncias realizadas sistematicamente pela Articulação Recife de Luta, que tem acompanhado o processo de revisão como sociedade civil organizada.

A portaria considera que o Estatuto da Cidade, um dos principais instrumentos de lei que regem o Plano Diretor nas cidades, estabelece a gestão democrática por meio da participação popular na formulação, execução e acompanhamento de planos, e prescreve que os Poderes Públicos devem garantir os efetivos espaços de discussão no processo de elaboração e na fiscalização de sua execução, assim como o acesso a documentos e informações produzidas no processo. Se isso não ocorrer, lembra a promotora, a Prefeitura é passível de responsabilização civil por improbidade administrativa. Isso acarretaria, em outros termos, a própria perda do mandato do atual prefeito do Recife.

Em cenário sem Lula, Haddad venceria no 1º e 2º turno em PE, diz pesquisa

Resultado de imagem para fernando haddad

Na intenção de voto espontânea para presidente, o eleitorado pernambucano segue firme no seu desejo de votar em Lula, segundo pesquisa da Datamétrica realizada nos dias 11 e 12 de julho. Quase metade da população, 46%, disse que votaria no ex-presidente. Em junho, no levantamento anterior,  a intenção de voto espontânea nele era de 41%. Na sequência, com larga distância, aparece Bolsonaro com 7% (era 9% em junho), Ciro Gomes com 2%, Marina  Silva com 1% e o restante com menos de 1%. Cresceu o número de indecisos: 21% para 26%. E caiu branco/nulo: 23% para 16%.

Na intenção de voto estimulada de primeiro turno, foram feitos três cenários. Um considerando Lula postulante, outro substituindo ele por Fernando Haddad e um terceiro considerando o ex-prefeito de São Paulo e informando que ele tem o apoio de Lula. Confirmando os resultados da intenção espontânea, no primeiro cenário Lula lidera com 65%, um crescimento de seis pontos comparado aos resultados de junho (59%). Bolsonaro aparece como segundo colocado, com 9% (tinha 11%); Ciro, 4% (tinha 3%); Marina repete o desempenho anterior com 3%; e os pré-candidatos restantes têm, cada um, 1% ou menos. Indecisos representam 4% e branco/nulo 11%.

No segundo cenário, com Haddad sem informar o apoio de Lula, todos os demais candidatos crescem, alguns significativamente. Marina lidera com 14%; Bolsonaro vem com 12%; Ciro, 7%, Fernando Collor de Mello, Fernando Haddad, Geraldo Alckmin e Álvaro Dias cada um com 2%, os demais com 1% ou menos. Branco/nulo é o “candidato” mais forte, com 44%, enquanto 12% se disseram indecisos.

A terceira simulação, informando que Haddad tem o apoio de Lula, o petista cresce de 2% (cenário anterior) para 16%, ficando na primeira colocação. Marina aparece com 12%; Bolsonaro, 11%; Ciro, 6%; Alckmin e Collor com 2% cada e o restante com 1% ou menos. Branco/nulo seria 37% e 9% se disseram indecisos.

MP pede que Ciro seja investigado por injúria racial

Resultado de imagem para ciro gomes

O Ministério Público de São Paulo pediu ao Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap) - vinculado à Polícia Civil - a instauração de inquérito para averiguar suposto crime de injúria racial, que teria sido cometido pelo presidenciável Ciro Gomes (PDT) contra o vereador Fernando Holiday (DEM), um dos coordenadores do Movimento Brasil Livre (MBL).

Segundo o MP, o pedido foi formulado no dia 12. A Secretaria de Segurança Pública informou, no entanto, que a solicitação ainda não chegou ao Decap e o inquérito não foi aberto. Segundo o site BR18, do Grupo Estado, o MP atendeu a uma representação do advogado Maurício Januzzi, do escritório Januzzi e Carvalho. A pena para o crime de injúria racial é de 1 a 3 anos de prisão mais multa.

Ministério Público Federal consegue condenação de ex-prefeito de Lagoa de Itaenga

Resultado de imagem para jackson jose da silva prefeito de lagoa do itaengaO Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco conseguiu, na Justiça Federal, a condenação de Jackson José da Silva, ex-prefeito de Lagoa de Itaenga, na Zona da Mata pernambucana, por desvio de recursos oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), bem como por fraudes em licitações. Também foram condenadas outras quatro pessoas, incluindo integrantes da comissão de licitação à época. A responsável pelo caso é a procuradora da República Silvia Regina Lopes.

A ação do MPF foi fruto de inquérito civil instaurado após apurações da Controladoria-Geral da União (CGU), que identificou irregularidades na aplicação de recursos federais destinados ao Programa Brasil Escolarizado entre 2009 e 2010. Foram constatadas fraudes em licitações, fracionamento de despesas para manutenção de veículos, ausência de comprovação de utilização de recursos na educação básica e em despesas com combustível. O prejuízo aos cofres públicos foi de mais de R$ 3 milhões. O MPF já havia conseguido o bloqueio de bens dos acusados, após o ajuizamento, em 2016, de ação de improbidade administrativa.

As investigações apontaram, dentre outras irregularidades, o direcionamento de licitações para favorecer empresa em contratações para compra de materiais de construção com o uso de "laranja" como representante legal. De acordo com o MPF, não foi comprovada a necessidade da realização dos certames, nem foram encontradas provas do efetivo emprego dos recursos destinados à empresa, o que comprovou o desvio das verbas públicas.

Além de Jackson José da Silva, também foram alvos da ação penal duas integrantes da comissão de licitação de Lagoa de Itaenga à época (Lucivane Francisca da Silva e Klécia Maria da Silva); o pai do ex-prefeito, José Manoel da Silva; e o ex-motorista de José Manoel, Paulo Antônio de Oliveira, apontado como "laranja" da empresa vencedora das licitações. Uma terceira integrante da comissão de licitação, também processada pelo MPF, foi absolvida pela Justiça Federal.

Sentença – A Justiça condenou Jackson José da Silva a 7 anos e 3 meses de reclusão, a serem cumpridos em regime semiaberto. Os outros envolvidos foram condenados a penas que variam de 5 meses de detenção a 4 anos de reclusão. As penas privativas de liberdade, com exceção da aplicada ao ex-prefeito, foram substituídas por penas restritivas de direitos, que consistem na prestação de serviço à entidade pública e prestação pecuniária. Os envolvidos também foram condenados a ressarcir o dano causado aos cofres públicos (mais de R$ 3 milhões). O ex-prefeito poderá recorrer da decisão em liberdade.

'Não sou contra reforma trabalhista, sou contra esta reforma', diz Ciro

Resultado de imagem para ciro gomes

O pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, amenizou nesta terça-feira (17), em reunião com empresários na Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), na capital paulista, seu discurso em relação à reforma trabalhista. Ciro afirmou que não se opõe uma reforma, mas que é contrário à matéria aprovada pelo governo de Michel Temer. O pedetista, que anteriormente havia prometido revogar o texto caso vença as eleições 2018, disse que, ao falar em "revogar", fez uso de um "cacoete de professor". "Não sou contra reforma, sou contra esta."

"Essa reforma trabalhista, sem embargo de coisas boas, tem problemas. Ela trouxe ao mundo uma insegurança jurídica e insegurança econômica, e isso destrói o capitalismo. O meu compromisso é trazer essa bola de volta para o centro do campo e recolocar a discussão", disse o ex-governador do Ceará. "Da proposta aprovada, 10% são coisas aberrantes. Você acha que sindicalismo critica o negociado sobre o legislado? Não, falam da situação da grávida em ambiente insalubre", disse.

Armando Monteiro visita ex-presidente Lula em Curitiba

O objetivo da comitiva foi verificar as condições de todos os presos e a situação da carceragem da PF. Foto/divulgação

O senador Armando Monteiro (PTB) visitou, nesta terça-feira (17), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na sede da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná. O petebista integrou uma comissão suprapartidária formada por senadores que fazem parte da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal. O objetivo da comitiva foi verificar as condições de todos os presos e a situação da carceragem da PF.

Além de Armando Monteiro, que foi ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior de Dilma Rousseff, também estiveram com o ex-presidente Lula os senadores Roberto Requião (MDB-PR), Renan Calheiros (MDB-AL), Edison Lobão (MDB-MA) e Jorge Viana (PT-AC) – autor do requerimento para realização da visita. Lula está preso na carceragem da Polícia Federal há mais de 100 dias.

Ao sair da sede da PF, Armando afirmou ter encontrado o ex-presidente Lula animado. O senador ressaltou que, para além do caráter institucional, a visita também teve um significado pessoal, tendo em vista a relação de amizade do ex-presidente com seu pai, o ex-ministro Armando Monteiro Filho.

“O presidente Lula está animado, inteiro, e fiquei muito feliz de encontrá-lo com disposição. Essa viagem tem, para além do caráter institucional, de uma visita oficial do Senado”, afirmou Armando. “Para mim, também tem um sentido pessoal, por minha relação de muitos anos com o presidente Lula e como uma homenagem ao meu pai, que se vivo estivesse certamente viria aqui trazer solidariedade ao presidente Lula”, ressaltou.

Recomendação do MP em Custódia visa garantir atendimento médico a presos sem prejudicar a segurança pública

Com o objetivo de garantir acesso dos presos ao serviço de saúde e harmonizar a necessidade de atendimento com a segurança do ambiente prisional e dos profissionais de saúde, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou uma série de medidas às autoridades públicas de Custódia.

De acordo com a recomendação, expedida pelo promotor de Justiça, Tiago Meira de Souza, a Secretaria de Saúde de Custódia deverá garantir o atendimento aos reeducandos, preferencialmente mediante o envio de equipe médica à cadeia pública da cidade ou, após a emissão das devidas requisições médicas, encaminhar o preso para o hospital municipal. A iniciativa se deve à exigência da Lei de Execução Penal, que estabelece que a assistência médica deverá ser prestada em unidade de saúde caso a penitenciária não disponha de serviço médico adequado.

Como medida de segurança, o MPPE recomenda que as visitas de profissionais de saúde à Cadeia Pública devem ser agendadas previamente e comunidades à direção da unidade, com exceção dos casos de emergências médicas.

Já ao diretor da unidade prisional, o MPPE recomenda sempre remeter os requerimentos administrativos de atendimento médico à Secretaria de Saúde de Custódia, para que o município possa providenciar o envio de equipes nos dias e horários agendados. Em relação aos atendimentos externos, o diretor deve autorizar tais procedimentos. Por fim, cabe ao gestor da cadeia pública garantir a segurança dos profissionais de saúde que se dirigem à cadeia para cuidar dos reeducandos.

O promotor de Justiça também recomenda à guarnição da Polícia Militar que organize eventuais escoltas de presos para atendimento fora da unidade prisional, avaliando os potenciais riscos e informando, no caso de não ser possível remover um reeducando por motivo de segurança, as motivações em livro de ocorrência.

“Essa recomendação visa estabelecer critérios para efetivar o direito à saúde dos internos e também evitar a exposição de equipes de segurança em saídas desnecessárias de apenados, bem como dar celeridade e efetividade aos serviços públicos de saúde e policiais”, ressaltou Tiago de Souza, no texto da recomendação.

Ainda segundo o promotor de Justiça, a Polícia Militar havia informado ao MPPE que há dificuldades para organizar eventuais escoltas, visto que a guarnição local conta com efetivo pequeno e possui apenas uma viatura.

Pesquisa aponta empate técnico para governo de PE nas eleições

Resultado de imagem para armando, marilia e paulo

Na segunda pesquisa sobre a corrida eleitoral deste ano em Pernambuco, realizada pela Datamétrica, entre os dias 11 e 12 de julho, observa-se pouca mudança em comparação à primeira, feita entre 8 e 9 de junho. Os três principais candidatos cresceram um pouco e as posições relativas deles permanecem as mesmas, tanto na intenção de voto espontânea como na estimulada. Paulo Câmara (PSB) na liderança, seguido de Marília Arraes (PT) e de Armando Monteiro (PTB). Estatisticamente, entretanto, os três continuam num empate técnico. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.

A intenção espontânea de voto apresenta Paulo Câmara com 13% (em junho ele tinha 12%), Marília Arraes com 11% (em junho ela tinha 8%) e Armando Monteiro com 6% (sendo 4% a registrada em junho). Os demais candidatos obtiveram, cada um, menos de 1% das intenções de voto. Os indecisos cresceram de 39% para 53%, e aqueles votariam branco ou nulo caíram de 28% para 14%.

A intenção estimulada de voto no cenário, considerando a participação da pré-candidata do PT, repete a ordem dos candidatos da espontânea, sendo todos com índices maiores, como se esperaria das respostas estimuladas. Os números de 25% (Paulo Câmara), 21% (Marília Arraes) e 17% (Armando Monteiro) confirmam a liderança do governador, ainda que estejam todos empatados dentro da margem de erro.

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE